Autoconhecimento amplia alegria de viver

Investigue a si mesmo e descubra o que lhe inspira e dá prazer

Investigue a si mesmo e descubra o que lhe inspira e dá prazer

Para nós, que trabalhamos desenvolvendo habilidades comportamentais, não é raro receber pessoas relatando falta de alegria de viver, falta de propósito ou missão pessoal e até mesmo uma sensação de que apenas “numa outra vida” seria possível recomeçar, fazendo novas escolhas que resultassem em maior realização. Esse tipo de relato é muito triste de se ouvir.

Nosso objetivo não é diagnosticar estados depressivos (função reservada exclusivamente aos médicos e psicólogos), mas discutir de que forma a falta de propósito na vida pode estar ligada à falta de autoconhecimento, falta de relacionamentos e a estados mentais repetitivos de negatividade e pessimismo.

O papel do autoconhecimento é importante quando falamos de reconexão com energias vitais. Quando uma pessoa consegue descobrir alguma atividade que lhe dá prazer ou algo que a inspira, fica mais fácil recobrar um sentido de “missão pessoal”.

Quando uma pessoa consegue descobrir alguma atividade que lhe dá prazer ou algo que a inspira, fica mais fácil recobrar um sentido de “missão pessoal”.

Isso a impulsiona também a agir e colocar movimento em seu dia a dia. Existem hoje ferramentas de autoconhecimento e testes de perfil, disponíveis na internet, que podem ajudar quem não sabe por onde começar a investigar a si mesmo, seus talentos e potenciais. A ajuda de um Coach de Vida também pode instrumentar essa investigação.

Para expandir o autoconhecimento, relembre dois ou três momentos na sua vida em que você se sentia muito bem, fluindo, livre e alegre. Anote para cada um desses momentos:

  1. O que estava acontecendo?
  2. O que você estava fazendo?
  3. Onde você estava?
  4. Quem estava com você ou participava indiretamente daquilo?
  5. Para que você fazia aquilo ou estava lá?
  6. Quais recursos, dinheiro ou bens estavam sendo usados?
  7. Qual era sua sensação?
  8. Se você pudesse dar um título a você mesmo naquele momento, qual seria? (Por exemplo: “Desbravador”, “Aventureiro”, “Apaixonado”, “Amigo”, “Servidor”, “Líder”).
  9. Se esse momento trouxesse uma lição a respeito de quem você é, qual seria?

Além de ampliar a consciência, precisamos dizer um “não” bem contundente para todas – e digo todas – as vezes em que nos pegamos tendo pensamentos como: “por que fazem isso comigo?”, “não acredito que estou passando por isso de novo”, “está dando tudo errado hoje”, “tudo dá errado comigo”, “só na minha vez acontece isso” e variações disso.

Toda essa categoria de pensamentos leva a pessoa a se vitimizar, “roubando” seu poder de decidir e resolver – a seu favor – as situações que vão acontecendo. Se esse padrão de pensamentos se tornar repetitivo, cada dia mais a pessoa irá se enfraquecer, ameaçando as rédeas de sua vida. Lembre-se de que o negativismo é contagioso, não passe nem um dia ao lado dele!

Lembre-se de que o negativismo é contagioso, não passe nem um dia ao lado dele!

Para encher seus pensamentos de ideias positivas e inspiradas, outra dica é buscar livros, filmes e sites que falem da habilidade de se relacionar. É comprovado que amizades e relações familiares nutritivas dão suporte e apoio para sairmos de estados físicos e mentais negativos.

Veja três dicas abaixo, para desenvolver seus relacionamentos.

Livro

A “bíblia” do relacionamento é o livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas” (Ed. Nacional), de Dale Carnegie. Compre em sites de sebos virtuais que são mais baratos e entregam pelo correio. Não se esqueça de que com novas amizades você poderá abrir novas oportunidades para você.

Site

Consulte o site da autora e terapeuta Louise Hay, que é genial a respeito de como uma pessoa pode modificar sua realidade, afastando o pessimismo.

Filme

“Intocáveis” (Intouchables, dirigido por Olivier Nakache e Éric Toledano) é muito sensível e nos faz pensar profundamente sobre o valor da vida e da alegria.

Dar novo sentido à vida (agora e não na próxima encarnação) começa quando fazemos o que gostamos e com uma boa rede de relações. Assim, deixo para você três perguntas de coaching:

  1. De que forma você tem mostrado interesse por iniciar novas amizades?
  2. Cite cinco ações que você fez no último ano para isso.
  3. Onde você tem ido para conhecer pessoas novas (esportes, jogos, trabalhos, clubes, associações, viagens, dança)?

Espero que a partir desses questionamentos seja possível agir de outra forma e criar novidades, trazendo a alegria para sua vida!

Para continuar refletindo sobre o tema

11 livros que desafiam antigas crenças

Você conhece seus talentos?

7 atitudes para tomar sua vida nas mãos

Equilibrando prós e contras da vida

Carla Panisset

Carla Panisset

Coach especialista em Aumento de Performance Profissional e transição de carreira. Diretora da Regional RJ na Net Profit Brasil para gerar resultados para as empresas. Treinadora, Comunicóloga e Relações Públicas. Já treinou mais de 1.000 líderes e profissionais brasileiros, tendo 25 anos de carreira. Facilitadora de Biodanza® Sistema Rolando Toro (em formação).