Yoga e a Aromaterapia para amenizar sintomas da menopausa

Saiba como reduzir os incômodos desta fase para poder vivê-la como a melhor época da vida

Yoga e a Aromaterapia para amenizar sintomas da menopausa

O Yoga pode ser um grande aliado na transição do climatério e da menopausa. Alguns asanas podem trabalhar glândulas diretamente ligadas aos hormônios estrogênio e progesterona, amenizando seus sintomas.

Você sabia que a Aromaterapia pode potencializar os resultados das práticas? Os óleos essenciais conseguem aguçar nossa percepção e ajudam a enxergar as oportunidades trazidas pelo novo ciclo.

Em parceria com Solange Lima, especialista em Aromaterapia, veja aqui dicas de como associar Yoga e óleos essenciais para amenizar os sintomas da menopausa para que você possa aproveitar o ciclo de transformação e redescobertas.

Primeiro, que tal a gente entender um pouco sobre esse momento que toda mulher passa?

Ciclos femininos

Climatério

É o nome que se dá à passagem da fase reprodutiva para o período não fértil da mulher.

É a fase da dança dos hormônios. Alguns vão ficando preguiçosos, como os dos ovários (FSH e LH), enquanto a glândula pituitária pensa que ainda não está na hora do descanso e tenta animar os ovários dizendo a eles para produzirem mais estrogênio e progesterona.

Esse período pode durar vários anos e a minha definição dessa fase da mulher é: um esporte radical onde as emoções variam da ansiedade à depressão em curtos espaços de tempo, da calma zen à irritabilidade jurássica em menos de 2 minutos.

Também é quando você passa de ondas de calor com sudorese excessiva a calafrios em pleno verão carioca.

Tudo muda. Sua pele envelhece, o cabelo cai, a libido diminui, a mucosa vaginal resseca, os períodos menstruais se tornam  irregulares e intensos. Ocorre muita insônia e desconforto nas relações sexuais. Os ossos ficam mais porosos, o corpo acumula gordura e outras mudanças transformam o corpo da mulher anunciando a chegada da menopausa.

Menopausa

É o nome que se dá à última menstruação, ao fim da ovulação. Só estará na menopausa a mulher que não menstruar por 12 meses seguidos.

Os hormônios estrogênio e o androgênio, agora, são produzidos pelas glândulas suprarrenais, pela gordura corporal e pelos músculos. Já a produção de progesterona cessa totalmente.

Quantas questões, não é mesmo? Pelo fato de ter tantos sintomas físicos e emocionais, precisa ser um momento de muito sofrimento?

É uma fase difícil, sim. Mas se a gente mudar o padrão e pensar que pode ser uma fase de grande transformação, de um despertar, de sabedoria incrível, já nos sentiremos diferentes.

O Yoga e a Aromaterapia podem ajudar a diminuir os sintomas dessa fase.

Yoga e Aromaterapia para sintomas da menopausa

Eu, Rosine Mello, como instrutora de Yoga, e eu, Solange Lima, como aromaterapeuta, sugerimos alguns asanas (posturas do Yoga) para serem usados com óleos essenciais específicos para te ajudar com alguns dos sintomas que mais incomodam as mulheres na menopausa.

Oscilações de humor, irritabilidade e ansiedade

Torções e flexões agem sobre as glândulas suprarrenais. Por isso, os asanas em pé, de flexão e torção ajudam a estabilizar as oscilações de humores. Mas não os faça se estiver muito cansada. Para este caso, os asanas sentados são os mais recomendados.

As flexões acalmam as suprarrenais, que são as glândulas que produzem o estrogênio, cujo excesso causa ansiedade, nervosismo e impetuosidade, e a progesterona, que pode provocar depressão.

Flexões para frente, em pé ou sentada, em geral, acalmam a mente e o sistema nervoso, alongam a coluna e favorecem a atitude de aceitação.

As torções tonificam as suprarrenais, além de melhorarem o funcionamento do fígado e dos rins, também acalmam o sistema nervoso simpático.

Já as inversões ajudam a equilibrar o humor através da maior irrigação do cérebro quando a cabeça fica abaixo do nível do quadril, como o Upavistha Konasana.

Adho Mukha Svanasana

Existem casos de pessoas que não podem fazer determinadas posturas ou que ainda são iniciantes no Yoga não alcançaram o nível das invertidas sobre a cabeça ou sobre os ombros.

Nestes casos, são indicados Adho Mukha Svanasana (conhecido como Cachorro Olhando para Baixo, na fotoou Viparita Karani na parede, com apoio embaixo do quadril (pernas elevadas para cima na parede).

Uma atenção especial para quem sofrem de depressão há algum tempo, pois devem evitar as flexões sentadas para frente. Neste caso, é melhor fazer as flexões para trás com apoio de almofadas.

Um óleo essencial que pode ser utilizado aqui para amenizar as oscilações de humor é o gerânio. Conhecido por ser um óleo tipicamente feminino, ele é um fito hormônio natural e traz estabilidade emocional.

Outra fica é associar os óleos essenciais de lavanda e de laranja nessa composição, que vão ajudar a potencializar o efeito dele, trazendo mais calma, amenizando estados de ansiedade e depressão, e trazendo alegria e bem-estar.

A dica é usar os óleos em difusores, colares aromáticos ou por meio da inalação (pingar uma gota em lenço de tecido, fazendo algumas inspirações e expirações) sempre ANTES da prática, quando terá o melhor aproveitamento dos benefícios dos óleos essenciais.

Lembre-se: nunca passe o óleo puro na pele, pois alguns óleos podem irritar ou queimar a pele.

Ondas de calor

As inversões atuam sobre o sistema neuroendócrino, que são as glândulas pineal, pituitária, tireoide e suprarrenais.

Viparita Karani

As invertidas equilibram as energias, porque por um lado diminuem a sensação de cansaço e por outro, diminuem o excesso de excitação. Isso ocorre devido ao fluxo de sangue recém oxigenado para o pescoço e a cabeça.

Além disso, são posturas que trazem frescor. O ideal para todos os níveis é a postura de pernas elevadas na parede com apoio embaixo do quadril, Viparita Karani.

Outras que tem o mesmo efeito são o Adho Mukha Svanasana (Cachorro Olhando para Baixo) ou o Setu Bandha Sarvangasana (Postura da Ponte).

As flexões para frente e para trás com apoio também são calmantes e refrescantes.

O óleo essencial de gerânio também é um forte aliado nas questões do calor, podendo ajudar você nessa fase amenizando esse quadro.

Use o óleo em difusores, colar aromático ou por meio da inalação (pingar uma gota em lenço de tecido, fazendo algumas inspirações e expirações) antes da prática.

Outra sugestão é nos momentos que estiver com o calorão, faça um spray com o óleo de hortelã-pimenta, que vai refrescar e trazer bem-estar para esses momentos.

Confusão mental

Os hormônios desequilibrados, tanto para mais ou para menos, confundem o cérebro. O melhor remédio nesses momentos é o Savasana (Postura do Cadáver) ou as invertidas.

Savasana

O Savasana faz parte dos asanas restaurativos, que não exigem esforço ou tensão, levando ao verdadeiro estado de relaxamento, além de promover o movimento da coluna vertebral e equilibrar os Chakras.

Já as posturas invertidas melhoram as taxas hormonais e a pressão arterial, diminuem a excitação cerebral e aliviam a retenção líquida.

Ambos os tipos de postura fazem parte do Yoga Restaurativo e alternam o estímulo e o relaxamento dos órgãos e balanceiam as energias femininas e masculinas do nosso corpo.

Para ajudar com essa questão e trazer mais clareza mental e equilíbrio, os óleos essenciais recomendados são limão-siciliano, alecrim e sálvia. A lavanda também é uma boa opção, pelo efeito calmante.

A dica é usar o óleo em difusores, colares aromáticos ou por meio da inalação antes da prática. Uma gota do aroma já é suficiente. Nunca pingue o óleo puro na mão.

Lembrando que o alecrim tem algumas contraindicações. É preciso evitar o uso por grávidas, hipertensos e pessoas portadoras de epilepsia.

Libido e saúde da vagina

A baixa do estrogênio diminui a libido e aumenta o ressecamento vaginal. Os melhores asanas para estes sintomas são as flexões para frente e as torções, pois tonificam as glândulas suprarrenais.

Para fortalecer a musculatura pélvica, são indicados os asanas em pé com flexão para frente e as costas levemente côncavas, além dos asanas sentados e as inversões.

O óleo vegetal de coco é um poderoso aliado nessa fase da mulher, ajudando no ressecamento vaginal.

O óleo essencial de cipreste também pode ajudar na libido através da inalação ou, ainda, em um creme ou óleo vegetal usado na região do baixo ventre.

Cuide-se e busque ajuda

A menopausa marca o fim da idade fértil, mas não o fim da vida de uma mulher.

Quando os sintomas cessarem, e eles vão cessar, surgirá uma nova mulher madura. Mas não é preciso esperar que o corpo faça o trabalho todo sozinho e sofrer até que ele se adequar à nova fase.

O Yoga ajuda muito nessa transição, mas o ideal é começar antes do climatério e praticar sempre com um instrutor certificado.

A Aromaterapia, além dos seus benefícios calmantes, relaxantes e ansiolíticos, que por si só já ajudam a amenizar os incômodos em qualquer fase da vida, podem potencializar os efeitos do Yoga.

Lembrando sempre que o uso dos óleos essenciais de forma segura se faz necessário com o acompanhamento de um aromaterapeuta, porque nessa fase muitas questões podem vir à tona e muitos óleos têm contraindicações.

E não se esqueça: a menopausa pode ser a melhor fase da sua vida, basta você vê-la por outro ângulo e pensar que pode se transformar em uma nova mulher, mais madura e sábia!

Referências do Texto:

  • O Livro de Yoga e Saúde para a Mulher – Linda Sparrowe – Patricia Walden.
  • Relax and Renew – Restful yoga for Stressful Times – P.T. Judith Hanson Lasater, Ph.D.

Este artigo foi escrito por Rosine Mello, especialista em Yoga, em parceria com Solange Lima, especialista em Aromaterapia.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Rosine Mello

Rosine Mello

Formada em Educação Física, é praticante de Hatha Yoga desde 1998. Atua como professora desde 2005, certificada pelo Simplesmente Yoga. Saiba mais