Joanita Molina
Por Joanita MolinaLeia em 3 min.25/07/2019 

Ritual de Lammas: momento de celebrar a prosperidade

Data comemorada de 28/7 a 2/8 trabalha energia da fartura e abundância

O ritual de Lammas é um dos 4 rituais ou “sabats” considerados mais importantes e mágicos do ano e faz parte dos oito rituais sagrados da roda celta da vida – a roda anual. Estes povos acreditavam que este era o momento de agradecer pela primeira colheita do ano, no qual partilhavam os grãos colhidos e faziam pães para comemorar e celebrar. Lammas também é conhecido como Lughnasadh, Luganash, Festival da Primeira Colheita, Véspera de agosto, Festival da Fartura, Sabat da Colheita ou Festival dos Grãos.

Era também o momento de fazer oferendas aos deuses, pedindo para manter a fertilidade da Terra, assegurando a prosperidade para os próximos meses. Antigamente esse ritual era realizado no interior de um bosque e honrava o amadurecimento das sementes.

Roda da vida celta

A Roda da Vida celta é composta de oito rituais que celebram e se conectam com energias específicas. São eles:

  • Samhain (noite das bruxas)
  • Litha (solstício de verão)
  • Imbolc (noite do fogo)
  • Mabon (equinócio de outono)
  • Beltane (ritual do amor)
  • Yule (solstício de inverno)
  • Lammas (ritual da colheita e prosperidade)
  • Ostara (equinócio de primavera)

O nome Lughnasadh (pronuncia-se lunasá) tem sua origem numa festa agrícola celta muito antiga, que celebra a colheita em honra a Lugh, o deus celta do sol. Segundo a mitologia, ele é considerado o maior guerreiro dentre os celtas, pois derrotou os gigantes que exigiam sacrifícios humanos. Já o nome Lammas significa “massa do pão” e tem origem em uma das tradições desse ritual de luz, que é fazer um pão com os primeiros grãos colhidos para celebração e agradecimento.

O alimento sagrado desse ritual é o pão ou o bolo feito com os grãos, que representam a colheita, e deve ser partilhado como alimento sagrado entre os membros do coven (família de luz), família e amigos. Os pães devem ser colocados em altares infundidos de luz para aumentar o fluxo da prosperidade em nossas vidas. Além do pão e do bolo, outros alimentos tradicionais desse ritual são as tortas de grãos, o milho, as nozes e também as frutas típicas da época. As bebidas tradicionais são: cerveja e chá de camomila ou cidra. Os incensos são os de aloe, acácia, rosas e sândalo.

Além da tradicional “Massa de Lugh”, nesse ritual também era uma tradição antiga fazer bonecos de palha (de milho ou trigo), representando os Deuses e a grande Deusa mãe que provê tudo. Esses bonecos eram considerados como amuletos para expansão da prosperidade durante todo o ano, até o Lammas seguinte, quando eram queimados na fogueira do ritual.

Nesse ritual também devemos honrar e tomar mais consciência sobre o aspecto da fertilidade.

Alguns autores celebram este ritual em fevereiro, no hemisfério sul, pois invertem as datas da roda celta dos rituais, acompanhando a inversão das estações que são diferentes para cada hemisfério. Porém, de acordo com as linhagens celtas e druidas mais antigas e sagradas, somente as datas das estações devem ser alteradas de acordo com cada hemisfério. Os 4 ritos entre os solstícios e equinócios (Imbolc, Beltane, Lammas e Samhain) devem ser celebrados na mesma data, independente do hemisfério onde se encontra.

Ritual trabalha consciência da abundância na sua vida

A cada ano o Ritual de Lammas trabalha energias específicas que estão ligadas às configurações do momento e às energias atuantes daquele período. Dentro da energia de cada ano, alguns costumes e feitios mágicos são mais enfatizados para acessar e integrar a energia desse ritual.

Porém, em todos os seus aspectos, esse ritual de luz traz sempre o trabalho com a consciência da prosperidade, fartura e abundância.

É o momento de agradecer, celebrar e pedir mais prosperidade em nossas vidas.

No dia de Lammas devemos tomar consciência da colheita já realizada neste ano e partilhá-la com os que estão a nossa volta. É sempre um momento de honrar o fluxo da abundância infinita e conectar-se cada vez mais com ele.

Ritual de Lammas em 2019

Em 2019, o ritual de Lammas, que geralmente é celebrado entre 1 e 4/8, terá energia atuando entre 28/7 e 2/8. Isso ocorre porque, em alguns anos, a configuração atual do momento pode mudar o período.

Nesse ano específico, a data vem trazer muito mais uma energia de limpeza do que de fartura em si, nos convidando a deixar ir tudo que bloqueia o fluxo da prosperidade em nossas vidas. É o momento de fazer uma auto análise e reflexão de tudo que é supérfluo e está sendo utilizado com exagero ou desperdício.

Vale lembrar que esse é um ritual de grande seriedade e ordem cerimonial. Por isso, assim como todos os rituais mágicos da Roda da Vida, é importante que o Rito de Lammas seja guiado por um sacerdote ou sacerdotisa iniciado de alto grau. O sacerdote é um líder espiritual, aquele que tem a devida formação e conhecimentos para realizar a ritualística de forma que esta seja totalmente firmada no positivo e trabalhada de forma correta, completa e integrada, sem deixar margem para negatividade. Além disso, é necessário um líder devidamente qualificado para saber direcionar o que deve ser trabalhado em cada ano nessa data.

Sendo feito de forma integrada, esse ritual mágico traz um grande benefício para o indivíduo, promovendo uma profunda purificação dos bloqueios com relação à prosperidade em seus corpos. A pessoa recebe uma grande carga e potência energéticas que pode ser direcionada para manutenção e expansão da prosperidade em sua vida.

É um momento de contato e ancoragem do fluxo da prosperidade no sistema de 4 corpos. Participar de um rito de Lammas devidamente bem guiado e direcionado é um momento mágico e muito especial, que abre as portas para um grande despertar espiritual e ascensional.

Como aproveitar a data do Lammas em sua casa

Caso você não tenha a oportunidade de participar de um rito de Lammas oficial, aproveite as dicas abaixo para se conectar a energia da prosperidade e aproveitar o impulso desta data. Veja a seguir:

  • Faça uma reflexão sobre sua vida e rotina. Você pode fazer uma meditação silenciosa antes de começar, para reduzir a atividade mental e entrar em contato com você mesmo;
  • Identifique gastos, objetivos e hábitos que são supérfluos e, de alguma forma, são utilizados com exagero ou desperdício;
  • Faça anotações e se comprometa a desapegar do que não serve mais, para se abrir para o fluxo da prosperidade e para o novo em sua vida;
  • Faça um momento de celebração e partilha com a família ou pessoas queridas. Pode ser uma refeição com alimentos à base de grãos. Aproveite a ocasião para agradecer tudo que foi recebido e/ou vivido desde o ano passado.

Aproveite o Lammas 2019 para abrir mão do que não serve mais e mergulhar na energia da gratidão em sua vida.

Joanita Molina

Joanita Molina

Mestra ascensa, líder espiritual e sacerdotisa de magia ascensional. Realiza os 8 rituais de luz do ano e 9 festivais de luz de gaya.