Joanita Molina
Por Joanita MolinaLeia em 5 min.18/03/2016 

Ritual de Imbolc: tempo de semear projetos

Fase de 30/01 a 02/02 favorece novos começos e abertura de caminhos

O Ritual de Imbolc é um dos 4 rituais ou “sabats” considerados mais importantes e mágicos do ano. Também conhecido pelos nomes Imbolg, Oilmec, Festa do Fogo, Noite de Brigit ou Candlemas, é um festival que tem suas origens históricas na Irlanda, Escócia e Ilha de Man. É um dos quatro festivais mágicos gaélicos e ainda chamado de festival galês Gwyl Fair y Canhwyllau.

Roda da Vida Celta

A Roda da Vida celta é composta de 8 rituais que celebram e se conectam com energias específicas. São eles:

  1. Samhain (noite das bruxas)
  2. Litha (solstício de verão)
  3. Imbolc (noite do fogo)
  4. Mabon (equinócio de outono)
  5. Beltane (ritual do amor)
  6. Yule (solstício de inverno)
  7. Lammas (ritual da colheita e prosperidade)
  8. Ostara (equinócio de primavera)

O Imbolc é celebrado entre 30/01 e 02/02, mas alguns autores sugerem que no hemisfério sul o ritual é comemorado em agosto – isto acontece pois eles invertem as datas da roda celta dos rituais, acompanhando a inversão das estações, que são diferentes para cada hemisfério. Porém, de acordo com as linhagens celtas e druidas mais antigas e sagradas, somente as datas das estações podem ser alteradas de acordo com cada hemisfério. Os 4 ritos entre os solstícios e equinócios (Imbolc, Beltane, Lammas e Samhain) devem ser celebrados na mesma data, independente do hemisfério onde se encontram. Sendo assim, consideramos a data de Imbolc da mesma forma que no hemisfério norte, ou seja, entre 30/01 e 02/02.

Na Irlanda, o cristianismo comemora nesta data o dia de Santa Brígida, que é a Deusa correspondente a Imbolc: Brigit (também conhecida como Brigid ou Brighid), Deusa do fogo, da cura, da poesia, da inspiração, das artes marciais, da escrita, da criatividade, do impulso de vida e da inspiração divina. Ela também é invocada para trazer cura e rejuvenescimento.

O Ritual é dedicado à Deusa em sua fase jovem, na qual o poder está crescendo até se tornar fértil. O Imbolc é mencionado desde as primeiras literaturas irlandesas e há evidências de que tenha sido uma data importante desde os tempos antigos para os povos celtas. Ele era originalmente uma festa celta pagã, na qual eram confeccionadas as famosas cruzes de Brighid e as bonecas de Imbolc para oferecer à Deusa. As cruzes e bonecas eram espalhadas por todas as fazendas, plantações e vilarejos. Fazendeiros e donos de criações comumente pediam para Brighid abençoar seus rebanhos e plantações. Em outras partes da Europa, o Ritual era celebrado através de uma procissão à luz de tochas e archotes para purificar e fertilizar os campos antes da estação do plantio das sementes e para glorificar as deidades e os espíritos desta época do ano na Terra.

Ritual é positivo para fertilizar sonhos e projetos

Imbolc é o momento de recuperar o fogo da alma e acender a luz do espírito. É o ritual do fogo, do crescimento da luz, da fertilidade, dos novos começos, da abertura de caminhos. A cada ano o Rito de Imbolc trabalha energias específicas que estão ligadas às configurações do momento e às energias atuantes daquele período.

Porém, em todos os seus aspectos, esse ritual traz sempre grande purificação e renovação, abrindo caminhos para o fluxo de luz e as energias positivas do ano. Ele trabalha o afastamento da negatividade para dar espaço ao crescimento e ao desenvolvimento pessoal e coletivo. É o momento de acender o fogo interior, despertar as sementes, os planos e os projetos para o novo ano!

É o momento de acender o fogo interior, despertar as sementes, os planos e os projetos para o novo ano!

Dentro da energia de cada ano, alguns costumes e feitios são mais enfatizados para acessar e integrar a energia deste ritual. Nas noites de Imbolc você pode acender velas ou fazer uma grande fogueira, pedindo à Deusa Brigit para acender e despertar seu fogo interior. Também é um momento no qual podemos fazer poesias ou cantar em homenagem à Brigit pela chama da saúde, da coragem, da ousadia e da juventude. É sempre um bom período para honrar os jovens, a juventude e o crescimento.

Vale lembrar que esse é um ritual de grande seriedade e ordem cerimonial. Por isso, assim como todos os rituais mágicos da Roda da Vida, é importante que o Rito de Imbolc seja guiado por um sacerdote ou sacerdotisa iniciado de alto grau. O sacerdote é um líder espiritual, aquele que tem a devida formação e conhecimentos para realizar a ritualística de forma que a mesma seja totalmente firmada no positivo e trabalhada de forma correta, completa e integrada, sem deixar margem para negatividade.

Além disso, é necessário um líder devidamente qualificado para saber direcionar o que deve ser trabalhado em cada ano nesta data. Sendo feito de forma integrada, esse ritual mágico traz um grande beneficio para o indivíduo, promovendo uma profunda purificação de seu sistema de corpos. A pessoa recebe uma grande carga e potência energéticas que podem ser direcionadas para sua evolução, desenvolvimento e abertura de caminhos para todo o ano.

Neste ritual o sacerdote ou a sacerdotisa pode iniciar pessoas na roda da vida celta e magia cerimonial. E em alguns anos específicos é possível receber, inclusive, a iniciação de alguns dos arquétipos do ano que já estão em atividade. Participar de um rito de Imbolc devidamente bem guiado e direcionado é um momento mágico e muito especial, que abre as portas para um grande despertar espiritual e ascensional.

Joanita Molina

Joanita Molina

Mestra ascensa, líder espiritual e sacerdotisa de magia ascensional. Realiza os 8 rituais de luz do ano e 9 festivais de luz de gaya.