Logo Personare vertical
Pesquisar
Loading...

Dicas para uma Páscoa saudável

Opções de cardápios leves para esse período de tentações gastronômicas

Dicas para uma Páscoa saudável

Na época da Páscoa, as vitrines e mercados estão abarrotados de chocolates, o que dificulta resistir à tentação, e manter uma dieta equilibrada torna-se quase um desafio. A seguir, compartilho com vocês dicas para uma Páscoa saudável.

Será que está proibido comer chocolate? O que posso comer, afinal? Ou melhor, como tornar menos prejudiciais à saúde as comemorações? Acompanhe!

Dicas para a Sexta-feira Santa

Na Sexta-feira Santa, tradicionalmente, não devemos consumir carnes em geral, mas peixes, o que é uma ótima opção, por ser ter menos gordura e, portanto, ser mais leve.

Se você pretende preparar bacalhau, prefira a versão assada, acompanhada de legumes. As opções fritas ou gratinadas acrescentam muitas calorias e colesterol, por conta dos queijos e creme de leite.

Outras sugestões práticas são: peixe no forno (pescada, truta, namorado), temperados com sal e limão, e assados com cebolas e batatas em rodelas. Se você aprecia salmão, tempere-o esfregando o sal, unte-o com um pouquinho de manteiga e complemente com alho poró em rodelas, que é bastante diurético, diminuindo os inchaços no corpo.

São bons acompanhamentos: arroz integral ou arroz branco com legumes (enriqueça com fibras – diminuem a absorção de gordura e aumentam a saciedade – como abobrinha ralada, cenoura em cubinhos, ervilha, etc.).

Dicas para uma Páscoa saudável

Já no domingo de Páscoa, para que a comemoração seja inesquecível, alimente também o coração das pessoas com uma bela decoração. Use flores frescas e capriche na escolha de pratos, taças e guardanapos diferentes. Decore a mesa com cenouras com ramalhetes e faça patinhas de farinha no chão para entreter as crianças.

Para este dia, sugiro um cardápio especial e levinho para uma Páscoa saudável:

  • Salada de alface americana, rúcula ou agrião, tomate cereja partido ao meio, palmito, carambola cortada em estrelas.
  • Molho de mostarda e mel (2 colheres de sopa de maionese light, água o suficiente para dar ponto de molho, 1 colher de sobremesa de mostarda, 1 colher de chá de mel, suco de meio limão e sal a gosto)
  • Frango ou carne assada – decorar com farofa em volta. Há quem goste de fazer novamente peixe ou carnes diferentes como cordeiro.
  • Arroz branco, arroz com passas ou arroz com legumes. Ou então, o querido macarrão do domingo, que pode ser mais elaborado (exemplo: molho ao sugo com folhas de manjericão, azeitona preta e mussarela de búfala em rodelas)
  • Abacaxi cortado finamente, como “carpaccio” e raspas de limão.
  • E delicie-se com um pouco de chocolate.

Quanto de chocolate posso comer?

Recomendamos pelos antioxidantes o chocolate meio amargo, que pode conter porcentagens diferentes de cacau, mas o ideal é aqueles que tenham em torno de 70% de cacau. No mercado, existem boas marcas e preços diversos para esta opção.

Agora, para quem quer emagrecer, é melhor comer pouco chocolate do que o chocolate diet, pois este contém mais gorduras e, consequentemente, mais calorias.

Chocolate branco é o que mais tem manteiga de cacau, e não cacau, sendo a opção menos interessante.

O ideal máximo por dia de chocolate é 30 gramas, isso equivale a um bombom pequeno ou quatro quadradinhos de barra. Veja o peso do ovo e divida o número de porções.

Exagerei, e agora?

Agora, caso tenha abusado, volte à rotina o quanto antes. Além disso, são boas ideias: aumentar a atividade física – pode ser uma caminhada, uma volta de bicicleta, um passeio no parque.

Ainda vale diminuir as porções das refeições, trocar o jantar por uma bela salada, ingerir mais água e caprichar nas hortaliças!

Boa Páscoa!

Olá, essa matéria foi útil para você?
Amanda Regina

Amanda Regina

Nutricionista Funcional, Personal Diet e ampliada pela Antroposofia. Gosta muito de cozinhar! Atua em consultório e palestras, cuidando principalmente de saúde da mulher; emagrecimento trabalhando comportamentos alimentares, transição para o vegetarianismo ou veganismo, e ajudando a estabelecer uma relação saudável e prazerosa com a comida! Saiba mais