Juliana Garcia
  • Por Juliana Garcia
  • Leia em 5 min.
  • 22/04/2020
  • Atualizado em 16/06/2020 às 21:35

Rotina de Autocuidado para tempos difíceis

Experimente criar uma nova rotina e saiba que você não precisa preencher todo o seu tempo

Rotina de Autocuidado para tempos difíceis

Estamos vivendo tempos difíceis, sabemos. Nessa conversa, vou trazer algumas reflexões e sugestões sobre autocuidado.

Mas antes de tudo quero dizer: você não precisa preencher todo o seu tempo, nem participar de todas as lives que estão acontecendo, nem se forçar a não sentir o que você está sentindo.

Estamos vivendo um cenário totalmente desconhecido. É natural a sensação de confusão, ter medo, sentir sua energia oscilar.

Por isso, fortalecer as bases do autocuidado é essencial. Tudo isso vai passar. E para que você navegue por esses tempos da melhor maneira possível, cuide-se.

Começando por refletir sobre o que significa autocuidado, que nada mais é do que cuidar de si. Isso abrange qualquer atitude que propicie ao seu corpo o que ele precisa, que traga mais centramento para seu campo mental e emocional.

Experimente criar uma nova rotina de autocuidado

Criar alguma rotina pode ser muito benéfico agora. Como vai ser essa rotina? Quem sou eu para definir isso?!

Ninguém melhor do que você para saber das suas necessidades, das especificidades do seu cotidiano e do seu ambiente, do que lhe faz bem ou não.

Então, o que vou sugerir é que você faça um trabalho investigativo e experimental. Você pode, por exemplo, criar uma rotina para as suas manhãs.

Experimente. O que funcionou? O que precisaria de ajustes? Experimente. Ajuste!

Mais importante do que ter uma rotina rígida é ter uma rotina que lhe energize. Então, ela pode mudar, se adaptar. E você sempre terá alguma rotina matinal de autocuidado, mesmo que ela mude. Percebe?

Aqui dei o exemplo de uma rotina matinal, porque cuidar de como a gente amanhece já pode mudar o tom do nosso dia.

Mas não precisa de mesquinharia, não! Pode espalhar pequenos instantes de autocuidado ao longo do seu dia. Desde coisas programadas até coisas que aconteçam espontaneamente, porque você criou uma oportunidade para se cuidar.

Talvez o segredo seja mesmo manter o olhar aberto: como posso me cuidar bem, me amar, me oferecer o que preciso aqui e agora?

Livre-se das cobranças, cuide-se com leveza

Tendo em vista, que a gente precisa se cuidar integralmente, inclua momentos para cuidar das emoções, da mente, do corpo. Talvez você comece a gostar tanto desse exercício de investigar, que comece a brincar de alimentar mais desses campos a cada ritual.

Por exemplo, tomar um banho relaxante à luz de velas é tanto cuidar do corpo, quanto também traz cuidado para sua mente e emoções.

Cozinhar junto com as pessoas amadas, vai nutrir o corpo, despertar a mente criativa, fortalecer os laços. E por aí vai.

Outra coisa importante de se lembrar: seus rituais de autocuidado não devem ser mais um motivo de cobrança, pressão e frustração – um “tem que”. Você não precisa seguir nenhum roteiro, nem se enrijecer em nenhuma fórmula.

Às vezes, silêncio e recolhimento é o melhor cuidado que você pode se dar. Às vezes, o melhor momento do seu dia vai ser se esticar para tomar aquele solzinho que se esgueira pela janela.

Talvez, em alguns momentos, você vai sentir que não está conseguindo se cuidar sozinho e seu maior gesto de autocuidado vai ser pedir ajuda. E tudo bem.

Você não precisa se impor mais angústia e pressão. Você não precisa seguir nenhum roteiro. Foque-se no que você pode escolher agora.

  • Sentir e aproveitar os instantes antes de dormir, para se massagear, meditar, relaxar.
  • Escrever só para deixar as palavras saírem de dentro da cabeça.
  • Telefonar pras pessoas que você ama.
  • Aproveitar uma pausa para se alongar.
  • Manter o olhar aberto para se cuidar com coisas simples que lhe façam respirar um pouco mais leve.
  • Aceitar que existe luto, medo, ansiedade, e se acolher.
  • Respirar prestando atenção no coração que bate dentro do peito.
  • Deixar o futuro ser quando ele chegar.
  • Respirar de novo, no agora.

Autocuidado é amor, então, o cultive de maneira amorosa.

Se quiser aproveitar alguns momentos da rotina para cuidar da sua criatividade, estou oferecendo gratuitamente, nesses tempos de quarentena, o meu curso Retiro Criativo Online. Basta se cadastrar aqui.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Juliana Garcia

Juliana Garcia

Escritora, criadora, consultora, psicóloga, psicodramatista. Seu trabalho gira em torno da Autenticidade e da Criatividade. Psicóloga graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pós-graduada em Psicodrama pelo Instituto Mineiro de Psicodrama Jacob Levy Moreno. Cursou formações em Coaching pela Abracoaching e Condor Blanco Internacional. Foi professora do curso de pós-graduação em Psicodrama pelo Instituto Mineiro de Psicodrama Jacob Levy Moreno. Criadora de diversos cursos livres e conteúdos mais livres ainda. Contato: contato@julianaggarcia.com.br Saiba mais