Ceci Akamatsu
  • Por Ceci Akamatsu
  • Leia em 9 min.
  • 26/02/2016
  • Atualizado em 19/03/2020 às 18:13

Período antes da Páscoa sugere transformações

Fase é ideal para fechar velhos ciclos e abrir espaço para o novo

Fase é ideal para fechar velhos ciclos e abrir espaço para o novo

Período antes da Páscoa sugere transformações

Dizem que o ano só engrena mesmo depois do carnaval, que geralmente acontece nos meses de fevereiro ou março. E entre o fim do carnaval e a Páscoa, passamos pelo período da quaresma – momento de introspecção, reflexão, reavaliação e preparação para a morte e o renascimento, cuja nova vida é simbolizada pelo ovo de Páscoa.

Neste mesmo período, iniciamos o novo ano astrológico, com a entrada do Sol no signo de Áries, que traz a força para novos inícios, quase ao mesmo tempo em que entramos no outono, a estação em que as árvores deixam ir as antigas folhas para a preparação do novo florescimento. Assim, sob diversos aspectos, é bem forte neste momento a energia de fechamento do velho ciclo e a abertura de uma nova fase.

A morte e o renascimento trazidos pela Páscoa não significam uma morte literal, mas indicam que morremos e renascemos para o que vivemos ao longo do ciclo que passou, e que percebemos já não nos servir mais.

Assim, podemos levar para o novo ciclo somente o que ficou de aprendizado e positivo, abrindo espaço para que o novo possa entrar e a nova vida comece.

Neste momento que antecede a morte e o renascimento, aquilo que não está sendo positivo em nossas vidas tende a se manifestar com mais nitidez em nosso dia a dia, seja nos relacionamentos, no trabalho, na saúde ou mesmo em sentimentos desagradáveis que surgem aparentemente sem um motivo específico.

Neste momento que antecede a morte e o renascimento, aquilo que não está sendo positivo em nossas vidas tende a se manifestar com mais nitidez em nosso dia a dia, seja nos relacionamentos, no trabalho, na saúde ou mesmo em sentimentos desagradáveis que surgem aparentemente sem um motivo específico.

Crises sinalizam oportunidade de crescimento

É interessante ficarmos atentos aos problemas e desafios que aparecem nesta época, pois eles nos dão pistas das mudanças necessárias para um novo ciclo mais harmonioso.

Brigas e conflitos afetivos, por exemplo, podem nos indicar aspectos que precisam ser revistos e conduzidos de uma nova maneira dentro da relação, ou mesmo nos levar a questionar se é positivo levá-la diante.

A mesma reflexão se aplica ao trabalho e às relações profissionais ou até em outras áreas da vida.

O que os conflitos e desafios revelam? Será que estou percebendo as coisas e me colocando de forma muito dura ou passiva demais? Será que é isso mesmo que eu quero daqui para frente? É dessa maneira que quero continuar conduzindo as coisas? Se não, o que eu realmente desejo? O que posso mudar em minha visão e atitudes para promover transformações positivas?

Faça uma faxina em todos os níveis: material, emocional e mental, seja em relação a objetos, nosso corpo, pessoas, relações, comportamentos, hábitos, padrões emocionais e/ou mentais, e assim vai. Isso reforça a abertura de espaço para o novo, criando um ambiente interno e externo mais propício para as mudanças se concretizarem.

Que você possa aproveitar esse momento para finalizar o velho ciclo e se preparar para o novo que entra de forma consciente, leve e suave!

Para continuar refletindo sobre o tema

Olá, essa matéria foi útil para você?
Ceci Akamatsu

Ceci Akamatsu

Terapeuta Acquântica, faz atendimentos presenciais no Rio de Janeiro, em São Paulo e à distância. É a autora do livro Para que o Amor Aconteça, da Coleção Personare.  Saiba mais