Marcia Fervienza

Previsões para Touro em 2018

Confira principais tendências para quem tem Sol ou ascendente no signo

Previsões para Touro em 2018

Os taurinos tendem a passar por mudanças profundas em 2018 e precisarão sair de suas zonas de conforto. Abaixo, você encontra previsões detalhadas para Touro, divididas por decanato. Mas o dia que um decanato inicia ou termina pode sofrer leves variações anualmente. Portanto, caso tenha nascido no dia de início ou término de um decanato, é importante consultar um astrólogo para tirar a dúvida.

No final do conteúdo, você também encontra as principais tendências para quem tem ascendente em Touro.

Vale reforçar, ainda, que as previsões focam nos aspectos que o Sol (ou o ascendente) em Touro viverá ao longo de 2018. Por este motivo, pode acontecer de um decanato ter trânsitos mais expressivos que outros.

Por último, lembre-se que você é muito mais do que apenas seu signo solar e ascendente. Portanto, para ter uma análise completa de como será seu ano, é preciso analisar outros aspectos de seu Mapa Astral.

Confira abaixo as previsões para seu signo e ascendente (caso não saiba seu ascendente, clique aqui e descubra gratuitamente).

Primeiro decanato – 20 a 29 de abril

Os nativos do primeiro decanato de Touro, especialmente os nascidos entre 21 e 23 de abril, terão a primeira prova de Urano este ano. Entre 16 de maio e 7 de novembro, Urano entrará em seu signo para uma breve passagem, oferecendo uma pequena amostra do que trarão os próximos anos até 2026. Neste período, conte com explosões emocionais inesperadas e com possíveis intolerâncias a pessoas ou situações que antes não incomodavam tanto.

Você poderá notar também uma maior dificuldade em conter a expressão de pensamentos ou sentimentos, ainda que controversos. Isto porque neste ano começa a se desenhar uma necessidade de mudança e individuação dos taurinos, que vai deixar aqueles à sua volta inicialmente perdidos com o que começa a se manifestar.

Neste ano começa a se desenhar uma necessidade de mudança e individuação dos taurinos, que vai deixar aqueles à sua volta inicialmente perdidos com o que começa a se manifestar.

Existe ainda uma quebra ou rompimento com estruturas sufocantes ou restritivas em prol de uma manifestação mais verdadeira da própria identidade.

Com Urano em Touro, todos estaremos mais aptos a inovar no campo material, assim como mais propensos a revezes neste sentido, mas os taurinos estarão especialmente suscetíveis a esta influência, não só porque ocorre em seu signo, mas também porque ocorre em conjunção ao seu Sol, ou centro de consciência. O lado positivo é que, para eles, tais mudanças, inovações ou revezes serão autoiniciados, ainda que eles não se deem conta disso.

Portanto, a dica é: se parecer que está tudo muito fora do seu controle, pare e se pergunte como você está criando estas mudanças em sua vida, através do seu comportamento, pensamentos, palavras e crenças.

Segundo e terceiro decanatos – 30 de abril a 20 de maio

Os nascidos no segundo e terceiro decanatos de Touro, especialmente entre 4 e 21 de maio, terão um ano “Jupiteriano”, já que Júpiter (em trânsito por Escorpião) estará fazendo oposição ao Sol destes nativos. O que isto significa? Que 2018 será um ano de impulso por crescimento para estes nativos. Como o aspecto é de oposição, é possível que o sentimento seja de que o outro (ou os outros) da sua vida quer que você cresça, quer lhe tirar do seu lugar de conforto e deseja que faça mais, seja mais, busque mais.

Mas, para aqueles com maior autoconsciência e autoconhecimento, ficará claro que alguma situação (ou situações) precisa(m) evoluir, expandir e oferecer mais para continuar valendo a pena. E como o planeta tocado por Júpiter aqui é o Sol, existe um aumento da autoconfiança e uma certeza de que você não está pedindo nada demais nem nada além do que merece ou oferece. Com isso, vem uma predisposição a não fazer concessões. Afinal, se sabemos que merecemos mais, com Júpiter não estaremos dispostos a negociar por menos.

Mas que situações podem atingir esse ponto? Fique de olho especialmente naquelas que tiveram inicio há mais ou menos 6 anos, quando Júpiter passou por Touro e fez conjunção ao seu Sol. O que acontecerá se não for possível fazer aquela situação evoluir? Provavelmente você vai partir para outra sem olhar para trás e possivelmente não vai se arrepender.

Mas, se for possível avançar para o próximo nível, os próximos seis anos devem continuar sendo de crescimento, ainda que em uma nova direção. Aproveite, mas não perca de vista a humildade ou as suas condições reais de crescimento, porque quando Júpiter faz oposição, às vezes o ego pode se inflar muito e nos levar a perder noção das nossas reais possibilidades.

Ascendente em Touro

Até 9 de novembro de 2018, os nativos de ascendente em Touro estão recebendo a oposição de Júpiter em sua Casa 7. Este contato amplia a sua rede de relacionamentos, a presença de outras pessoas influentes em sua vida (que podem lhe favorecer de alguma forma) e aumenta as chances de um novo romance para aqueles que estão solteiros. Aliás, as chances ficam aumentadas para os casados também.

Aumentam as chances de um novo romance para aqueles que estão solteiros. Aliás, as chances ficam maiores para os casados também.

Neste caso, é importante fazer uma reavaliação da relação atual antes de entrar no trânsito, para evitar ser pego de surpresa por paixões fulminantes ou relações extraconjugais.

Isto porque as opções abundam com Júpiter na 7: o complicado é que nem sempre as opções jupiterianas são duradouras (o trânsito dura um ano e embora haja pessoas que se casam neste período, há outras que têm somente romances passageiros).

Com tantas opções, gente culta e influente transitando em sua vida, é provável que seu ego e seu sentimento de valor pessoal se expandam, fazendo com que se sinta bem a respeito de você mesmo e mais confiante em suas habilidades pessoais, o que é excelente. O único perigo com Júpiter é, como sempre, a possibilidade de se superestimar e assumir compromissos que não pode cumprir.

Um outro risco quando Júpiter faz oposição ao ascendente é o de engordar, porque a Casa 1 fala do corpo físico e Júpiter fala de generosidade. Talvez, com mais eventos sociais, seja difícil resistir àqueles bocados extras que acabam se instalando na barriga ou nos quadris. Atenção!

Consulta com a autora

Se tiver interesse em se aprofundar nas suas previsões, agende uma consulta com a astróloga e autora deste artigo, Marcia Fervienza.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Marcia Fervienza

Marcia Fervienza

Astróloga há mais de 15 anos e psicóloga, atua como colaboradora em Astrologia para diversas revistas e possui trabalhos publicados em vários países. Oferece atendimentos astrológicos presenciais e virtuais. Saiba mais