Logo Personare vertical
Pesquisar
Loading...
Meditação ativa: o que é e como praticar

Meditação ativa: o que é e como praticar

Aprenda estilos específicos de meditações para quem costuma ter uma mente agitada

Você senta para meditar, e aí começa: dormência, coceira, sono, dor nas costas, tudo lhe dispersa. Depois vem aquela sensação de “não consigo meditar”. Não se sinta frustrado. Existe a meditação ativa – ou, de forma mais direta, meditação para pessoas agitadas.

Vamos começar aliviando sua frustração: a meditação não precisa ser feita de modo sentado e parado. A meditação ativa é possível. Eu a pratico de duas formas: uma é caminhando, a outra é quando faço asanas (as posturas do Yoga).

A seguir, vou explicar como funciona a meditação para pessoas agitadas, mas é preciso lembrar que estamos em uma pandemia. Portanto:

  • Faça as atividades seguindo as regras da sua cidade
  • Use máscara
  • Previna-se levando seu álcool em gel
  • Se estiver com sintomas de Covid-19 não saia de casa

Meditação: significado

Muito se fala em meditação, mas qual é o seu significado?

Meditar não é relaxar, não é pensar em um lugar muito bonito e calmo, não é parar seus pensamentos, nem é pensar em nada.

Meditação é estar presente no momento.

Essa definição está ligada às suas origens. A meditação é muito antiga e está presente em muitas religiões, com significados e objetivos muito semelhantes tais como:

  • Sufismo – a meditação é vista como uma forma de educação pessoal e conhecimento interior, acessível a qualquer pessoa na pesquisa espiritual, independentemente de sua cultura e origem social.

  • Taoísmo – a meditação tem o objetivo de manter o corpo e a mente calmos, harmonizando-os com a mente. Portanto, não busca apenas acalmar a mente, mas permitir que a energia flua livremente através dos meridianos. Existem muitas maneiras de praticar esta meditação e a mais conhecida no Ocidente é o tai chi.
  • Hinduísmo – possui vários tipos de meditação. No Vedanta, o Jñâna-Yoga tem como método principal a investigação do Eu (âtma vichâra), que retorna à fonte dos pensamentos até para a realidade transcendental.
  • Cristianismo – a oração ativa as mesmas partes do cérebro que a meditação.
  • Budismo – o seu cerne é a meditação, e o princípio é acolher e deixar os pensamentos passarem sem se apegar a nenhum, para focar totalmente sua atenção no momento presente. Permite escapar da preocupação permanente com o futuro ou com o passado e as emoções dolorosas associadas, desta forma, a prática regula as emoções.

Meditação ativa: o que é

É uma forma de facilitar a prática da meditação durante o dia a dia, sem que seja necessário “parar tudo” que estiver fazendo para exercê-la. A meditação ativa é realizada por meio da atenção plena e, dessa forma, pode ser executada enquanto você faz qualquer tarefa.

É uma boa opção para quem não consegue meditar sem estar em movimento ou que tem dificuldades em se concentrar.

Nem por isso ela possui menos benefícios que uma meditação guiada “convencional” ou meditação passiva. A meditação ativa ajuda a reduzir a ansiedade e o estresse, a controlar as emoções, aumentar as defesas do organismo, entre outras vantagens.

Os movimentos corporais e respiratórios eliminam as tensões e as emoções acumuladas na mente, o que possibilita um relaxamento pleno.

Ou seja, diferentemente da meditação passiva, que é feita sem movimentos, a ativa também é uma forma de meditar, com o mesmo objetivo, aliviar sentimentos ruins.

A meditação ativa é ideal para quem só consegue se concentrar através do movimento e não consegue ficar parado ou sentado muito tempo. Se você se encaixa nisso, siga as dicas a seguir e teste esses formatos.

Tipos de meditação ativa

A meditação ativa é feita por meio de movimentos livres e técnicas de meditação. Eu a pratico de duas formas: uma é caminhando, a outra é quando faço asanas (as posturas do Yoga), as quais explicarei e darei dicas de como fazer a seguir. Mas tudo depende do seu objetivo com a prática e também daquilo que funciona para você.

Meditar caminhando

meditar-caminhando

  • Escolha um tênis de caminhada
  • Coloque uma roupa adequada para este exercício
  • Não caminhe nos horários mais quentes do dia
  • Comece escolhendo um local, de preferência onde você tenha contato com a natureza, um parque, uma praia, um jardim.
  • Caso você tenha muita dificuldade de concentração ou não queira sair, faça dentro de casa.

Agora, escolha uma dessas formas:

Caminhar com foco na respiração

  1. Olhe em volta, sinta que você faz parte do lugar.
  2. Ainda parado, se ancore, ou seja, respire naturalmente pelo nariz e concentre-se no seu objetivo que é caminhar conscientemente.
  3. Inspire e, ao expirar, comece a caminhar observando a sua respiração.
  4. Durante a caminhada, concentre-se na sua respiração, e deixe que seus pensamentos fluam.
  5. Os pensamentos vêm, você os acolhe. Sem julgar, criticar ou conversar com os pensamentos. Deixe-os ir.
  6. Caminhe o tempo que quiser, enquanto se sentir confortável.
  7. Ao terminar, pare, olhe seus pés, sinta seu corpo, observe sua mente sem julgamentos.
  8. Você estará no momento presente.

No vídeo a seguir, veja como fazer uma meditação ativa com foco na respiração:

Caminhar com foco no percurso

  1. Nesta meditação ativa, você deve escolher um percurso que poderia ser feito em 10 minutos de caminhada, mas que você fará em 30 minutos.
  2. Marque um ponto de referência/de chegada, fixe seus olhos nele e comece a caminhar bem lentamente, sentindo cada passo.
  3. Você deve ter atenção à velocidade e manter sua mente no momento presente.

No vídeo a seguir, veja como fazer uma meditação ativa com foco no percurso:

Caminhar com foco no movimento

  1. Olhe em volta, sinta que você faz parte do lugar.
  2. Antes de começar a caminhar, respire naturalmente pelo nariz e concentre-se no seu objetivo, que é caminhar conscientemente.
  3. Observe seus pés, sinta o apoio que eles lhe dão.
  4. Inspire e, ao expirar, comece a caminhar observando o movimento das suas pernas, o elevar do pé do chão, o joelho flexionando, o desequilíbrio para frente, o apoio do pé e a elevação do outro.
  5. Ande naturalmente, ajuste seu ritmo, não é preciso acelerar ou ir devagar.
  6. Se estiver sentindo muito estresse, pare e retorne ao ponto de início.
  7. O objetivo é desacelerar o corpo e a mente, por isso sinta cada passo.
  8. Ao terminar, pare, olhe seus pés, sinta seu corpo, observe sua mente sem julgamentos. Você estará no momento presente.

Uma dica para quem gosta de correr e participar de caminhadas, como 5 km e 10 km: corra e caminhe com foco na sua respiração. Depois, entre em contato comigo, e diga o que você achou, se teve alguma diferença no seu desempenho.

Meditar durante o Yoga

meditacao-pessoas-agitadas

  • Para aqueles que acham que Yoga é aquela coisa lenta, em que você fica sentado, respira, deita e relaxa, tenho o prazer de informar que não é bem assim!
  • Existem várias linhas e você pode experimentar cada uma até encontrar uma para chamar de sua.
  • Principalmente, porque com a internet você pode fazer as práticas online e a distância, caso não encontre um instrutor na sua cidade ou tenha dificuldade com deslocamento.
  • Seja qual for a sua opção, lembre-se que Yoga é o caminho que se trilha, o caminho do autoconhecimento e, ao mesmo tempo, o objetivo final dessa busca.
  • A palavra “Yoga” tem vários significados e tem sua origem no sânscrito, língua antiga da Índia e Nepal, e sua raiz é “yuj”, que significa “unir” ou “integrar”.
  • Pratique Yoga com um instrutor certificado, essa é a melhor forma de sentir como um estilo de vida.

Vou aconselhar três linhas cuja prática de asanas (posições do Yoga) é mais intensa. São elas:

Hatha Yoga

  • Prática do Hatha Yoga é centrada no corpo e nos alinhamentos, além disso, a permanência nos asanas tem um tempo maior.

Ashtanga Vinyasa Yoga

  • O Asthanga Vinyasa se diferencia das demais técnicas por ter uma sequência fixa de movimentos que devem ser executados de maneira bastante dinâmica. Nessa prática, as posturas são executadas em sincronia com uma forte respiração.

Vinyasa Yoga

  • O Vinyasa Yoga deriva do Ashtanga Vinyasa Yoga. Tem grande ênfase na sincronia do movimento com a respiração – as sequências de asanas são fluidas e coordenadas com a respiração.

Dicas de meditação ativa

A maior vantagem da meditação ativa é que você pode praticar em qualquer lugar e a qualquer hora.

Se o seu dia é corrido desapega do parque, da natureza e pratique durante a caminho para o trabalho, escola ou no horário de almoço ou até mesmo dentro da sua casa antes de dormir.

O importante é tirar um tempo para focar no presente e acalmar a mente.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Rosine Mello

Rosine Mello

Formada em Educação Física, é praticante de Hatha Yoga desde 1998. Atua como professora desde 2005, certificada pelo Simplesmente Yoga. Saiba mais