Coronavírus e quarentena: como ser positivo nesta nova realidade

Apesar de toda dor e sofrimento, temos uma grande oportunidade de transformação

O mundo em que vivemos não é mais o mesmo e não há nada que possamos fazer para mudar isso. No entanto, me pergunto como posso interagir com esta nova realidade de forma positiva? Apesar de toda dor e sofrimento, digo que nem tudo é tão ruim quanto parece e é possível ser positivo.

Você, por acaso, conhece a expressão idiomática inglesa “Always look on the bright side of life”? Na livre tradução, significa que podemos sempre escolher “ver o lado positivo da vida”. E isso não é ser Poliana.

Reflita:

  • Você já parou para pensar na grande oportunidade que os habitantes da Terra estão tendo de poder respirar um ar mais puro?
  • Já se deu conta como os animais estão felizes por poder circular livremente sem que nós, seres humanos ADULTerados, sigamos interferindo em seu habitat?
  • Já imaginou quando foi que a última geração de chineses pôde observar o céu azul em Pequim?

Tempo de transformação e crescimento pessoal

Pode parecer um contrassenso, mas sinto que a Terra está feliz em respirar novamente. Percebo que ela nos convida a uma grande transformação para que nós, enquanto corpo da Terra, possamos também respirar neste novo tempo.

Tudo está em transformação – e para melhor, ainda que nós, por hora, não consigamos perceber isso. É assim com tudo o que nos acontece.

Tudo o que chega até nós é para o nosso crescimento pessoal e isso não sou eu quem está dizendo, mas Vishen Lakhiani, fundador da Mindvalley, uma empresa inovadora de educação do nova era.

“Tudo na vida deve ser um veículo para o seu crescimento pessoal!”. É simples assim.

Porém, faço uma importante ressalva. Este ‘crescimento pessoal’ não tem NENHUMA aliança com o Ego, pois, em última instância, como sabiamente nos conta Neale Donald Walsch, autor do best-seller “Conversando com Deus”:

“O propósito da sua vida não é você. O propósito da sua vida são todos aqueles a quem você toca”.

Qual o propósito da existência

Te convido a refletir sobre isso. Te convido a refletir sobre o propósito da existência!

  • Qual será a empresa ou profissional que terá espaço neste novo tempo?
  • Será que são aqueles que só olham para seu próprio umbigo?
  • Ou será que são aqueles que estão genuinamente comprometidos e atentos ao seu semelhante?

Particularmente, acredito que estamos sendo convidados a reconhecer a raça humana enquanto UNIDADE consciencial. Somos um só corpo com o Planeta Terra, assim como demonstrado no filme Avatar.

Essa é a grande transformação a que estamos sendo convidados. Nos reconhecermos como um só corpo e passar a cooperar com o todo. Nosso Planeta está cansado dessa voracidade que a tudo consome.

  • Para que serve isso tudo?
  • Quem seremos nós neste novo mundo?
  • Quem você escolhe ser neste novo tempo?
  • Será que você está pront@ para se despedir do seu antigo eu?

Como nos diz Lakhiani, nesta realidade, somos acometidos por momentos Kensho e momentos Satori, em que Satori implica em crescimento por ideias repentinas e Kensho, crescimento por dor momentânea.

É assim que esta realidade funciona. Estamos sendo convidados a nos despedir amorosamente dela. Sem sofrimento. Sem dor.

Apenas para pontuar, a dualidade não é assim. Ela segrega, divide, intriga.

A coisa é que, para o Ser, tudo é unidade. E dualidade não é unidade, pois a consciência nada exclui. Ela na realidade tudo inclui sem julgamentos. Quando algo é leve pra você. Na total permissão.

Traga com suavidade e expansão para o seu corpo essa escolha natural. Uma escolha totalmente espontânea tal qual uma criança sem traumas. Não há qualquer complicação ou motivo para dúvidas. É simples assim.

Você está pronto para transformar-se?

Agora, por favor, levante-se e dê um passo a frente rumo ao seu novo eu. Baixe todas as barreiras e se pergunte:

  • Como será a minha vida daqui cinco anos se eu escolher este novo tempo?
  • Se meu corpo expandir, será leve para atualizar minha própria vida?
  • Como me sinto quanto a essas transformações?

Se você sentir alegria, você está pronto para dar esse passo. Logo, é só escolher conscientemente e entregar para o Universo.

Agora, volte-se para seu antigo eu, sem sair do lugar, e diga a primeira coisa que seu antigo eu precisa reconhecer acerca desse processo de transformação.

Para mim, por exemplo, a palavra que surgiu foi ENTREGA.

Finalizo essa reflexão com duas constatações curiosas. A primeira delas é um texto atribuído ao poeta, jurista e teólogo sufi persa do século XIII, Rumi:

“Quando eu corro atrás do que acho que quero, meus dias se tornam uma fornalha de angústia e ansiedade. Se eu sento em meu lugar de paciência, o que eu preciso flui até mim, e sem dor nenhuma. Com isso, eu descubro que o que eu quero também me quer, me procura, e me atrai. Há um grande segredo nisso, para qualquer um que possa compreendê-lo.”

Agora, vamos à segunda e última exposição. O Google divulgou recentemente, que seus melhores funcionários não eram alunos de universidades de renome, mas jovens que tiveram uma grande perda em suas vidas, e que foram capazes de transformar essa experiência em crescimento.

Fé na vida acima de tudo!!! Gratidão pela sua existência! _/|\_

 

Felipe Boni

Felipe Boni

Felipe Boni é um entusiasta da expansão da consciência e tem se dedicado exclusivamente a ser uma divertida contribuição para indivíduos, grupos e empresas, desenvolvendo palestras, treinamentos, conteúdos e retiros. Felipe é o criador do método terapêutico original Medicina da Alma, um convite ao reconhecimento do Ser através da liberação de traumas e memórias geradoras de condicionamentos. Ele encoraja as pessoas a reconhecerem potencial e brilho em suas vidas com total permissão, zelo, alegria e saber intuitivo. É também facilitador do curso Barras de Access e Facelift Energético, ambos da empresa norteamericana Access Consciousness. Para mais informações ou agendamentos de consultas, acesse www.felipeboni.com