Como se libertar dos apegos e alcançar Liberdade Espiritual

Entenda a essência da liberdade de espírito por trás das aparências

Como se libertar dos apegos e alcançar Liberdade Espiritual

Todo ser humano busca a liberdade espiritual, porém muitas vezes não sabemos como encontrá-la ou até mesmo nos distanciamos do real significado da espiritualidade.

Portanto, vamos começar este artigo compreendendo o que é a espiritualidade verdadeira para, no segundo momento, entender como alcançar liberdade espiritual.

O que é espiritualidade?

A espiritualidade é voltada ao que está por trás do nosso corpo e da nossa mente. Se prestarmos atenção, conseguimos enxergar tanto nosso corpo como nossos pensamentos.

Ou seja, não somos simplesmente o corpo ou os pensamentos; existe algo que observa os pensamentos e o corpo. Essa característica do observador é uma característica do espírito.

A espiritualidade propriamente dita não tem ligação com nenhum tipo de religião. Todos os seres têm um espírito independentemente de terem uma religião.

Então, a espiritualidade é o estudo, a prática, a compreensão, a integração, o autoconhecimento, a observação.

Com base nisso, cada religião tem sua própria forma de trabalhar a espiritualidade. É possível trabalhar a espiritualidade tanto com uma religião como independente de religião. É possível ser uma pessoa altamente espiritualizada e não ter uma religião, porém tendo moralidade, ética, compaixão e consciência.

E a Liberdade Espiritual, o que é?

Como vimos, o espírito e a espiritualidade existem independentemente de qualquer forma aparente. Espiritualidade, na essência, é incondicionalidade. Quando essa incondicionalidade está presente, existe a liberdade espiritual.

O espírito é incondicional à mente, ao corpo e a qualquer dogma. Quando nos aprofundamos no nosso espírito, na nossa essência, alcançamos liberdade espiritual.

Essa essência está vinculada aos princípios universais, como amor, bondade, generosidade, compaixão, entre outros.

Não existe nenhum problema com a religiosidade. Ao mesmo tempo, podemos buscar desenvolver a incondicionalidade.

Na prática, isso significa aprendermos a nos conectar com Deus a qualquer momento, em qualquer lugar, diante de qualquer contexto — e não apenas em um local específico, com rituais ou símbolos específicos.

Quanto maior é a nossa capacidade de conexão com o Divino independente de locais ou momentos, maior é a nossa sensação de liberdade espiritual. Essa conexão está sempre disponível, pois Deus é onipresente.

Ou seja, podemos ir à igreja, ao templo ou ao centro religioso para nos ancorarmos em nossa espiritualidade. Tudo isso pode nos ajudar. Ao mesmo tempo, nada disso é necessário.

A incondicionalidade e a liberdade nos dão escolhas. Podemos ir ou não à igreja, usar ou não um amuleto, seguir ou não um dogma, comer ou não comer um determinado alimento, assim por diante.

Como praticar a Liberdade Espiritual?

Uma excelente forma de praticar a liberdade espiritual é simplesmente conversar com Deus de forma espontânea. Podemos enxergar Deus como um amigo diante do qual compartilhamos nossas angústias, agradecemos e pedimos orientações.

Mais uma vez, não existe uma oração específica que precise ser feita. Podemos nos valer de frases simples que sejam âncoras para trazer essa conexão com o Poder Maior, caso elas façam sentido para nós.

A seguir compartilho alguns exemplos de orações que podem ser praticadas de maneira espontânea, adaptando às suas palavras e forma de falar:

“Pai, o que você quer de mim hoje? Como posso te servir?”

“Deus, me guie para eu te servir da melhor maneira.”

“Pai, me ajude a aliviar esse sofrimento, porque não estou sabendo como lidar com ele.”

No momento em que nos colocamos à disposição de Deus de maneira incondicional, nossa felicidade também se torna incondicional. O que quer que Ele nos traga, aceitamos com gratidão.

A liberdade espiritual está ligada ao respeito do tempo Divino. Tudo tem um tempo para acontecer ou para passar. Nós não podemos controlar esse tempo, mas Deus sabe qual é o tempo certo, pois Ele é onisciente e onipotente.

Quando nos lembramos que não podemos compreender tudo o que acontece e confiamos em algo maior incondicionalmente, experienciamos a liberdade espiritual.

O que não é Liberdade Espiritual?

Algo importante de ser dito é que livramento é diferente de liberdade. Querer se livrar de algo é um desejo condicionado. Um apego.

Quando nos apegamos a uma condição, desejamos que as coisas sejam do jeito que nós queremos. Nos tornamos crianças birrentas e pedimos que Deus atenda aos nossos pedidos, sem considerar todo o contexto no qual estamos inseridos.

“Deus me livre” torna-se uma fuga, um desejo de livramento.

Esse desejo de se livrar do que é ruim traz ainda mais sofrimento. A liberdade, por outro lado, é o aspecto de se sentir livre incondicionalmente.

Na pandemia você se sente livre. Sem pandemia você se sente livre. Com o financeiro ótimo você se sente livre. Com o financeiro afetado você se sente livre.

Com boa saúde você se sente livre. Com a saúde afetada você se sente livre. Isso é o que o livro Liberdade Espiritual explica de maneira mais aprofundada.

Na verdade, todos os objetivos que buscamos se direcionam para aumentar nossa alegria, nossa liberdade, nossa paz e diminuir nossos sofrimentos.

A grande questão é que a maior parte das formas que encontramos dão uma leve sensação dessas conquistas no curtíssimo prazo, mas são seguidas de decepção e tédio no médio e longo prazo, assim que aquela forma deixa de ser uma novidade. E, então, temos que buscar uma nova forma para voltarmos a ter sabor pela vida.

Porém, todos os objetivos têm apenas um mesmo fim, que podemos chamar de liberdade espiritual: uma experiência contínua de consciência, gratidão e contemplação.

Livro Liberdade Espiritual

Se você gostou deste artigo e quer se aprofundar mais no tema, recomendo ler o livro Liberdade Espiritual, de minha autoria, publicado pela Editora Pandora.

A obra nos instiga a pegar uma estrada direta e sem desvios para este fim que todos nós, sem exceção, buscamos em nossa mais profunda essência: a verdadeira liberdade.

Este livro é dedicado àqueles que estão, neste momento, buscando essa estrada, para aliviar os seus sofrimentos e os sofrimentos dos outros a cada dia, passinho por passinho, dentro do seu próprio contexto de vida.

Espero que você goste!

Olá, essa matéria foi útil para você?
Vitor Esprega

Vitor Esprega

Mentor de Alta Performance. Pós-graduado em Psicologia Positiva e Coaching, é escritor há 10 anos e tem 3 livros lançados, além de mais de 350 artigos publicados Saiba mais

Pandora

Pandora

É uma empresa de Treinamentos que inspira as pessoas a encontrarem a sua essência e despertarem o máximo de seu potencial. Saiba mais