Como usar o BodyTalk para Covid-19

A doença afeta diferentemente cada indivíduo e, se há respostas diferentes, cada pessoa necessita de reparos específicos, que respeitem sua história

Como usar o BodyTalk para Covid-19

Imagine se precisássemos dar ordens de alerta a cada vez que uma bactéria fizesse contato conosco? Ou tivéssemos que regular a nossa temperatura num dia frio? Ou mandar o coração bater?

Toda essa regulagem acontece a revelia dos nossos ilusórios sistemas de controle. O corpo executa suas funções a cada milésimo de segundo, e o resultado disso é que estamos vivos.

Neste contexto, onde assumimos que o corpo dispõe de sabedoria e consciência para manter-se equilibrado, o foco nos atendimentos de BodyTalk está no paradigma da saúde, e não da doença.

Então, como que essa terapia integrativa pode ajudar na pandemia? Pode fazer BodyTalk para covid-19?

Como o BodyTalk atua

Atuar sobre os sintomas e diagnósticos reduz drasticamente as possibilidades. Por isso, no BodyTalk, o foco é no sistema inteiro, em todo o conteúdo, e não na parte que comunica desordem.

O que fazemos é auxiliar, através de um protocolo amplo, moderno e detalhado, que o corpo utilize seus próprios recursos, a sua capacidade natural para se restabelecer e se expressar.

Esta capacidade natural é conhecida como homeostase, que são as respostas naturais físico-químicas que mantêm a vida acontecendo.

O processo da homeostase envolve a permanente comunicação entre os vários sistemas orgânicos, realizados em tempos específicos de forma sincrônica, para que o corpo possa encontrar o equilíbrio e a consciência natural de saúde, pois a saúde é o projeto original.

Desta forma, os três pilares do sistema BodyTalk – comunicação, sincronicidade e equilíbrio – ganham consistência e aplicabilidade. Estamos seguindo os caminhos que a sabedoria inata mapeia, a partir das prioridades que são reveladas durante o atendimento.

Para que o sistema imune tenha as melhores respostas, é preciso que o sistema digestório, os sistemas excretores, o sistema circulatório estejam funcionais, bem como necessita que o nariz, os dentes, a pele, exerçam seus papéis no complexo corpo-mente.

Além disso, estão presentes e geram influências na resposta imune, as emoções, os pensamentos, os comportamentos e o próprio ambiente. Todos esses componentes se vinculam de modo a favorecer ou não as linhas de comunicação e sincronicidade de milhares de funções.

Como usar o BodyTalk para Covid-19

De acordo com a Medicina tradicional chinesa, quando acontece a interrupção no fluxo de energia, a homeostase fica comprometida e o corpo adoece.

É aqui que entendemos que um sintoma é um sinal de que a complexa e delicada rede de comunicação e equilíbrio do corpo foi rompida. Sendo assim, no BodyTalk, buscamos a prioridade para reparar essas linhas de comunicação homeostáticas.

A Covid-19 é uma síndrome que afeta diferentemente cada indivíduo. Por exemplo, alguns têm os intestinos afetados; outros, o sistema respiratório, pois foram acometidos em diferentes áreas de sustentação da homeostase.

Se há respostas diferentes, é sinal de que cada pessoa necessita de reparos específicos, que respeitem toda a sua história.

Para o BodyTalk, o que está havendo é que o sistema corpo-mente está com seu potencial de comunicação, sincronicidade e equilíbrio em baixa e que precisamos, então, encontrar aspectos, sistemas orgânicos, emoções, histórias que permitirão que o corpo retorne ao seu potencial natural de manter-se saudável.

O que o seu corpo está lhe dizendo?

Em seu princípio filosófico, o BodyTalk é um sistema de saúde baseado em consciência.

Assim é que, muitas vezes, passar por este grave acometimento de saúde será o impulso necessário para que a pessoa desperte a consciência para comportamentos prejudiciais e repetidos, descuidos à alimentação e ao sono, dificuldade de lidar com as emoções, a negação da dor, os esforços além de si mesmo.

Nós não somos um sintoma ou uma doença. Somos um ser integral. Quando o corpo adoece, outros níveis mais sutis estão adoecidos e sinalizando por meio do veículo evidente que é o corpo.

É para este ser integral e sistêmico que o BodyTalk olha. Não tratamos a doença, observamos o ser, que às vezes adoece, como um sinal de que há algo para ser cuidado com muita gentileza e de forma personalizada pela própria sabedoria inata, este grande maestro natural na regência permanente da vida.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Celia Barboza

Celia Barboza

Terapeuta PaRama BodyTalk. Seu trabalho consiste em trazer o ser de volta para si mesmo a partir da observação de possibilidades mais saudáveis. Faz atendimentos em seu consultório no Rio de Janeiro e atende à distância pessoas do Brasil e do Exterior. Saiba mais