Vanessa Tuleski
Por Vanessa TuleskiLeia em 4 min.19/09/2019 

Previsões Astrológicas para 2020: guia para entender o ano novo

Ano começa com Júpiter, Saturno e Plutão em Capricórnio; encontro raro sugere importantes mudanças no mundo

É fato: 2020 começa com a tríplice conjunção de Júpiter, Saturno e Plutão em Capricórnio e isso é algo raro de acontecer. E, obviamente, indica grandes mudanças. As previsões da Astrologia 2020 fornecem um ponto de vista valioso e privilegiado sobre “para onde estamos indo” como coletividade e nos ajuda a entender a ideia geral do novo ano.

Este artigo foi construído como um guia para que você possa ter uma análise resumida e objetiva sobre o que esperar de 2020. Você vai encontrar aqui desafios, oportunidades e questões que tendem a se refletir na sua vida, na dos seus familiares e de seus amigos. Para analisar seus trânsitos pessoais, acesse o Horóscopo Personalizado.

Então, antes de prosseguirmos com as análises, deixe-me resumir o que você vai encontrar neste guia.

  • Saturno em Capricórnio: Saturno é o planeta da cobrança e Capricórnio pede ordem e organização em todas as áreas da nossa vida. Nesta análise, veja alguns conselhos sobre como tirar melhor proveito desse intenso trânsito.
  • Saturno conjunto a Plutão: essa conjunção tende a reverberar ao longo de todo o novo ano trazendo grande mudança de estruturas sociais e econômicas do mundo. Entenda a postura que podemos ter diante das tendências indicadas por esse trânsito.

  • Júpiter, Saturno e Plutão: a grande vedete de 2020 é esta tríplice rara e está associada a fatos históricos de enorme repercussão que remetem a questões territoriais, conquistas e que tendem a mudar o destino cultural, econômico e político do mundo. Nesta previsão, você poderá ver alguns exemplos passados e refletir sobre as repercussões do que está por vir em 2020.
  • Júpiter e Saturno: esses dois planetas ficam conjuntos uma vez a cada 20 anos e trazem a tendências de alterações econômicas e novas formas de se organizar. Veja, nesta análise, quando esse aspecto já ocorreu, o que aconteceu e as tendências para o novo ano.
  • Júpiter e Plutão: essa combinação favorece a expansão de quem já é próspero. A última vez que a conjunção ocorreu foi em 2007. Veja o que aconteceu naquele ano e como a combinação pode reverberar em 2020.
  • Júpiter em Capricórnio: sabe quem vai se dar bem com esse aspecto? Aqueles que se esforçam e trabalham duro. Essas pessoas serão favorecidas por Júpiter em Capricórnio.
  • Saturno em Aquário… um gostinho de 2021: Neste tópico, entenda o início desse trânsito lento, que deve ocorrer rapidamente em março, abril e maio, e em definitivo em dezembro
    Você sabia que mudanças de planetas lentos, como Saturno, tendem a mexer com a vida de todas as pessoas? Veja aqui o que podemos esperar da saída de Saturno de Capricórnio e entrada em Aquário.

Vamos, então, analisar trânsito por trânsito deste que promete ser um ano de muitas e profundas mudanças:

Saturno em Capricórnio de 2018 a 2020

Você já reparou como dede 2018 estamos sendo convidados a colocar os pés no chão em vários âmbitos da nossa vida? Esse é um trânsito que pode, muitas vezes, ser duro. Isto ocorre porque Saturno, o planeta da cobrança, entrou no seu signo de domicílio, Capricórnio, ficando forte a ideia de regularização e ordenamento.

Quem não anda com esta postura em algum âmbito da vida foi e ainda está sendo cobrado. O planeta permanece no signo até o final de 2020. Durante o trânsito, fica ainda mais forte a ideia do “colhe-se o que se planta”. Por isso, é importante:

  • Colocar a vida em ordem e resolver pendências – burocráticas e de saúde!

  • Evitar problemas financeiros. Não conte com o que você não tem.
  • Faça planos para sua velhice (tema capricorniano!)
  • Manter a maturidade profissional. Os tempos não são para romantismos.
  • Invista em projetos lucrativos e duradouros. A tendência é que esse trânsito seja benéfico para empreendedores sérios e persistentes.
  • Saturno e Capricórnio são conhecidos por serem exigentes e focados em qualidade, mas também são fatores ligados ao perfeccionismo, que faz muita gente paralisar.

Saturno conjunto a Plutão

A partir de 2018, Saturno começou a se aproximar de Plutão, e isso se estabeleceu de vez em 2019. A conjunção se torna exata em janeiro de 2020 e se afasta, mas tende a ser percebida ao longo de todo o novo ano.

E o que esse trânsito indica?

Grande reformulação de estruturas. E é importante lembrar que finais e transformações não são fáceis. Além disso, Saturno e Plutão juntos tendem a produzir encolhimento, daí a crise econômica e restritiva em que o país está passando.

Diante disso, qual é a postura certa a se ter?

Seja econômica, realista e estratégica. Esse trânsito não é uma combinação que ajuda em atitudes insensatas em nenhum âmbito da vida. Concorda?

Você vai notar que, em 2020, haverá um elemento novo nisso, que é a chegada de Júpiter na conjunção Saturno/Plutão. Antes de falar especificamente da chegada de Júpiter, vamos abordar o que é a tríplice conjunção Júpiter, Saturno e Plutão.

Astrologia 2020: as previsões a partir da tríplice conjunção de Júpiter, Saturno e Plutão

A grande vedete de 2020 é a tríplice conjunção envolvendo Júpiter, Saturno e Plutão em Capricórnio.

Por que isso é tão importante?

Porque é algo raro de acontecer, e obviamente sugere grandes mudanças.

Vejamos apenas três exemplos, compilados pelo astrólogo Fernando Fernandes, sobre este trânsito:

  • Em 411 a 412, Júpiter, Saturno e Plutão ficaram conjuntos e Roma foi invadida por bárbaros pela primeira vez, dando início à queda do Império Romano, ou seja, um ponto de virada histórica extremamente importante.
  • Pouco depois da tríplice conjunção planetária de 709 e 710, os mouros avançaram pela Europa, mudando profundamente a Espanha.
  • Já na conjunção ocorrida em 1146 e 1147, começou a Segunda Grande Cruzada, cujo objetivo era expulsar os turcos muçulmanos que haviam reconquistado alguns dos territórios perdidos para os cristãos durante a Primeira Cruzada.

Com esses três exemplos já se pode perceber que quando aspectos como essa tríplice conjunção se forma no céu há:

  • motivação de conquista e expansão,
  • ação de povos sobre outros (invasão)
  • grandes consequências decorrentes desses movimentos que devem repercutir pelos anos seguintes.

Esse aspecto astrológico traz, portanto, fatos históricos de enorme repercussão que remetem a questões territoriais, conquistas e que tendem a mudar o destino cultural, econômico e político de nações e territórios, e, consequentemente, o desenho do mapa do mundo. Júpiter também está envolvido com diferenças religiosas e culturais – veja que nesses três exemplos os confrontos acabaram resultando em grandes miscigenações culturais, pois Roma perdeu suas características e se dissolveu como império depois da chegada dos bárbaros, e tampouco a Espanha foi a mesma depois da invasão dos mouros.

A conjunção Júpiter/Saturno e o início de novos ciclos sociais

Pense na conjunção de Júpiter, Saturno e Plutão como um megaciclo que engloba três grandes ciclos: Saturno/Plutão, Júpiter/Saturno e Júpiter/Plutão. Sobre Saturno/Plutão você já leu. Agora você vai entender Júpiter/Saturno, que também é muito importante, para na sequência compreender Júpiter/Plutão.

Júpiter fica conjunto a Saturno uma vez a cada 20 anos e traz mexidas econômicas e novas formas de se organizar. Qualquer excesso e euforia fora do comum, associado a Júpiter, Saturno corta e traz para o plano real. Mas situações de contenção, típicas de Saturno, também podem levar a alguma expansão. Veja os exemplos:

  • Em 1940-1941, a Segunda Guerra Mundial reverberava em boa parte do mundo, com toda ordem de restrições e racionamentos que o fato impunha (Saturno). Por outro lado, houve grande desenvolvimento (Júpiter) tecnológico e social por causa da guerra, que ocorreu nos anos seguintes.
  • Neste período, o papel da mulher mudou. Elas precisaram assumir um novo lugar no lar (enquanto maridos estavam ausentes) e nos campos de batalhas, onde elas se engajaram como enfermeiras e até mesmo como espiãs.
  • Em 2000, a conjunção ocorreu e abriu caminhos para o estouro da bolha da internet nos Estados Unidos, que mexeu com as bolsas de valores do mundo todo, mas também foi uma época de expansão tecnológica.

Essa conjunção tem ocorrido desde 1842 no elemento Terra, que colocou ênfase na questão financeira e material como o centro de tudo, uma característica deste elemento. As exceções são 1981 e, agora, em 2020, quando a conjunção será em Ar.

Aliás, neste ano, esta conjunção vai inaugurar um ciclo aproximado de cerca de 200 anos no elemento Ar, quando se espera que se desenvolvam mais o plano das ideias, conhecimento, razão e das trocas humanas, tirando a ênfase das finanças e materialidade (Terra). Muitos falam, por isto, que podem ser tempos melhores para a humanidade, mas, é claro, não vai ocorrer da noite para o dia.

Em 2020, a conjunção não vai chegar a se se tornar exata com estes dois planetas em Capricórnio. Eles vão somente se aproximar notavelmente em março e a partir do segundo semestre. Porém, no último mês de 2020, a conjunção vai acontecer com os dois planetas em Aquário. Com isso, aguarde por amplas mexidas a partir de 2021, como você ler no tópico sobre Saturno em Aquário.

Júpiter e Plutão e as previsões para 2020 de grande desenvolvimento tecnológico, mas tragédias em igual proporção

Agora a última parte do megaciclo: Júpiter e Plutão. Esses dois planetas vão ficar conjuntos três vezes em 2020: em abril, junho e novembro. Saturno e Plutão envolvidos limitam e restringem, enquanto que a conjunção entre Júpiter e Plutão tende a ser uma combinação que expande quem já é próspero ou está na beira do sucesso, e que domina técnicas de marketing, trazendo amplas oportunidades de crescimento.

Em dezembro de 2007, ocorreu a última conjunção de Júpiter com Plutão. Esse ano teve pelo menos três acontecimentos marcantes ligados à conjunção:

  • O lançamento do iPhone, que teve sucesso monumental e lançou novas tendências em termos de celular em todo mercado.
  • Houve também recordes na bolsa de valores do Brasil.
  • Também foi o ano de uma tragédia aérea gravíssima envolvendo um avião no aeroporto de Congonhas, que matou 199 pessoas.

Júpiter rege viagens e todo o âmbito internacional. Em 2007, reverberaram:

  • Grandes incêndios tomaram conta da Grécia, berço da civilização.
  • Mais de 3,2 mil pessoas morreram em inundações de verão na Índia, Bangladesh e Nepal, enquanto que outros 28 milhões ficaram desabrigadas, à mercê de fome, sede e epidemias.
  • Em outubro, cerca de 600 mil pessoas tiveram de deixar suas casas na Califórnia, ameaçadas pelo fogo que devastou o sul daquele estado.
  • Enquanto isso, o livro Harry Potter e as Relíquias da Morte bateram recorde de vendas em 24 horas no Reino Unido.
  • Também naquele ano cientistas testaram o desenvolvimento de células troncos a partir da pele, algo revolucionário.
  • No Brasil, foi o ano da transmissão do primeiro sinal de TV Digital.

Em 2020, a particularidade é que Júpiter/Plutão não estão sozinhos, pois Saturno também está aí na conjunção. Enquanto Júpiter tende à euforia e à expansão, Saturno restringe. Assim, o novo ano pode ter:

  • restrições e contenções para muitas pessoas e países,
  • grandes oportunidades para poucos, que vão crescer enormemente.

Alguns vão plantar as bases firmes de muito sucesso, o que não vai ser estendido a todos. Por isso é tão importante entender como Júpiter, que fica um ano em cada signo, funciona em Capricórnio, onde vai passar a maior parte de 2020. O planeta ingressa em Aquário em 19 de dezembro.

Júpiter em Capricórnio: época de ambição e de trabalho

Júpiter esteve em Sagitário na maior parte de 2019 e ingressa em Capricórnio no finalzinho do ano, em 2 de dezembro.

Júpiter em Sagitário é expansivo por natureza e abre oportunidades, pedindo simplesmente para se aventurar. Já Júpiter em Capricórnio concede oportunidades a quem se esforça e trabalha duro. Muitas pessoas com esse perfil tendem a colocar a semente de visibilidade, sucesso e crescimento em 2020. O ano é favorável para o surgimento de novas franquias, empresas, produtos e negócios de sucesso. Vai ter mais chance de sucesso quem já tiver um trabalho ou credibilidade e/ou se empenhar seriamente nessa direção.

Capricórnio é um signo exigente. Por isso, só vai sobreviver no mercado e prosperar quem não for amador. Não é com apenas sorte que se vai prosperar. É por isso que quem tiver trabalhos ótimos, mas não for organizado, focado, regrado e planejado (Capricórnio), pode não se manter em um mercado que vai requerer competitividade e excelência.

Resumindo, 2020 será um ano para crescimento, mas é preciso trabalhar duro, com muito empenho e disciplina.

2020 não é um ano bom para:

  • Folga
  • Sabático
  • Aventuras
  • “vou tentar fazer” sem verdadeiro comprometimento.

Capricórnio é, simbolicamente, como maratona de longo prazo, e não de tiro curto. Por isso, devem se sobressair somente os persistentes e ambiciosos.

Previsões para 2020… e 2021: quando Saturno chegar em Aquário

Por último, uma das novidades de 2020 em relação a 2019 é que Saturno vai ficar em Aquário de 22 de março a 30 de junho, e, depois, definitivamente a partir de 17 de dezembro. Você sabia que essas mudanças de planetas lentos, como Saturno, por signo, são muito sentidas por todos, pois é como se mudasse a linha geral do coletivo?

O que Saturno em Aquário tem de diferente de Saturno em Capricórnio?

  • Abre mais espaço para discussões e questionamentos. Saturno em Capricórnio prepondera um discurso mais conservador no âmbito social. O lado bom de Saturno em Capricórnio, por sua vez, é quando se concentra com eficiência naquilo que realmente precisa ser resolvido.
  • Traz inovações e valoriza mais a liberdade.
  • Foco nas transformações sociais e ações coletivas. Esse é um período em que grandes mudanças são favorecidas.

Mas Saturno em Aquário vai ser realmente transformador de estruturas em 2021 e 2022, quando quadrar Urano.

A última vez em que Saturno esteve em Aquário foi em 1991, 1992 e alguns meses em 1993 e veja o que aconteceu de importante (e não foi pouca coisa!):

  1. A União Soviética e a Iugoslávia se fragmentaram (o anseio por independência é aquariano)
  2. Começou a União Europeia (algo inovador na época)
  3. No Brasil, ocorreu o impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello. Está dando para notar que tempos revolucionários e inovadores nos aguardam em 2020, 2021 e 2022. Como você está se preparando para o novo ano? É hora de começar a traçar seus planos e estratégias.
Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski mora no RJ e dá consultas astrológica-terapêuticas pessoalmente ou à distância, focando no que o céu tem a dizer, mas também no que o livre arbítrio pode fazer.