O que é a dieta low carb paleo?

Comida de verdade, livre de industrializados, grãos, leguminosas e laticínios

O que é a dieta low carb paleo?

A chamada Dieta Paleolítica apareceu para o grande público em 2002, quando o médico Loren Cordain, inspirado por um artigo de 1985 “Paleolithic Nutrition – A Consideration of its Nature and Current Implications”, publicado no The New England Journal of Medicine, que falava sobre a alimentação dos nossos ancestrais, resolveu contar em seu livro The Paleo Diet sobre suas pesquisas na área. A ideia era usar a alimentação com a qual nós evoluímos até aqui, como um modelo.

Em nenhum momento o que se quer oferecer é uma proposta de voltarmos para as cavernas, isso é tão absurdo que não merece comentários. Estamos falando de comer aquilo que nossa genética espera: comida de verdade, livre de industrializados, sem grãos, sem leguminosas e sem laticínios (derivados do leite).

Algumas linhas, como a primal, são mais flexíveis em relação ao consumo de leguminosas e laticínios, desde que preparados corretamente. As leguminosas devem ficar de molho de 12h a 24h em água em algum ácido, como limão, vinagre ou soro de iogurte.

Os laticínios, desde que não se tenha intolerância à lactose (o açúcar do leite) ou às proteínas do leite, podem ser consumidos. Aqui, também vale a máxima do mais natural possível. Portanto, exclua o leite de caixinha e foque nos fermentados: iogurte caseiro, Kefir, queijos mais envelhecidos (curados), como o queijo minas de leite cru, meia cura e parmesão. Quanto mais fermentado, menos lactose.

Se você chegou até aqui, pode ter surgido uma pequena dúvida. Se eu comecei falando de dietas de baixo carboidrato, porque incluí a dieta paleolítica na conversa?

Porque os dois conceitos andam de mãos dadas: uma dieta low carb pode ser feita com comida de verdade e aí se assemelha bastante ao modelo de dieta dos nossos ancestrais. É esse modelo que nos interessa aqui: diminuir os carboidratos e nos livrar da comida industrializada. Duas coisas que você pode fazer ao mesmo tempo.

Você pode fazer uma dieta low carb “suja”, com uso de adoçantes artificiais, refrigerantes diet, embutidos industrializados, e outros produtos alimentícios. No entanto, o que mais se aproxima do que nossa genética espera é comida de verdade, sem industrializados e paliativos para o consumo de açúcar, por exemplo.

É neste ponto que podemos unir conceitos na linha de alimentação Low Carb Paleo.

A ciência é dinâmica. O que se sabe hoje pode mudar amanhã, e isso é algo que precisamos aceitar. No entanto, não me parece questionável que cortar farinha branca, açúcar e alimentos industrializados seja uma recomendação apenas da moda.

Low carb: dieta sem fome

A maneira de fazer isso com a estratégia de baixo carboidrato hoje é que é diferente das anteriores. Antes, as recomendações também tinham esse teor, só que associados à retirada das gorduras. Com menos carboidratos e menos gorduras, o resultado é fome. Por isso não conseguimos levar dietas muito restritivas por tempo suficiente para recuperar a saúde, emagrecer e manter. Porque sentimos fome.

As gorduras naturais dos alimentos dão mais saciedade. Podemos ficar mais tempo sem comer, e sem fome. Caso o corpo precise de energia, ele aprende a retirar das nossas fontes de reserva: a gordura que está estocada no nosso tecido adiposo.

Low Carb High Fat ou Healthy Fat?

Portanto, não se trata apenas de redução de carboidratos, mas de melhora na qualidade da alimentação como um todo, escolha correta dos tipos de carboidratos e proteínas e consumo de gorduras naturais. É por isso que o nome completo é Low Carb High Fat (baixo carboidrato alta gordura). O que não significa comer gordura indiscriminadamente, em grandes quantidades.

Os maiores especialistas neste tipo de abordagem alimentar têm usado o termo Healthy (saudável) no lugar do High (alto). Não se espante se encontrar a denominação Low Carb Healthy Fat. Ou seja: vamos consumir a gordura natural dos alimentos, perder o medo delas, mas não é preciso exagerar na sua quantidade.

*texto em parceria com Taiana Mattos, nutricionista CRN 8369

Contato: taianamattosnutri@gmail.com

Grupo de Estudos Low Carb:

Mônica Souza é gastrônoma, Coach de Saúde e Alimentação e abre periodicamente inscrições para o Clube de Estudos em Comida de Verdade, Paleo/Primal/LowCarb. O grupo de estudos dura três meses, com encontros online quinzenais. Saiba mais aqui: bit.ly/Clube4

Mônica Souza

Mônica Souza

Mônica Souza é formada em gastronomia e autora do blog Cozinha Consciente: http://www.cozinhaconsciente.com.br/. E-mail: monica@cozinhaconsciente.com.br