Roberta Struzani

Músculo do assoalho pélvico: como e porque malhar

Aprenda como exercitar essa musculatura fundamental para a sustentação do corpo

Músculo do assoalho pélvico: como e porque malhar

A Musculatura do Assoalho Pélvico (MAP) é um conjunto de músculos e ligamentos cuja função é sustentar os órgãos pélvicos, como bexiga, útero e reto.

Além de servir como ativo no trabalho de parto, contenção urinária e fecal, os músculos do assoalho pélvico também repercutem diretamente no prazer sexual ou desconforto, de acordo com sua tensão muscular ou força e consciência corporal do local.

Uma musculatura mais forte, porém não tensa, além de melhorar o prazer sexual da mulher, também melhora o prazer sexual do parceiro, devido ao aumento do atrito no canal vaginal, o que popularmente é dito como “vagina apertadinha”.

Mas esse artigo tem o objetivo de falar a respeito principalmente da sua saúde íntima e o cuidado que toda mulher deve ter ao longo da vida. Assim como ser instruída desde jovem.

Minha filha tem seis anos e já recebe instruções sobre relaxar e contrair sua musculatura vaginal ao fazer xixi, por exemplo, para evitar problemas futuros e também para ter boa aceitação desta área do seu corpo.

Incontinência urinária não é exclusividade da terceira idade

Quando o assoalho pélvico não está forte o suficiente, a sustentação dos órgãos fica frouxa e os órgãos vão baixando, além de causar desconforto na área íntima.

Quando os órgãos baixam demais, o que chamamos de prolapso genital, ou popularmente dizendo bexiga caída, isso também afeta a continência da urina e algumas vezes até mesmo de fezes.

As pessoas, no geral, imaginam que isso é algo incomum, ou que só acontece na terceira idade. Mas isso é uma mentira, por se tratar de uma disfunção muito íntima, ninguém sai contando, e por isso não temos ideia da incidência que é a incontinência urinária e o prolapso genital.

Você sabia que basta perder a urina uma única vez, mesmo que seja rindo ou tossindo, para ser considerada incontinência urinária?

Venho atendendo mulheres cada vez mais jovens, que me procuram em busca do Pompoarismo, para tratar a incontinência urinária.

Resultados dos exercícios para os músculos do assoalho pélvico

Na academia os educadores físicos montam treinos para pernas, braços, abdômen e dorso, mas dificilmente algum especialista se preocupa com o assoalho pélvico.

Os músculos do assoalho pélvico pedem mais necessidade de fortalecimento do que qualquer outro músculo, já que sustentam nossos órgãos vitais para o funcionamento do corpo.

Além disso, junto com os músculos da coluna e com o abdômen, os músculos do assoalho pélvico formam o equilíbrio perfeito da sustentação de todo corpo, da nossa postura e até mesmo do funcionamento intestinal, que na Ayurveda, por exemplo, é considerado a fonte vital para toda saúde do corpo.

A boa notícia? Enquanto pra ver resultado nos outros músculos do corpo é preciso investir em uma rotina pesada de treinos na academia, os resultados no trabalho com os músculos do assoalho pélvico são muito mais rápidos. Por este ser um músculo menor, basta uma semana de treino todo dia e você já verá resultados.

Os resultados que aparecem rápidos

  • diminuição das cólicas menstruais,
  • auxílio na regulação do ciclo menstrual,
  • aumento do estrogênio de forma natural, o que além de aumentar a líbido, regula os aspectos gerais da menstruação e ainda melhoram a pele, o brilho dos olhos e do cabelo,
  • melhora o prazer sexual do casal,
  • melhora a percepção e toda sensibilidade da vagina de forma positiva,
  • regula o funcionamento intestinal,
  • regula a lubrificação vaginal,
  • posterga a menopausa e diminui os sintomas incômodos dessa fase,
  • no pós parto, retorna o tamanho do útero mais rápido e consequentemente a barriga volta mais rápido ao tamanho normal,
  • para quem pretende engravidar, além do fortalecimento do assoalho pélvico, dá uma ajudinha para impulsionar o esperma até às trompas, facilitando a fertilização,
  • durante gestação, essa musculatura carrega peso maior e o fortalecimento dessa área evita consequências durante e após a gravidez, como incontinência urinária (antes ou depois da gestação), prolapso genital (conhecido popularmente como queda da bexiga) e falta de sensibilidade sexual..

Inúmeros benefícios foram citados para mudar sua consciência quanto à necessidade de cuidar de sua região íntima. Cada vez mais vem se tornando hábito entre as mulheres a prevenção e cuidados com a saúde como usar filtro solar, ir à academia, tomar vitaminas, usar cremes antissinais etc.

Se até mesmo investimentos financeiros são um ato de consciência preventiva, como pode sua intimidade e saúde vital ficar fora dessa?

Portanto, os cuidados com a saúde íntima são para todas.

Como cuidar da saúde íntima?

A forma mais lúdica, eficaz e rápida, sem contar com as sessões de fisioterapia ginecológica, é o Pompoarismo.

O Pompoarismo é uma técnica milenar que consiste no fortalecimento do assoalho pélvico, utilizando todas as habilidades da MAP para que seja feita em perfeito equilíbrio.

Particularmente pela visão mais científica que trago da ginecologia, minha técnica consiste também em perceber as tensões musculares, nódulos e até mesmo as memórias emocionais que ficam instaladas nessa região.

Portanto, o exercício é mais personalizado, evitando prejudicar quem já tenha um quadro fora do normal. Através deste trabalho personalizado, os resultados são mais imediatos que as demais técnicas de pompoarismo. No entanto, todo pompoarismo fortalece o assoalho pélvico e traz os benefícios acima mencionados.

Para praticar por conta própria, sem instrução de um especialista, você pode fazer um simples exercício, que não corre o risco de prejudicá-la.

Realize ao longo do dia, cerca de 50 contrações que podem ser divididas ao longo do dia até que totalize 50 ao todo. o segredo para fazer sem se prejudicar e ter mais resultados, é contrair e expulsar em seguida, como se estivesse evacuando.

Essa força evita que você contraia em cima da tensão muscular, ajuda no relaxamento e potencializa os efeitos.

Perceba os benefícios ao longo de uma semana e torne a técnica um hábito diário.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Roberta Struzani

Roberta Struzani

Terapeuta especializada em sexualidade e saúde ginecológica. Realiza atendimentos presenciais e online focados no autoconhecimento, na elevação da autoestima e na saúde do aparelho reprodutor feminino. Sua principal ferramenta de trabalho é o Pompoarismo. Saiba mais