Ceci Akamatsu
Por Ceci AkamatsuLeia em 3 min.03/05/2019 

Método Marie Kondo pode ser aplicado em relacionamentos

"Traz alegria?" Aprenda como fortalecer a autoestima

Não conhecia o Método Marie Kondo. Ao assistir a ‘Tyding up’ ou “Casa em ordem com Marie Kondo”, série no Netflix desta especialista japonesa em organização pessoal, me surpreendi com algumas semelhanças com a linha terapêutica que sigo em minhas consultas. Sobretudo no sentido de ensinar a ter um vínculo mais positivo com as coisas e promover alegria na vida das pessoas.

Método Marie Kondo: bom para você e seus relacionamentos

Ao final de cada episódio, além de um lar esteticamente mais organizado e agradável, fica evidente a melhora na energia do espaço, dos moradores e seus relacionamentos. A casa em ordem promove uma reorganização interna, que se reflete profundamente nas pessoas, inclusive em sua autoestima e relacionamentos.

Aplique as dicas de Marie Kondo no Netflix em sua vida pessoal.

1 –  Estabeleça a energia que deseja

Para começar o processo de organização, o primeiro passo do Método Marie Kondo é entrar em contato com a casa, honrá-la e agradecê-la, pedindo permissão e dando direcionamento para o processo que será realizado.

Geralmente quando ela escolhe um local da casa, senta no chão e, de olhos fechados e em silêncio, entra em contato, agradece e honra a energia do local. Isso causa certo estranhamento. Mas também traz uma sacralidade, serenidade e direcionamento energético para as atividades que serão realizadas.

Esse movimento de honrar à casa pode ser feito também em sua casa interna – você mesmo – todos os dias ao acordar, ou antes de iniciar qualquer atividade, pode dar o tom para o dia e para o que irá realizar. Você pode agradecer a si mesmo, à vida, pelo seu dia, pela oportunidade, por exemplo. A gratidão ajuda a direcionar sua percepção positivamente.

Direcione intenções positivas para seu corpo, para seus pensamentos e sentimentos, para o seu dia, atividades e relacionamentos. Fortaleça sua conexão com o planeta e com o universo, e nesta conexão maior, agradeça, mentalizando o que há de melhor fluindo em sua vida.

2 – “Traz alegria?” Desapegue do que não lhe faz feliz

O que vale para objetos também pode ser aplicado à vida. Questione-se: “Isso me faz feliz? Eu preciso disso?”. Esse é o aspecto que considero mais importante no método de Marie Kondo. Ela recomenda pegar cada um dos objetos nas mãos, na altura do coração, para sentir o que ele traz. Caso ele não transmita alegria um sentimento positivo, que faça sorrir e os olhos brilharem, você deve agradecer tal objeto e desapegar.

Se um relacionamento em nossa vida parece perfeito, porém mais traz tristeza do que alegria, é hora de pensar em deixá-lo ir, para assim abrir espaço para outro que realmente lhe fará feliz.

Se certos pensamentos, crenças e modelos mentais parecem corretos e lógicos, mas são carregados de medo e angústia, não será melhor desapegar deles?

Se você precisa de outra pessoa, do reconhecimento dela para se sentir bem, talvez seja necessário olhar para dentro para se livrar desta necessidade que só traz angústia.

Caso essa limpeza e organização dos pensamentos e sentimentos se torne muito difícil, pode ser preciso cuidar das feridas emocionais e mentais, o que chamo de eu machucado. Libertar-se de pensamentos e sentimentos para organizar aspectos internos ou da vida de maneira geral é mais complexo do que colocar um lar em ordem ou descartar objetos. Porém, é também possível com atenção e prática constantes.

3 – Mudar de dentro para fora

Promover a organização, assim como mantê-la, demanda um esforço contínuo, mas os resultados sempre recompensam. O esforço inicial para implantar a ordem costuma ser mais intenso do que para mantê-la, até porque o bem-estar que alcançamos nos motiva a continuar.

Enquanto os resultados da organização física são mais fáceis e rápidos de serem percebidos, na harmonização pessoal é preciso ter um pouco mais de paciência e atenção para a percepção dos resultados.

Manter as casas externa e interna organizadas é um importante passo para ficar bem consigo mesmo. Isso se reflete positivamente em toda a nossa vida, inclusive nos relacionamentos.

Comece a harmonização pessoal pela sua casa

É preciso encontrar caminhos mais leves e prazerosos para a implantação e manutenção da organização. Caso seja apenas um esforço penoso, não nos sentimos motivados, e passamos a temer este movimento, deixando-o para depois e acumulando bagunça. Exercitar a organização, beleza e prazer ao arrumar a casa externa nos motiva e nos ajuda a fazer o mesmo em nossa casa interna, nós mesmos.

Como nosso ambiente é mais fácil de ser percebido, organizar a casa pode ser um bom primeiro passo para este movimento e para o fortalecimento da autoestima, que é tão essencial para todos os aspectos de nossa vida.

Este passo a passo é uma sugestão de como você pode começar.

  • Escolha um lugar da casa, que pode ser um cômodo, ou somente um móvel, uma prateleira ou uma gaveta, por exemplo;
  • Comece tirando aquilo que estiver em excesso, usando o critério de manter somente o que te traz alegria e satisfação;
  • Cuide diariamente deste local, arrumando-o, limpando-o, tornando-o mais bonito e agradável. Você pode enfeitar, colocar aromas, cores, o que fizer mais sentido para deixar este local mais gostoso de olhar e cuidar;
  • Pelo menos uma vez ao dia, direcione sua atenção a ele, nem que seja apenas olhar e sentir a satisfação de vê-lo arrumado e bonito;
  • Então, mantenha este sentimento agradável, feche os olhos e faça em torno de 7 respirações lentas e longas expandindo internamente esta energia gostosa;
  • Ao terminar, dê a intenção de expandir essa organização, beleza e sentimento gostoso para todo o seu ambiente e toda a sua vida.

Pode ser difícil colocar ordem na casa de uma só vez, pelo trabalho e tempo que demanda. Mas um pequeno espaço é sempre possível. A partir deste pequeno passo, você se fortalece e passa a ter mais motivação para expandir o movimento. De início, pode ser um pouquinho trabalhoso, mas uma vez que se torna um hábito, tudo fica mais fácil. Então que tal começar agora?

Para saber mais e aplicar os métodos de Marie Kondo na organização da casa, recomendo a leituras dos livros por ela escrito, assim como assistir ao seriado “Ordem na Casa com Marie Kondo”.

Ceci Akamatsu

Ceci Akamatsu

Terapeuta Acquântica, faz atendimentos presenciais no Rio de Janeiro, em São Paulo e à distância. É a autora do livro Para que o Amor Aconteça, da Coleção Personare.