Carolina Senna
Por Carolina SennaLeia em 4 min.22/11/2018 Atualizado em 06/01/2020

Thanksgiving e dia da gratidão: hábitos simples para todos os dias

Agradecer diariamente aumenta o prazer e a alegria de viver. Veja dois exercícios simples para começar a exercitar agora

Costumo brincar dizendo que se importamos a Black Friday, que mal tem em nacionalizar também o feriado americano do Thanksgiving ou Dia de Ação de Graças. A festividade traz forte simbolismo de gratidão e celebração do que foi conquistado no ano. O Thanksgiving ocorre na quarta quinta-feira de novembro nos Estados Unidos. Já o Dia da Gratidão é celebrado no dia 6 de janeiro no Brasil.

É um momento em que as pessoas dos Estados Unidos e do Canadá param para se reunir às suas famílias, celebrar, rezar e principalmente agradecer.

Para quem não sabe, a Black Friday ocorre no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças, em que o comércio norte-americano faz descontos agressivos para abrir a temporada de vendas do Natal e estimular o comércio. Mesmo não comemorando o Thanksgiving por aqui, nosso mercado também se apropriou do Black Friday para estimular o consumo.

BENEFÍCIOS DA GRATIDÃO

Mas por que exercitar a gratidão? A Psicologia Positiva, ramo da ciência psicológica que estuda temas mais ligados às motivações humanas e à felicidade, traz algumas pesquisas científicas sobre o ato de agradecer.

O PhD em Psicologia Robert Emmons passou décadas estudando o tema e explica que a gratidão amplia nossas experiências, aumentando a sensação de prazer, alegria e bondade.

Nós, seres humanos, temos a tendência a nos adaptar rapidamente. Assim, algo que é muito bom, deixa de ser novidade rapidamente.

Exemplo: digamos que você tenha o sonho da casa própria e, quando ele se concretiza, são necessários apenas alguns meses para que a casa se torne algo normal em sua vida e o seu olhar se volte novamente para os problemas e para o que está faltando.

Parando para pensar em nossa vida e nossas conquistas é muito comum lembrar de momentos em que isso ocorreu.

OS EFEITOS DA GRATIDÃO

Exercitar a gratidão diariamente amplia o prazer sobre determinada conquista e nos ajuda a bloquear sentimentos mais nocivos como a inveja, ressentimento e reclamação. No livro, Thanks! (Agradeça e Seja Feliz!, em português), Robert Emmons destaca que a gratidão:

  • Afeta nossa saúde
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Diminui queixas e dores
  • Diminui a pressão arterial
  • Melhora o sono
  • Melhora nossa saúde mental
  • Traz mais disposição ao acordar
  • Fortalece nossas emoções positivas
  • Diminui a sensação de solidão
  • Nos ajuda a perdoar

COMO DESPERTAR A GRATIDÃO?

Vendo tudo isso, dá uma vontade de sentir mais gratidão, né? Mas pode não ser tão simples. Percebi em minha própria vida e nas pessoas com quem convivo que não dá simplesmente para apertar um botão da gratidão ou vestir esse óculos para olhar a vida.

Estamos muito viciados em buscar onde está o problema ou qual coisa precisamos resolver nesse momento, como se estivéssemos em um constante estado de alerta para o que não está bom.

Como as pesquisas mostram, o bom vira normal rápido e nosso foco se volta para os riscos e desafios do momento. É claro que nem todo mundo é assim, mas se você se interessou por esse artigo é alguém que, como eu, precisa exercitar a gratidão na própria vida.

Assim como precisamos fazer atividades físicas todos os dias para fortalecer nossos músculos, a gratidão precisa ser vivida diariamente para, de fato, despertar em você.

Nas minhas práticas pessoais e no coaching percebo que o sentimento de gratidão nasce de um exercício diário. Assim como precisamos fazer atividades físicas todos os dias, para que nossos músculos se fortaleçam, a gratidão precisa ser vivida diariamente para, de fato, despertar em sua vida e você. A seguir, ensino dois exercícios que você pode fazer para começar a exercitar o “músculo da gratidão”.

PRÁTICA 1: Diário da gratidão

Pronto para começar a exercitar a gratidão?

Pegue um caderno virgem, novo e que você transformará em seu diário da gratidão. Anote nele, toda noite, cinco coisas pelas quais você é grata ou grato. Faço isso verbalmente com meus filhos antes de dormir e criei algumas regrinhas.

  • Não repita as mesmas coisas vários dias.
  • Não use questões amplas como “agradeço pelos meus filhos”. Por mais que os filhos sejam mais do que motivo de gratidão, percebi que quando agradecemos por coisas amplas de nossa vida, não despertamos o olhar de gratidão sobre o cotidiano.
  • Agradeça por coisas que aconteceram especificamente naquele dia. E se tiver sido um dia ruim, você terá mais dificuldade de pensar, mas não deixe de fazer. É curioso que você começa a olhar para o dia e registrar mentalmente “isso vai para o meu caderninho hoje”.
  • De tempos em tempos, releia algumas páginas, datas específicas e reviva momentos felizes de sua vida.

PRÁTICA 2: Exercício do reconhecimento

Pegue uma folha e um lápis ou caneta. Em seguida anote as respostas para as questões a seguir:

  • Perceba todas as novas conquistas dos seus últimos 12 meses, questões que mudaram em sua vida ou que entraram nela desde o ano passado. Podem ser grande conquistas, como um novo lar, uma promoção, um relacionamento, ou pequenos fatos que alegraram você, como um programa bacana que fez, uma viagem etc.
  • Faça uma checagem do seu cotidiano, como você dorme, acorda, se alimenta, com quem convive? Existem pequenos hábitos ou questões do seu dia a dia que, por mais simples que pareçam, lhe façam bem. Anote isso também.
  • Nesse momento, a mente pode divagar nos problemas do cotidiano, simplesmente deixe-os de lado e volte ao que tem de bom.
  • Agora pense nas pessoas que fazem parte da sua vida e quais você lhe fazem bem.
  • Ao final, pegue sua lista, tire um momento só seu no dia, em que não terá interrupções, coloque uma música suave que você goste e faça esse exercício da gratidão, você pode acender velas e incensos se curtir.
  • Releia cada item da sua lista. A cada leitura, você fecha os olhos e agradece mentalmente ou verbalmente por aquilo. Exemplo: “eu agradeço por ter fulana em minha vida”; “eu agradeço por ter um lar acolhedor”.
  • Faça isso sem pressa, dando tempo para o sentimento fluir e a sua mente se focar nos motivos de gratidão do seu ano.
  • Encerre celebrando com um brinde à sua vida ou fazendo algo que goste muito e reforce seu sentimento de prazer e gratidão.

POR QUE AGRADECER NO PERÍODO DE THANKSGIVING?

Somos impactados por símbolos, datas e conceitos o tempo todo que atuam tanto no nosso nível consciente como também em um nível mais sutil e energético. E cada símbolo nos afeta de forma diferente, alguns de maneira mais forte, outros menos.

Quando pensamos em uma data, pode ser só um registro no calendário ou pode ser um momento em que paramos para refletir, celebrar ou nos concentrar em determinado tema. E, nesse caso, quando todos nós vibramos em unidade, isso tem impacto coletivo. Uma forma simples que me ajuda a entender é com o seguinte exercício:

  1. Pense na palavra gratidão
  2. Agora fale a palavra gratidão
  3. Agora grite bem alto a palavra gratidão (se não der para fazer agora, experimente durante o banho ou em algum lugar que não seja um problema gritar)
  4. Agora imagine um grupo de 100 pessoas gritando gratidão
  5. Agora imagine todas, ou quase todas as pessoas, que moram nos Estados Unidos e Canadá gritando a palavra ao mesmo tempo. Imagine o impacto

O som é um dos exemplos mais fáceis, na minha opinião, de entender o conceito de energia. Ele não é perceptível aos nossos olhos, mas além do efeito sonoro, tem impacto direto nas nossas emoções e estado geral.

Quando nações inteiras se reúnem em torno do tema gratidão, de forma genuína, acredito que isso tenha impacto global. O Dia de Ação de Graças é um dos feriados norte-americanos mais importantes e, quem conhece bem o país, sabe que não é um dia apenas para não se trabalhar. É efetivamente um dia de união, gratidão e celebração dos frutos daquele ano. A data ganha, portanto, força e traz a oportunidade de nos sintonizarmos à gratidão e nos ajuda a despertar esse sentimento em nossas vidas.

Entendendo dessa forma, fica simples perceber o impacto e a oportunidade de datas como o Natal, o Reveillón e também do efeito energético de momentos como a Copa do Mundo ou as Olimpíadas. Momentos em que a maior parte da população global está reunida e “vibrando” sobre determinados temas, símbolos e conceitos.

Mas, antes de terminar, peço: pratique. Experimente e veja se faz sentido para você, se tem real efeito em sua vida. Se tiver, não deixe de me escrever contando como foi para você.

E se você leu até aqui só tenho uma coisa a lhe dizer: gratidão!

Carolina Senna

Carolina Senna

Sócia-fundadora do Personare e diretora da empresa há 14 anos. Nesta trajetória, passou a entender a fundo as causas e consequências dos grandes males da "vida moderna", como estresse e depressão.