Pesquisar
Loading...

Astrologia explica a crise dos 7 anos das relações

A crença de que todo casal passa por um momento conturbado quando o relacionamento completa 7 anos está relacionado aos ciclos de Saturno

Atualizado em

Você já ouviu falar na crise dos 7 anos? Segundo essa crença, todo casal tende a passar por um momento conturbado quando o relacionamento completa esse tempo de duração. Mas será que essa ideia tem alguma validade?

As opiniões são controversas. No entanto, na Astrologia, essa crença encontra coerência e correlação com os ciclos de Saturno.

Talvez você já tenha ouvido falar no Retorno de Saturno — é um dos ciclos mais famosos do planeta, que ocorre a cada 29 anos em média. Mas existem outros e, a seguir, falaremos especificamente da quadratura que se repete a cada 7 anos.

Como a Astrologia explica a crise dos 7 anos

Quando uma relação começa, é gerado um Mapa Astral para essa união. Depois de aproximadamente 7 anos, Saturno fará sua primeira quadratura (que é um aspecto tenso) com a posição onde se encontrava no Mapa do início do relacionamento.

Como Saturno está associado aos ciclos de maturação individual e à passagem do tempo, a cada aspecto desse tipo, a relação passará por um “teste”, que levará à reavaliação do funcionamento das partes enquanto casal.

Ou seja, pode existe a crise dos 7 anos, a crise dos 14, a crise dos 21… e assim por diante. Toda vez que Saturno fizer uma quadratura.

O que Saturno revela sobre o amor

Saturno tem muito a ver com os relacionamentos na Astrologia. Afinal, este planeta é conhecido por trazer uma sensação de restrição, responsabilidade e, muitas vezes, crises que visam promover o crescimento e a evolução.

Em um relacionamento, o ciclo de 7 anos de Saturno pode ser interpretado como uma oportunidade para o casal revisar e fortalecer seus laços. Assim como para os indivíduos se desenvolverem pessoalmente.

Essa crise desencadeada por Saturno a cada 7 anos pode ser disparada por fatores externos ou internos:

  • Externos: relocação de um dos cônjuges, dificuldades familiares que exigem dedicação de uma das partes, dificuldades financeiras, entre outros.
  • Internos: reavaliação voluntária do casal sobre o quanto avançaram até ali e se estão onde gostariam de estar.

Quando o casal não é consciente dos ciclos do relacionamento ou não está muito atento ao que está ocorrendo a nível psicológico e emocional, eventos externos são os disparadores da reavaliação. No entanto, quando há autoconsciência, a coisa acontece em um nível mais subjetivo.

Nem sempre a crise virá a cada 7 anos

É importante ressaltar que, além dos ciclos de Saturno, cada pessoa possui um Mapa Astral diferente. Consequentemente, trânsitos astrológicos individuais, que sinalizam possíveis direcionamentos amorosos. Você pode acompanhar seus trânsitos astrológicos individuais e os da pessoa parceria aqui no Horóscopo Personalizado.

Um casal pode passar por crises antes ou depois dos 7 anos, não necessariamente nesse exato período.

Trânsitos de outros planetas, como Plutão, Netuno ou Urano, em Casas de relacionamento ou sobre planetas pessoais, como Sol, Lua, Vênus e Marte, podem afetar diretamente a relação.

Isso ocorre não porque o relacionamento em si está em um momento de reavaliação. Mas porque o indivíduo vivenciando o trânsito estará em uma fase de transição que tende a afetar a vida a dois.

O que fazer se a crise dos 7 anos bater?

Em hipótese alguma, as crises simbolizadas por trânsitos astrológicos devem ser evitadas.

Cada ciclo astrológico possui um propósito, que é criar consciência e promover o crescimento pessoal e nos relacionamentos. O medo natural das mudanças não deve impedir que elas ocorram, pois são essenciais para o crescimento humano.

A perspectiva astrológica nos lembra que, apesar de qualquer fim representar uma morte, também simboliza um novo começo, que pode ser muito melhor do que o vivido anteriormente.

Quando nos alinhamos com a energia dos trânsitos astrológicos a nível psicológico, o impacto físico costuma ser menor, pois o objetivo desses trânsitos está sendo alcançado: criar consciência e crescimento.

Portanto, a Astrologia nos convida a abraçar as mudanças e a reconhecer a importância das crises nos relacionamentos como oportunidades de crescimento e evolução, tanto individual quanto conjuntamente.

Cada crise é uma chance de transformação. Quando enfrentada com consciência e aceitação, pode levar a um relacionamento mais forte e significativo no final do ciclo.

Marcia Fervienza

Marcia Fervienza

Astróloga há mais de 15 anos e psicóloga, atua como colaboradora em Astrologia para diversas revistas e possui trabalhos publicados em vários países. Oferece atendimentos astrológicos.

Saiba mais sobre mim