Equipe Personare
Por Equipe PersonareLeia em 3 min.13/05/2019 

3 motivos para consumir produtos orgânicos

Os produtos orgânicos podem melhorar a sua saúde e preservar o meio ambiente

A preocupação com uma maior qualidade de vida deixou de ser uma tendência e entrou em uma crescente no Brasil. O Instituto de pesquisa internacional Euromonitor, apontou que o segmento de produtos com certificação orgânica movimentou R$ 92, 5 milhões no país em 2017.

Segundo a avaliação do conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), cerca de 15% da população já consome produtos orgânicos.

O que são produtos orgânicos?

Produtos orgânicos valorizam a sustentabilidade. Ou seja: são baseados em processos naturais, sem a utilização de agrotóxico e não agridem a natureza.

Como esse tipo de produção não possui substâncias tóxicas, os orgânicos são completamente diferentes dos produtos originados da agricultura convencional, que contém uma alta dosagem de adubos químicos, inseticidas, herbicidas e fungicidas.

Todas essas substâncias não só agridem o meio ambiente, como também comprometem o valor nutricional dos alimentos e podem afetar a saúde de quem os consome.

A agricultura orgânica é baseada nas leis da natureza e o manejo agrícola está voltado para garantir a alta qualidade biológica dos alimentos. Além de assegurar a integridade do meio ambiente.

Orgânicos: por que consumir?

Incorporar produtos orgânicos na sua alimentação é uma maneira de evitar problemas de saúde. Além disso, eles são mais saborosos e tem uma durabilidade maior.

Fora todos os benefícios individuais, Cobi Cruz, diretor do Organis, aponta os ganhos coletivos do consumo de orgânicos: “Existe uma questão social em não expor o trabalhador rural a produtos extremamente tóxicos e também a preservação das abelhas e outros insetos que são fundamentais para a agricultura”, avalia.

3 razões para consumir produtos orgânicos

1 – Consumo do alimento em sua totalidade

Ao incluir produtos orgânicos na dieta, você passa a usufruir do alimento em sua totalidade. Como esse tipo de agricultura exclui o uso de qualquer componente químico, você não precisa se preocupar com a presença de pesticidas presentes na casca das frutas e vegetais. E, assim, consumir todos os nutrientes presentes no alimento.

2 – Preservação do meio ambiente

Os benefícios da agricultura orgânica para a natureza são inúmeros, confira alguns deles:

  • Protege a qualidade da água, já que os agrotóxicos utilizados na produção convencional atravessam o solo e alcançam os lençóis freáticos.
  • As técnicas orgânicas como o uso de compostagem e a rotação de culturas, mantém o solo fértil, evita a erosão e garante sua produtividade ao longo dos anos.  
  • Respeita o equilíbrio da natureza, restaura e protege a vida silvestre e cria ecossistemas mais saudáveis.

3 – Evitar problemas de saúde

A ingestão de substâncias tóxicas presentes na agricultura tradicional é extremamente prejudicial para o organismo. Esses resíduos são responsáveis por reações alérgicas, problemas respiratórios, neurológicos e hormonais.  

Os orgânicos, além de serem livres de veneno, são mais nutritivos por serem cultivados em solos balanceados.

Cuidados na hora de comprar

Os benefícios dos produtos orgânicos são inúmeros. Mas, é preciso ficar atento na hora de adquiri-los. De acordo com a Anvisa, o alimento orgânico precisa ser certificado com um selo no rótulo que informa o consumidor que o produto está dentro das normas de produção orgânica.

Orientações:

  • Não utilizar componentes químicos, agrotóxicos, radiação ionizante ou sementes transgênicas;
  • Todo o processo de produção precisa ter como premissa a revitalização preservação do meio ambiente
  • Em caso de produção animal, o uso de medicamentos alopáticos é proibido e os animais são criados de forma livre.

Caso esteja dentro dessas exigências, o produto recebe o selo SisOrg ( Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica) que atesta que o consumidor está comprando um produto mais saudável e livre de qualquer resíduo tóxico.

Ainda de acordo com Cobi Cruz, o selo é obrigatório na parte frontal de qualquer produto orgânico industrializado. “ No caso dos alimentos adquiridos a granel, a certificação é feita por meio de uma ficha que consta quem é a certificadora. Todo produto orgânico deve ter uma certificação que precisa estar sempre à disposição do consumidor, conclui.

Quer entender melhor sobre alimentação orgânica? Fique por dentro de todas as novidades da 15ª edição da NaturalTech, principal encontro do universo sustentável do país. A Feira de Alimentação Saudável, Suplementos, Produtos Naturais e Saúde, acontece de 4 a 8 de junho, no Anhembi, em São Paulo.

Foto: Pixabay

Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas.