Carolina Arêas
  • Por Carolina Arêas
  • Leia em 3 min.
  • 03/02/2011
  • Atualizado em 26/06/2018 às 19:08

Uso de florais na gravidez

Essências podem trazer mais tranquilidade durante a gestação

Uso de florais na gravidez

Hormônios a mil, o coração explodindo de alegria, uma benção crescendo dentro do corpo e, ainda assim, algumas dúvidas, questionamentos, incertezas. São tantos “serás”…

  • Será que vou dar conta?
  • Será que vou aprender a lidar com a gangorra emocional e as lágrimas que passaram a vir mais fácil?
  • Será que o enjoo e a azia são normais?
  • Será que está tudo bem com o bebê?
  • Será que alguma hora este sono imenso irá passar?
  • Será que vai dar tudo certo no parto?

Vivenciar de modo positivo as mudanças no corpo e na vida que acontecem durante a gravidez é o desejo de todas as mulheres. Mas diante de pequenas encucações que surgem durante os nove meses, a tranquilidade nem sempre faz parte da rotina da futura mamãe.

Alguns florais podem ser preciosos para acalmar os corações maternos e equilibrar alguns altos e baixos da gravidez. Seu uso pode se estender durante toda a gestação e continuar no pós-parto, com o acompanhamento de um terapeuta profissional. Veja abaixo:

  1. Chamomile (Califórnia) – acalma e alivia enjôos e problemas estomacais.
  2. Lavender (Califórnia) – tem efeito sedativo, drenando o excesso de tensão nervosa assim como a hipersensibilidade.Tranqwu
  3. Mariposa Lily (Califórnia) – esta flor é relacionada com Deméter, deusa grega irmã de Zeus, a qual atribuem o símbolo da mãe nutridora que protege e cuida de seus filhos. A essência floral cria um belo e forte elo emocional e espiritual entre a mãe e a criança que está para nascer.
  4. Olive (Bach) – excelente para o pós-parto ou para o cansaço das noites não dormidas (antes ou depois do nascimento do bebê).
  5. Red Chestnut (Bach) – dissipa as preocupações e o excesso de ansiedade relativos à gravidez e ao filho que vai chegar.
  6. Walnut (Bach) – excelente para acompanhar as mudanças que surgem a cada etapa da gravidez.

Nota importante sobre a escolha dos florais

A automedicação de florais parece bem fácil. A pessoa procura por palavras-chave e escolhe as essências. Você não precisa se identificar com 100% das características de uma essência para tomá-la. Eles não apresentam contra-indicação, mas para fazer a escolha correta é preciso conhecer os sistemas florais e, ao mesmo tempo, ter capacidade de perceber claramente as questões pessoais ou das pessoas próximas, o que nem sempre é simples. Por isso, um profissional capacitado é sempre a melhor opção.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Carolina Arêas

Carolina Arêas

Iniciou sua formação como terapeuta floral através do Healing Herbs, da Inglaterra, estudando as essências de Bach. Também trabalha com Reiki nível II e massoterapia ayurvédica, e é co-criadora do projeto "Word Rocks". Saiba mais