Marcia Fervienza
Por Marcia FervienzaLeia em 5 min.01/12/2017 

Previsões para Gêmeos em 2018

Confira principais tendências para quem tem Sol ou ascendente no signo

Enquanto alguns geminianos precisarão redobrar o cuidado com enganos e mal-entendidos, outros poderão respirar mais aliviados em 2018. Abaixo, você encontra previsões detalhadas para Gêmeos, divididas por decanato. Mas o dia que um decanato inicia ou termina pode sofrer leves variações anualmente. Portanto, caso tenha nascido no dia de início ou término de um decanato, é importante consultar um astrólogo para tirar a dúvida.

No final do conteúdo, você também encontra as principais tendências para quem tem ascendente em Gêmeos.

Vale reforçar, ainda, que as previsões focam nos aspectos que o Sol (ou o ascendente) em Gêmeos viverá ao longo de 2018. Por este motivo, pode acontecer de um decanato ter trânsitos mais expressivos que outros.

Por último, lembre-se que você é muito mais do que apenas seu signo solar e ascendente. Portanto, para ter uma análise completa de como será seu ano, é preciso analisar outros aspectos de seu Mapa Astral.

Confira abaixo as previsões para seu signo e ascendente (caso não saiba seu ascendente, clique aqui e descubra gratuitamente).

Segundo decanato – 1º a 10 de junho

Este ano, Netuno em Peixes estará quadrando o Sol dos nativos nascidos no segundo decanato de Gêmeos, especialmente aqueles que fazem aniversário entre 2 e 7 de junho, alertando para o fato de que estes geminianos estarão mais suscetíveis a enganos, confusões e mal-entendidos. Como o aspecto é de quadratura, geralmente a percepção será de que estas experiências estão sendo geradas por terceiros e afetando a você como consequência.

No caso de mulheres vivendo esse aspecto sobre seu Sol, elas podem perceber que os homens com os quais estão se relacionando estão mais confusos, exageradamente sensíveis ou mais indecisos a respeito delas, dos relacionamentos e de suas próprias vidas. Algumas os observarão agindo bem diferente do seu normal. O mais preocupante, no entanto, é que estes homens (intencionalmente ou não) podem causar desilusão, fazendo promessas que não podem cumprir ou agindo de forma a criar situações que não poderão sustentar no longo prazo. Alguns podem aparentar algo que não são, com o único objetivo de levar vantagem, enquanto outros podem simplesmente estar tão confusos que suas ações acabam sendo enganosas e ilusórias para os demais, inclusive para você.

Homens com este aspecto precisam ter cuidado com amigos falsos e traições. É possível também que eles tenham que ajudar este ano uma figura masculina significativa em sua vida durante um período difícil, que pode envolver drogas, álcool ou doença mental. Uma última opção é que a confusão do período seja sentida sobre o próprio nativo, em sua personalidade. Alguns podem, por exemplo, encontrar a própria espiritualidade, e isso causar um período de confusão em relação a questões materiais e aos aspectos mundanos da vida, que se tornam difíceis de entender e administrar. Paciência, porque isso também é uma fase que deve passar. Enquanto não passa, cuidado com aquilo que diz, para quem diz e em quem acredita. Evite criar expectativas elevadas para as pessoas da sua vida, porque a tendência a desilusões é grande.

Primeiro e terceiro decanatos – 21 a 31 de maio / 11 a 20 de junho

Agora que os nativos do primeiro decanato de Gêmeos não estão mais sob a influência confusa de Netuno e uma vez que os nativos do terceiro decanato não estão mais sob a influência pesada de Saturno, que mudou de signo e agora está em Capricórnio, estas pessoas podem respirar mais tranquilas. Em sintonia com esta tendência, este ano não há nenhum trânsito significativo de planetas lentos para os nascidos neste período, razão pela qual falaremos de trânsitos rápidos afetando-os em diferentes áreas da vida.

Comecemos por Mercúrio, planeta que rege seu signo e que todos os anos se movimenta em retrogradação pelo menos 3 vezes. Trânsitos de Mercúrio retrógrado são especialmente relevantes para geminianos e virginianos, porque Mercúrio rege estes signos. Este ano, a retrogradação ocorrerá entre 23 de fevereiro e 15 de abril, entre 26 de julho e 18 de agosto e entre 17 de novembro e 7 de dezembro. Estes são períodos de desaceleração para os geminianos, de revisão do que está em curso e de fazer ajustes de trajeto.

Durantes estes períodos, fica mais difícil se comunicar e depender de tecnologia, então fica contraindicado comprar ou vender bens móveis ou imóveis, não só porque dificuldades podem surgir durante o processo comercial em si, mas porque podemos estar mais desatentos em relação às letras pequenas dos contratos e às cláusulas negociadas. Neste sentido, os períodos que vão de 19 de fevereiro a 6 de março, de 30 de maio a 12 de junho, de 7 a 22 de setembro e de 13 a 31 de dezembro são especialmente importantes, porque embora Mercúrio não esteja necessariamente retrógrado nestes períodos, estará em oposição ou quadratura por signo a Netuno em Peixes, aumentando as possibilidades de confusões, mal-entendidos e enganos.

Entre 28 de janeiro a 17 de março, quando Marte em Sagitário faz oposição ao seu signo, evite agir e tomar decisões, porque você estará sendo impulsivo e precipitado. Aqui, surge a pressa, a impaciência, a certeza de estarmos prontos para agir quando, na verdade, só estamos ansiosos por resultados. Note que este período coincide com parte do primeiro período de retrogradação de Mercúrio (entre 23 de fevereiro e 15 de abril). O que isto significa? Que especialmente entre 28 de janeiro e 17 de março, quando ocorrem ambos os trânsitos de Mercúrio retrógrado e oposição de Marte, é especialmente importante colocar o pé no freio, contar até 10 e não agir.

Especialmente quando ocorrem os trânsitos de Mercúrio retrógrado e oposição de Marte, é importante colocar o pé no freio, contar até 10 e não agir.

Com Mercúrio pedindo desaceleração e revisão, e Marte em oposição falando de precipitação e impulsividade, agir aqui será receita certa para arrependimentos futuros.

Aliás, entre 16 e 20 de fevereiro é um período extremamente perigoso para autossabotagem: nestes dias, as suas ações estão apontando em uma direção e acertando em outra, e o lugar que elas estão acertando definitivamente não lhe favorece. Portanto, fica mais uma vez a recomendação: saiba quando agir e quando não agir, usando inteligentemente as janelas astrológicas mais favoráveis e evitando as mais desfavoráveis.

Ascendente em Gêmeos

Os nativos com ascendente em Gêmeos têm um ano favorável para questões de saúde e relacionadas ao ambiente profissional. Júpiter este ano estará transitando pela sua Casa 6 natal, o que significa que até novembro novas oportunidades profissionais podem surgir, provavelmente dentro do mesmo trabalho, mas também pode ser em outra empresa. Caso haja mudança de empresa, será porque no lugar atual não havia possibilidade de crescimento ou melhoria, seja no ambiente e nas condições de trabalho, ou na sua carreira como um todo.

Independente de onde ocorra, conte com um aumento do número de pessoas com quem você trabalha; mais relacionamento com pessoas influentes e que podem favorecê-lo, tanto dentro do âmbito profissional como fora dele; crescimento profissional (seja através de cursos bancados pela empresa ou oportunidades que trazem visibilidade profissional) e até promoções.

No que diz respeito à saúde, Júpiter aqui traz boas notícias para tratamentos em curso e pode também trazer luz a problemas de saúde que estavam se desenvolvendo em silêncio, dos quais você não tinha consciência, para que sejam tratados e curados. O lado positivo é que, se precisar de ajuda profissional, com Júpiter na Casa 6 a tendência é que você seja tratado por profissionais de primeira linha. A única dificuldade com Júpiter na 6 é a possibilidade de engordar: como esta é também a Casa do corpo físico e Júpiter expande tudo aquilo que toca, ele pode trazer quilos adicionais para a cintura ou para os quadris se relaxamos e deixamos de estar atentos à nossa forma.

Consulta com a autora

Se tiver interesse em se aprofundar nas suas previsões, agende uma consulta com a astróloga e autora deste artigo, Marcia Fervienza.

Marcia Fervienza

Marcia Fervienza

Astróloga há mais de 15 anos e psicóloga, atua como colaboradora em Astrologia para diversas revistas e possui trabalhos publicados em vários países. Oferece atendimentos astrológicos presenciais e virtuais.