Marcia Fervienza
  • Por Marcia Fervienza
  • Leia em 5 min.
  • 01/12/2017
  • Atualizado em 11/12/2018 às 21:38

Previsões para Escorpião em 2018

Confira principais tendências para quem tem Sol ou ascendente no signo

Previsões para Escorpião em 2018

Alguns escorpianos precisarão lidar, em 2018, com situações inesperadas na vida, que causam desorganização e descontinuidade. Já outros nativos de Escorpião viverão uma das melhores fases da vida, com chances de expandir seus projetos e desejos. Abaixo, você encontra previsões detalhadas para este signo, divididas por decanato. Mas o dia que um decanato inicia ou termina pode sofrer leves variações anualmente. Portanto, caso tenha nascido no dia de início ou término de um decanato, é importante consultar um astrólogo para tirar a dúvida.

No final do conteúdo, você também encontra as principais tendências para quem tem ascendente em Escorpião.

Vale reforçar, ainda, que as previsões focam nos aspectos que o Sol (ou o ascendente) em Escorpião viverá ao longo de 2018. Por este motivo, pode acontecer de um decanato ter trânsitos mais expressivos que outros.

Por último, lembre-se que você é muito mais do que apenas seu signo solar e ascendente. Portanto, para ter uma análise completa de como será seu ano, é preciso analisar outros aspectos de seu Mapa Astral.

Confira abaixo as previsões para seu signo e ascendente (caso não saiba seu ascendente, clique aqui e descubra gratuitamente).

 Primeiro decanato – 24 de outubro a 2 de novembro

Entre maio e novembro de 2018, os nascidos no primeiro decanato de Escorpião (especialmente entre 24 e 28 de outubro) terão a primeira experiência com o trânsito de Urano pelo signo de Touro. Em oposição ao seu Sol natal, Urano dará uma pequena amostra da velocidade com a qual pode provocar eventos inesperados que causam desorganização e descontinuidade.

Escorpião não é um signo que por natureza teme mudanças (desde que seja ele quem as inicia). No entanto, com a oposição, os desejos dessas pessoas e as consequências para seus atos estão projetados e chegam através de terceiros, levando-as a crer que são vítimas de eventos que escapam ao seu controle. Sim, é verdade, com Urano estamos fora de controle direto, especialmente na oposição. Mas a pergunta é: de que forma estivemos buscando isso que ocorreu para a gente?

Se houve uma mudança inesperada no trabalho, por exemplo, na qual a empresa foi vendida da noite para o dia e o quadro executivo mudou completamente, podemos nos perguntar de que forma aquela empresa não nos serve mais da maneira como vinha funcionando. Talvez, dentro daquela estrutura já não havia mais como crescer, aprender ou evoluir e, por isso, criamos inconscientemente para nós mesmos aquilo que precisamos viver para nos desenvolvermos. O mesmo se aplica a relacionamentos e a qualquer situação da sua vida.

Não me entenda mal, a ideia não é que você busque a sua “culpa” naquilo que lhe ocorre, mas sim que procure entender o que pode estar por trás do acontecimento, qual pode ser o significado subjetivo que aquele evento contém para você. A partir daí, fica mais fácil se alinhar à energia, aceitar e crescer.

Segundo e terceiro decanatos – 3 a 22 de novembro

Os nativos do segundo e terceiro decanatos de Escorpião, especialmente os nascidos entre 6 e 22 de novembro, estarão vivendo o trânsito de Júpiter por seu signo até novembro de 2018 (os nascidos no primeiro decanato viverão o trânsito de Júpiter mais intensamente entre outubro e dezembro de 2017).

Tradicionalmente, o trânsito de Júpiter conjunto ao Sol é considerado um dos mais afortunados do zodíaco (a menos que outros trânsitos difíceis estejam ocorrendo paralelamente no seu Mapa Astral neste momento. Se este for o caso, este trânsito de Júpiter será apenas para dar um pequeno descanso). Na pior das hipóteses, com Júpiter conjunto ao Sol a gente se sente bem com a gente mesmo. Sentimo-nos mais dispostos, otimistas e tudo parece que está funcionando do jeito que queremos (aliás, do jeito que jamais sonhamos ser possível).

Mas este é um daqueles trânsitos que precisamos agir para ativá-lo, porque se sentarmos e relaxarmos, o máximo que vai acontecer é que vamos engordar (Júpiter conjunto ao Sol pode ocasionar aumento de peso). Este é o momento ideal para lançar (ou expandir) qualquer projeto que queiramos ver dar frutos nos próximos doze anos. Este é o momento ideal para lançar (ou expandir) qualquer projeto que queiramos ver dar frutos nos próximos doze anos.

 

Quer brilhar na carreira? A coach Carla Panisset ajudará você a transformar sua forma de trabalhar, para se sentir mais realizado e recompensado.

 

Mas isso não é tudo: tais projetos deveriam trazer em si o objetivo de permitir-nos ver e viver a vida sob uma perspectiva mais ampla. Um exemplo seria voltar para a faculdade para estudar aquilo que sempre sonhamos. Ou viajar. Ou aprender outros idiomas (ou sobre outras culturas).

O mundo lá fora é enorme e durante este trânsito nos damos conta de que há muito que ainda não vimos. Júpiter em conjunção ao Sol também aumenta a nossa generosidade, tornando-nos mais atraentes para os demais, desde o ponto de vista pessoal e profissional. Ou seja, novos romances são possíveis (com gente de fora, muito culta e/ou viajada) e novas ofertas de trabalho (algumas até que envolvam mais viagens). Você está brilhando. Use este momento para realizar sonhos, porque eles estarão mais facilmente ao seu alcance agora do que em qualquer outro momento.

ASCENDENTE EM ESCORPIÃO

Os nascidos com ascendente em Escorpião serão convidados a um profundo despertar quando Urano cruzar a cúspide do seu descendente (a Casa 7, que é a Casa do outro). Como a Casa do outro faz oposição à Casa do eu, não só o trânsito promoverá mudanças diretas nos relacionamentos desse nativo com um outro alguém em particular, como também afetará a forma como essa pessoa se relaciona com a vida, como ela se apresenta ao mundo, como dá início às coisas.

Mudamos, não necessariamente porque conscientemente queremos ou porque iniciamos as mudanças, mas porque a exigência de mudar nos chegou de fora (neste caso, através da nossa relação estável). Às vezes, o outro não está mais de acordo com as regras do relacionamento e quer renegociar tudo: pede um relacionamento mais aberto, mais tempo para os amigos ou menos obrigação de fidelidade. Em outros casos, quer morar junto – ou morar separado.

Para outros, Urano traz um progresso inevitável para o relacionamento em questão, não necessariamente aumentando a liberdade das partes, mas mudando o tipo de compromisso envolvido (por exemplo, aquele casal que começou a sair tem dois meses, a menina se descobre grávida e eles decidem assumir a gravidez, junto com tudo que isso implica). Urano fala de criatividade, e o tipo de mudanças que promove é fértil em possibilidades impensadas. E, com sua exigência por criatividade, Urano exige que sejamos criativos ao reinventarmos esta relação que, ao mesmo tempo, nos obrigará a nos reinventarmos, dando lugar ao novo e a partes da nossa identidade que nem conhecíamos.

Consulta com a autora

Se tiver interesse em se aprofundar nas suas previsões, agende uma consulta com a astróloga e autora deste artigo, Marcia Fervienza.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Marcia Fervienza

Marcia Fervienza

Astróloga há mais de 15 anos e psicóloga, atua como colaboradora em Astrologia para diversas revistas e possui trabalhos publicados em vários países. Oferece atendimentos astrológicos presenciais e virtuais. Saiba mais