Simone Kobayashi

Orgonite: o que é e como funciona

Transmutar e limpar energias são alguns dos benefícios das orgonites. Saiba para que serve cada formato do objeto e como usá-los a seu favor

Orgonite: o que é e como funciona

Muito mais do que um objeto de decoração, a orgonite têm o objetivo de retirar a energia estagnada, negativa e gerar energia menos nociva e positiva, ou seja, transmutar.

Os componentes básicos de uma orgonite são partes de partículas metálicas como cobre, alumínio ou ferro, resina e cristais. Normalmente, a formação de quartzo transparente também pode ser usada, mas pode-se incluir outros cristais para diferentes tipos de energia.

É comum o uso de cascalho de cristal, mas também é muito lógico que a qualidade do cristal interfere na qualidade da energia da orgonite. Então, mais formações cristalinas, como pontas naturais ou algumas formações especiais, podem ser incorporadas.

Benefícios da Orgonite

Um dos benefícios da orgonite é limpar a energia estagnada e a energia negativa e gerar energia menos nociva e positiva. Podemos dizer, que o principal benefício da orgonite é transmutar.

Além disso, o uso constante dos orgonites pode diminuir os efeitos nocivos dos campos eletromagnéticos, por exemplo, das nossas redes de wi-fi, smartphones, eletricidade e computadores. Por isso, a orgonite pode contribuir para que os ambientes fiquem mais leves e equilibrados.

Há pessoas que relatam, inclusive, melhoras na prática meditativa. Esses relatos não científicos são a base da fama dos orgonites.

Para além do efeito de harmonizar, as orgonites podem ser feitas de diferentes cristais, potencializando determinada intenção ou colocando foco em determinada energia. Com isso, é possível aproveitar as características naturais de cada pedra ou cristal.

Formato da orgonite: qual o ideal?

Dependendo do formato, tamanho e composição, as orgonites podem ser mais focadas na captação e limpeza de energia ou na emanação e energização, seja para locais ou para pessoas. Entenda os formatos das orgonites:

Orgonite pirâmide

A orgonite de forma piramidal é mais escolhida para ambientes, pois ela forma um ponto de força de transmutação.

Orgonite alongada

Também para ambientes e transmutação da energia do ambiente, as orgonites mais alongadas servem como antenas captadoras.

Orgonite redonda

A orgonite no formato redondo também atua como ponto de força, mas em locais menores, como, por exemplo, uma mesa, uma cama ou um carro.

Uma derivação dos redondos são as orgonites para os chakras, com cores e simbolismo próprios, e os pingentes de orgonites, que variam seus benefícios de acordo com o autor da peça.

Como limpar a orgonite?

As organites não precisam ser limpas ou carregadas porque a sua função já é essa. Além disso, elas fazem autoregeneração energética. Dependendo da orientação de quem fez a sua orgonite, pode ser aconselhado colocar no sol de vez em quando ou lavar com um pouco de água com sal.

Normalmente, eu desaconselho qualquer uma dessas práticas, exceto se for orientado pela própria pessoa que produziu a orgonite. Isso porque a água pode deixá-la opaca e o sol pode escurecê-la. Já a água com sal pode estragar a resina.

Dicas para escolher a sua orgonite

  • Tente se aprofundar e checar a procedência da sua orgonite.
  • Verifique também a seriedade e o conhecimento da pessoa autora da peça.
  • Evite orgonites feitas “em série”, em fábricas.
  • Prefira as orgonites produzidas artesanalmente. Além de estimular a pessoa que estudou e se dedica a produzir ferramentas de bem-estar, você também poderá tirar suas dúvidas específicas para escolher a sua.

Como surgiu a orgonite

A força vital universal foi primeiro chamada de orgônio pelo psicanalista austríaco Wilhelm Reich. Em 1930, ele argumentava que a falta ou estado de estagnação de orgônio corporal seria a raiz das alterações físicas que levam a doenças.

Em 1949, Reich desenvolveu uma caixa para acumular orgone .

O matemático e físico Karl Welz, estudioso de Reich, por sua vez, desenvolveu uma ferramenta para gerar e restaurar energia. A partir daí, as combinações e as proporções de material foram sendo testadas e foram evoluindo.

Don e Carol Croft desenvolveram uma orgonite em forma de pirâmide que foi a base das orgonites modernas, chamada Granada sagrada. Vem dessa história uma combinação entre áreas diversas que lidam com força vital universal, a física e matemática que chegamos às organites de hoje.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Simone Kobayashi

Simone Kobayashi

Terapeuta Holística atuante em São Paulo e OnLine. Dedica sua vida profissional à junção de técnicas terapêuticas como o Reiki, Florais, Acupuntura, Análise Energética, Limpeza Energética, Harmonização, Barras de Access e Cura quântica. Saiba mais