Gengibre: o óleo essencial do sistema digestivo

Entenda porque esta raiz é uma das preferidas para a aromaterapia, assim como algumas contraindicações que devem ser observadas

Gengibre: o óleo essencial do sistema digestivo

Entre os mais de 400 óleos essenciais comercializados no Brasil, as especiarias são as mais aromáticas e que mais agradam pelo seu aroma e benefícios tanto terapêuticos quanto fisiológicos.

E o óleo essencial de gengibre é um dos preferidos. Destilado da raiz do Zingiber officinalis, é conhecido como o óleo essencial do sistema digestivo.

A seguir, veja os motivos pelos quais o gengibre é tão utilizado na Aromaterapia, mas também algumas contraindicações que devem ser alertadas.

Benefícios do óleo essencial de gengibre

Os benefícios fisiológicos:

  • é anti-inflamatório, por isso, muito utilizado para uso em dores musculares e articulares.
  • age como um tônico no sistema circulatório, melhorando a circulação deficiente das extremidades (pés e mãos frias)
  • é estimulante do sistema imunológico
  • ajuda nos problemas digestivos, aliviando sintomas de enjoo, náuseas, vômitos, cólicas, espasmos, gases e má digestão
  • melhora a falta de apetite

Os benefícios terapêuticos:

  • ajuda na falta de energia
  • traz disposição e vitalidade
  • é muito estimulante
  • trabalha autoconfiança
  • resgata seu poder pessoal
  • como todo óleo de raiz, é aterrador

Outros benefícios

Como todas as especiarias, o gengibre também é um óleo afrodisíaco, ajudando a aquecer os relacionamentos afetivos e contribuindo para casos de impotência e perda de libido.

A raiz de gengibre, principalmente fresco, é muito usada como tempero.

O gengibre ainda é considerado termogênico, ajudando a acelerar o metabolismo.

Contraindicações do óleo essencial de gengibre

O gengibre tem muitos benefícios, como pudemos ver, mas também algumas contraindicações tanto do óleo essencial como da raiz in natura para gestantes, pessoas com hipertensão ou que fazem uso de anticoagulantes.

Muita gente se beneficia do uso do chá de gengibre no dia a dia ou ainda do óleo essencial de gengibre em massagens, inalação, entre outros.

Mas é importante ressaltar que ele também é um óleo estimulante, por isso deve ser evitado por hipertensos e grávidas, e também é dermoagressivo, portanto, utilize sempre em baixa concentração.

Busque ajuda

Lembrando sempre que o uso dos óleos essenciais deve ser feito com o acompanhamento de um aromaterapeuta, pois é o profissional especializado que pode te ajudar na escolha dos melhores óleos para o seu momento, respeitando sua individualidade e as questões específicas da sua vida.

É muito importante fazer uma consulta para uso e melhor aproveitamento dos seus benefícios terapêuticos.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Solange Lima

Solange Lima

Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo. Saiba mais