Leo Chioda
Por Leo ChiodaLeia em 2 min.30/06/2017 

Naipe de Copas e a capacidade de amar

No Tarot, cartas podem trazer benefícios ao amor e às relações

O Tarot é dividido em dois grupos: o dos arcanos Maiores, composto por 22 cartas; e o dos arcanos Menores, contendo 56 cartas (Pajem/Princesa, Cavaleiro, Rainha, Rei e as cartas numeradas de Ás a Dez). Essas últimas são distribuídas em quatro naipes distintos: Paus, Copas, Espadas e Ouros. Cada um desses naipes nos remete a um universo próprio de atuação, exigindo uma postura cada vez mais consciente de suas atitudes e também das circunstâncias. Nesta série de artigos falaremos dos significados dos quatro naipes, começando pelo de Copas.

Naipe de copas e as emoções

É o naipe que ilustra o plano das emoções, da alma, dos desejos e daquilo que aspiramos o tempo todo. Sentimentos, tanto positivos quanto negativos, são a especialidade dessas cartas. Quando você sorteia uma ou várias cartas do naipe de Copas, por exemplo, saiba que estão envolvidas as suas emoções. O universo das paixões, do lirismo que lhe acomete invariavelmente, cedo ou tarde.

Copas representa sua capacidade de amar e expressar afeto quando lhe é devido ou desejado. A força deste elemento e das suas 14 cartas é tamanha, porque vai da beleza de uma paixão ao luto de uma perda amorosa, sendo processos necessários para nossa evolução pessoal e também social. Lidar com perdas e também com alegrias é o que as cartas de Copas proporcionam quando emergem em uma consulta ao Tarot.

Palavras-chave

Sonho, paixão, anseio, ressentimento, gozo, sedução, amor, dedicação, imaginação, expectativa, emoção.

Naipe ensina a lição do equilíbrio emocional

Não existem, nas cartas de Copas, garantias ou seguranças inquestionáveis em relação à concretização dos desejos, que tendem a ser expressos por você ou pelas pessoas envolvidas. O naipe de Copas, numa leitura de Tarot, exige atitude para que os sentimentos se materializem a contento, mesmo que tudo pareça correr bem ou até quando tudo parece esmorecer. Para que os sentimentos sejam glorificados, há de se refletir sobre quais são os caminhos prudentes para administrar seus afetos e suas desavenças. Alcançar um equilíbrio emocional é a tônica destas cartas.

Perguntas a serem feitas quando surgem cartas do naipe no jogo

  • Para onde meu emocional está me levando?
  • Quais emoções estão tomando conta de mim neste momento?
  • O que devo fazer emergir do meu coração neste momento?
  • Como lidar com estes sentimentos?
Leo Chioda

Leo Chioda

É escritor e tarólogo. Dedica-se a palestras sobre Tarot, pesquisas históricas e prática da leitura das cartas. É também autor do Tarot Direto e Tarot Mensal do Personare.