Marcelo Anselmo
  • Por Marcelo Anselmo
  • Leia em 2 min.
  • 10/03/2020
  • Atualizado em 03/03/2020 às 13:39

Use o Mindful Eating na sua meta para emagrecer

Exercitar a atenção plena durante a alimentação desperta mudanças no pensamento, auxiliando no processo de emagrecimento

Use o Mindful Eating na sua meta para emagrecer

O início do ano é uma época que sempre reafirmamos mudanças que queremos para diversas esferas da nossa vida. Realizar aquela viagem dos sonhos, fazer um desejado curso e, sobretudo, alguma relacionada ao nosso corpo, como uma meta para emagrecer.

Dentre estas metas ligadas ao corpo, a que se situa no topo do ranking de objetivos para o novo ano é emagrecer. Nesse sentido, o Mindful Eating – técnica para comer de forma consciente – pode ajudar a fazer uma Reprogramação de Pensamento que leve à perda de peso.

O que significa emagrecimento?

A pergunta que vem à tona é: será que sabemos compreender, de fato, o significado da palavra emagrecimento?

Primeiro fragmento da palavra, “emagre” quer dizer “ser ou tornar-se magro” e o segundo, “mento”, simboliza o processo. O resultado da palavra emagrecimento é, portanto, “o processo de ser magro”.

Na verdade, sabemos lá no fundo do nosso subconsciente que não iremos perder peso corporal com condutas de alimentação ou exercícios físicos radicais, mas, sim, com a consolidação de mudanças de hábitos, que é deflagrada em etapas, isto é, fases de um processo de vida.

Como em qualquer dimensão da vida, um processo de mudança requer empenho, superação de desafios e (muita) resiliência! Isso inclua a sua meta para emagrecer ou o desejo mudar de apartamento ou mudar de área na carreira.

Como reprogramar o pensamento para emagrecer

Essa trajetória da mudança não será retilínea, estável e sem percalços, muito pelo contrário. Ela é sinuosa, instável e com aspectos que emanam treinamento mental para que tenhamos mais equilíbrio e adaptação.

Nesse sentido, a Reprogramação do Pensamento é uma ação de grande importância e funcionalidade para um emagrecimento consciente e duradouro.

A reprogramação mental ocorre em diversos âmbitos do estilo de vida e bem viver, como:

  • dormir mais cedo para que tenhamos uma melhor modulação dos mediadores químicos da fome (grelina) e da saciedade (leptina)
  • realizar exercícios físicos para aumentar o gasto calórico total e, por consequência, elevarmos o dispêndio calórico em repouso.

Estes são pilares altamente determinantes.

A Reprogramação do Pensamento precisa englobar a mudança da relação com a comida para que possamos adotar relações com o alimento mais equilibradas e humanizadas.

Três preceitos do Mindful Eating para sua meta para emagrecer

Baseado neste contexto, acredito que três preceitos do Mindful Eating apresentam aplicação muito benéfica nesta Reprogramação de Pensamento com o objetivo de emagrecimento:

1 – Compaixão na Compulsão

Se você tiver um episódio de compulsão alimentar, não se puna. Isso lhe coloca ainda mais vulnerável para um novo evento compulsivo em curto espaço de tempo.

Faça a Reprogramação do Pensamento para compreender as razões que lhe levaram a este episódio de compulsão.

Procure ter uma atitude de auto gentileza Não adianta se violentar, pois o ato já foi cometido. O importante é você extrair lições do ocorrido e estar consciente para que não haja recaídas.

2 – Questionar a fome

“Estou comendo este alimento agora porque estou com fome realmente (necessidade de energia orgânica)?”.

Essa é a pergunta que você pode realizar quando estiver naqueles momentos mais agitados, estressados ou quando “pulou” uma refeição. Geralmente, é nessa hora que a balança calórica é desequilibrada e comprometemos o processo de emagrecimento.

Devido à automação da mente, comemos para reativar nosso sistema de prazer e felicidade do organismo e, geralmente, estamos mais propensos a ingerir alimentos com maior teor calórico.

3 – Ressignificar o prazer orgânico

Por falar em sistema de prazer, precisamos dar novo significado às fontes de prazer do organismo, pois, muitas vezes, achamos que apenas a alimentação é a única fonte.

Conversar com amigos, fazer exercícios físicos, praticar meditação, pintar uma mandala ou escutar música geram novas conexões cerebrais, o que muda nosso estado mental, liberando para o corpo os mediadores químicos do bem-estar.

A chave da mudança aqui é ressignificar aumentando o repertório!

Como começar o Mindful Eating

Já que falamos bastante da “importância do processo”, que tal colocar uma atitude do Mindful Eating de cada vez na sua vida?

Encoraje-se mentalmente para a aplicação de uma atitude por mês e repita-a, ao menos, em uma dose diária para dar concretude a esta Reprogramação de Pensamento gradualmente.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Marcelo Anselmo

Marcelo Anselmo

Fisioterapeuta e Professor de Educação Física; Mestre em Educação; MBA em Marketing; Especialista em Gerontologia; Certificado em Gerenciamento de Estresse; Especialista em Mindfulness e Mindful Eating. Contato: marcelo@plenitudebemestar.com.br Saiba mais