Roberta Struzani
Por Roberta StruzaniLeia em 5 min.10/04/2018 Atualizado em 18/05/2018

Massagem perineal trata falta de sensibilidade na vagina

Técnica reduz sintomas da menopausa e auxilia quem sente desconforto na hora do sexo

Massagem perineal trata falta de sensibilidade na vagina

A massagem perineal é uma técnica mais comumente conhecida por gestantes, já que o fortalecimento dessa área reduz a necessidade de realização de uma episiotomia no parto (corte do períneo para facilitar a passagem do bebê). No entanto, a massagem realizada na vagina traz outros benefícios à saúde íntima feminina, minimizando dores durante a relação sexual e sintomas da menopausa, por exemplo.

O que é massagem perineal?

É uma técnica de massagem realizada dentro do canal vaginal e, algumas vezes, no contorno externo da vagina. Além de trabalhar o relaxamento dos músculos, melhora aspectos da mucosa vaginal. Com a massagem, nódulos musculares que se formam dentro da vagina vão se diluindo e relaxando a musculatura tensionada, trazendo também maior circulação sanguínea. A mulher percebe aumento da lubrificação e melhora da sensibilidade vaginal, por vezes já na primeira vez que utiliza a técnica. Para os efeitos perdurarem, no entanto, é preciso realizar a massagem com frequência.

Quando a massagem perineal é indicada?

  • Preparação do Parto Normal – aumenta a flexibilidade e elasticidade da vagina, permitindo que ao se abrir mais que o convencional evite a episiotomia ou as lesões pós-parto normal.
  • Dor sexual – a massagem é de grande valia nos casos de dispareunia (dor durante o ato sexual) ou vaginismo (impossibilidade de penetração, por contração involuntária da vagina).
  • Pouca sensibilidade vaginal na relação sexual/ busca de orgasmo vaginal – muitas vezes o que dificulta o orgasmo vaginal é a falta de sensibilidade na região, quando a vagina se encontra tensa, com nódulos musculares e a mucosa rígida. Com a massagem, o quadro é alterado: há aumento da percepção e sensibilidade na região.
  • Menopausa – na menopausa ocorre uma maior rigidez da vagina e diminuição da lubrificação, devido à queda do hormônio estrogênio, e a massagem perineal ajuda a minimizar esses sintomas.
  • Uma mulher que ficou muito tempo sem ter relação sexual e, após retomar a atividade, sente desconforto ou sangramento – após muito tempo sem atividade, a vagina vai perdendo um pouco da elasticidade e mobilidade. A massagem perineal ajudar a retomar a flexibilidade que se tinha antes, impedindo que se tenha dor no sexo e desconforto.
  • Mulheres que fizeram uso de quimioterapia e estão com a vagina atrofiada, tensionada e sentem desconforto na relação ou até mesmo sangramentos – semelhante ao citado acima, neste caso, a vagina também perde flexibilidade, mobilidade e lubrificação, e a massagem perineal ajuda a reverter esse quadro.
  • Pompoarismo muitas mulheres apresentam tensão muscular ou nódulos musculares vaginais. Com a ajuda da massagem perineal para relaxar a vagina, é possível ter uma contração com maior eficiência, além de tornar o pompoarismo mais saudável.
Roberta Struzani

Roberta Struzani

Terapeuta especializada em sexualidade e saúde ginecológica. Realiza atendimentos presenciais e online focados no autoconhecimento, na elevação da autoestima e na saúde do aparelho reprodutor feminino. Sua principal ferramenta de trabalho é o Pompoarismo.