Pesquisar
Loading...

4 tipos de corrimentos vaginais perigosos para sua saúde

Veja também quando e porque os corrimentos vaginais perigosos aparecem, assim como tratar do problema

4 tipos de corrimentos vaginais perigosos para sua saúde

Nosso corpo se comunica conosco por meio de múltiplos sinais, como sede, fome, ansiedade, sudorese, fezes, etc. Nas mulheres, um dos principais termômetros da saúde é o muco vaginal – conhecido como corrimento. A seguir, veja 4 tipos de corrimentos vaginais perigosos para sua saúde, assim como as possíveis causas e o tratamento do muco vaginal.

Mas atenção: você aprenderá pistas para identificar possíveis disfunções. Para diagnosticar e tratar corretamente o seu corrimento, é fundamental passar por uma avaliação médica.

4 tipos de corrimentos vaginais perigosos

1 – Corrimento Amarelo

Geralmente é sinal de infecção ginecológica e vem associado a mau cheiro, coceira e ardência.

2 – Corrimento Rosa

Aparece no começo da menstruação ou pós-parto e também pode indicar gravidez. Mas se surgir depois de fazer amor, sugere que houve microlesão nas paredes vaginais.

3 – Corrimento Branco

Pode ser o muco saudável que o corpo feminino libera. Mas se tiver aparência de nata de leite e vier associado à coceira, irritação e ardência, tende a ser candidíase.

Aqui, saiba mais sobre o corrimento branco e as chances de engravidar,

4 – Corrimento Marrom

Sinaliza o final ou o começo da menstruação. Mas também pode ser sangue coagulado por infecções, ou início de gravidez.

Aprenda aqui sobre a relação das fases da lua e a menstruação

5 – Corrimento esverdeado

Se vier com cheiro forte, semelhante a peixe, pode ser uma infecção chamada Gardnerella.

Quando e por que o corrimento aparece?

Do ponto de vista emocional, o corrimento costuma aparecer quando a mulher sofre muitas decepções (geralmente no amor ou na cama), que deixam-na com a sensação de que foi prejudicada na sua intimidade.

Ao ser emocionalmente impactada pelo outro, sua genital “chora”, por meio do corrimento. Essa é a forma simbólica que o corpo encontra de sinalizar que suas emoções mais íntimas estão debilitadas.

Outro motivo para o aparecimento do corrimento é fazer amor de forma mecânica, sem muito envolvimento. Isso, com o tempo, vai dando espaço para problemas físicos na região íntima, como corrimentos.

Veja aqui mais sobre a relação entre dificuldades no amor e no sexo com doenças no útero.

Como tratar o corrimento?

Trago aqui esse conhecimento para que vocês possam conhecer o próprio corpo e entender que precisamos olhar para ele como um todo.

Ou seja, quando há uma manifestação física atuante, os cuidados médicos são essenciais. Mas, devemos também tratar a emoção que desencadeou o problema.

Quando você compreende o seu corpo, sabe que ele traz sinais antes do aparecimento de um problema físico.

A partir daí, terá autonomia para entender o que essa “máquina” te diz. E poderá prevenir doenças ou acelerar o tratamento delas.

Se você se mantiver sempre atenta ao seu muco vaginal e sangue menstrual, procurando compreender e corrigir cada alteração, provavelmente se manterá sempre saudável.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Roberta Struzani

Roberta Struzani

Terapeuta especializada em sexualidade e saúde ginecológica. Realiza atendimentos presenciais e online focados no autoconhecimento, na elevação da autoestima e na saúde do aparelho reprodutor feminino. Sua principal ferramenta de trabalho é o Pompoarismo. Saiba mais