Vanessa Mazza
  • Por Vanessa Mazza
  • Leia em 14 min.
  • 08/12/2014
  • Atualizado em 07/05/2018 às 15:19

Como lidar ou eliminar o estresse da sua vida?

População brasileira é segunda mais estressada do mundo

População brasileira é segunda mais estressada do mundo

Como lidar ou eliminar o estresse da sua vida?

É dito que o estresse é a doença do século XXI, sendo, por exemplo, um dos fatores que diminuem a saúde, pois não atinge apenas a parte psicológica da pessoa. Segundo um levantamento da Associação Internacional do Controle do Estresse, ISMA (International Stress Management Association), o Brasil é o segundo país do mundo com os maiores níveis de estresse em sua população.

Parte da responsabilidade está no fato de termos a noção de que viver para o trabalho é o que nos torna profissionais melhores numa sociedade que nos exige tanto, quanto a capitalista.

Porém, o problema não está exatamente na quantidade de atividade que um indivíduo pode ter, e sim na qualidade deste mesmo trabalho. Digo isso porque quando a pessoa está feliz e satisfeita com o que faz, o que fica cansado é apenas o corpo, que pode ser facilmente recuperado com uma boa noite de sono. Agora, quem se atormenta psicologicamente o dia inteiro, às vezes nem trabalha tanto, mas se sente muito mais exaurido. Por isso, passar pelos dias é muito mais pesado e se torna um movimento de estresse crescente.

Se reconheceu nesta situação?

Apesar da falta de amor ser um dos principais motivos para o estresse, a meu ver (seja por si mesmo, pelo que se faz, etc.), existem outros fatores que contribuem para esta tensão, tais como:

  1. Excesso de ruídos no ambiente
  2. Luzes artificiais
  3. Falta de exercício físico regular
  4. Poluição do ar ou da água
  5. Engarrafamentos (idas longas ao trabalho)
  6. Excesso de informações e de preocupações
  7. Tentar medir sua autoestima pela capacidade de realização e sucesso profissional

Por isso, antes de continuar repetindo para si mesmo que manter o estresse vale a pena pois você se torna um profissional melhor, veja o que você pode ganhar caso se mantenha estressado por muito tempo:

  1. Doenças como gastrite, cólon irritável, pressão alta, dores musculares, alergias, problemas de pele
  2. Dependências de alimentos, remédios, álcool, drogas para se manter razoavelmente equilibrado
  3. Desenvolvimento de desequilíbrios emocionais, como depressão, pânico, ansiedade crônica
  4. Perda de qualidade no trabalho, desorganização da vida, negligência na vida social e pessoal
  5. Sono prejudicado e perda de memória

Então, o que fazer para, senão acabar com o estresse, pelo menos diminui-lo a um nível aceitável? Que tal:

  1. Buscar simplicidade nas coisas
  2. Alimentar-se corretamente
  3. Praticar alguma atividade física
  4. Entrar em contato com a natureza mais vezes
  5. Descansar com mais frequência
  6. Meditar
  7. Fazer coisas que gosta sem culpa
  8. Administrar melhor seu tempo
  9. Delegar
  10. Evitar atalhos (como drogas) para se sentir melhor
  11. Fazer uma terapia
  12. Livrar-se do que não lhe serve mais, incluindo relacionamentos
  13. Dormir bem e o suficiente
  14. Praticar o ócio criativo
  15. Não se envolver demais com problemas alheios
  16. Deixar de tentar controlar tudo
  17. Passar tempo de qualidade com a família e amigos

Você pode não conseguir colocar todas estas dicas em prática, porém, se começar por uma e se manter firme nela, as outras virão por associação. Você só tem a ganhar!

* O artigo foi baseado no texto: “Estresse: o mal do século”, de Fátima Bittencourt, publicado na Revista Psique.

Para continuar refletindo sobre o tema

Energias discordantes geram mal estar físico

6 consequências do estresse para a saúde

Combata o estresse com terapias alternativas

Estresse acumulado gera somatização

Olá, essa matéria foi útil para você?
Vanessa Mazza

Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, é taróloga há mais de 15 anos. Estuda as abordagens desta prática, com o fim de decifrar a complexidade humana, abrangendo em suas consultas temas como feng shui, i ching, astrologia e numerologia. Saiba mais