Leo Chioda
Por Leo ChiodaLeia em 3 min.30/11/2018 

Arcano do mês: A Lua

Dezembro pede foco e coragem para enfrentar dias de insegurança e ansiedade, segundo Tarot

2018 termina com a regência do arcano A Lua, o décimo-oitavo Arcano Maior do Tarot. Ela é um lembrete de que os medos estarão conosco pela vida toda, e que só o enfrentamento constante é que pode diminuir a importância de tantos receios.

A Lua e os relacionamentos em Dezembro: “noite escura”

Um dos conselhos mais úteis que se pode seguir a respeito do arcano A Lua em termos afetivos é este: todo cuidado com as expectativas e com a ansiedade! A Lua é o arcano campeão em suscitar má interpretações a respeito do que existe e do que não existe entre duas pessoas. 

Na maioria das vezes, esta carta do Tarot alerta sobre a postura de dependência emocional em relação a determinada pessoa. Outras tendências dizem respeito às ilusões e às fantasias alimentadas sem qualquer cuidado, como se uma paixão fosse algo certo e decidido. A Lua é traiçoeira na medida em que dá a entender que um relacionamento é promissor, mas que, na prática, nada foi esclarecido ou está acertado entre as duas pessoas.

Para quem não está em um compromisso amoroso, este arcano prenuncia provável paixão ou mesmo uma postura de encanto entre duas pessoas, mas sem qualquer garantia de namoro firme em curto ou longo prazo. Para quem está em um compromisso amoroso, A Lua denota conflitos que podem ser resolvidos com clareza nas palavras e nas atitudes: para não se render a problemas e discussões, o melhor é trazer luz a cada argumento e não se render a qualquer distanciamento emocional. As relações mais duradouras e felizes são aquelas que enfrentam as inseguranças e divergências de ambas as partes envolvidas.

Bom momento no plano material: A Lua que poucos conhecem

Um dos arcanos mais fascinantes e temidos é mesmo A Lua. Todo o imaginário das trevas — do lobisomem que surge e apavora a vizinhança, dos uivos altos e sem motivo algum dos cães e os fantasmas e criaturas que tomam forma no escuro do nosso quarto — é regido por esta carta que também tem um lado fascinante. A lua é também o astro que rege a prosperidade, os ciclos de produção, as marés, as colheitas e as horas de fertilidade dos seres vivos. Isso influencia diretamente em nosso dia a dia. 

Então, o lado pouco falado desta carta do Tarot é o da excelência no plano material: boas perspectivas para negociações, compras e vendas, além de fartura e estabilidade. Isso se dá porque os artistas do período renascentista geralmente retratavam a lua em suas fases cheia ou crescente

Esse detalhe faz toda a diferença na hora de interpretar esse arcano, porque tudo que é plantado no momento crescente tende a crescer com mais velocidade e vigor. E o que é feito na lua cheia tende a receber o auge do seu poder. Ainda que A Lua simbolize momentos complicados ou capciosos de natureza emocional, a verdade é que ela também representa a força misteriosa que propicia, nutre e fortalece a vida.

Na maioria das vezes, A Lua alerta sobre a postura de dependência emocional em relação a determinada pessoa

A Lua é geralmente mal compreendida. A maioria dos baralhos antigos mostra um cenário estranho em que dois animais, aparentemente um cão e um lobo, uivam para a lua no céu enquanto um lagostim emerge das águas de um lago ou tanque. Há uma torre atrás de cada um dos caninos e um caminho que leva para o horizonte. 

Este é um cenário que traduz os mistérios da noite e das criaturas que surgem no fim do dia. Magia, enigma, sonhos e pesadelos são a tônica do arcano A Lua, que tem uma gama de significados bastante profundos por se tratar de uma carta de perigos, emoções e tesouros ocultos na escuridão.

O corpo pede atenção

Imagine-se numa rua escura, sem saber para onde está indo. É assim, em muitos casos, que A Lua do Tarot atua: ela nos coloca em movimento, mas nem sempre sabemos se nossos passos estão sendo bem dados. Por isso é que, em meio ao breu do caminho, toda atenção ao nosso corpo é mais que necessária. 

A saúde é um dos principais setores da vida que em dezembro exige absoluto cuidado. O receio, a dispersão e a inconsciência a respeito de si é um dos problemas que esta carta traz, porque os medos acabam sendo maiores que os deveres. Seja prudente com as questões de saúde e enfrente consultas, exames e resultados com a cabeça firme e o coração forte.

É madrasta, mas também é mãe

Há quem tenha ressalvas a respeito do arcano A Lua, já que ele fala diretamente ao nosso inconsciente, que por sua vez reage à imagem como a maioria das pessoas do mundo inteiro: um arcano de fascínio, magia, malefício e criaturas nefastas. Mas, como vimos, A Lua prenuncia prosperidade e evolução, já que a noite escura não dura para sempre.

Por maior que seja o perigo lá fora, podemos experimentar confiar nas circunstâncias

É durante as horas de trevas que podemos entender melhor a dinâmica dos nossos receios e o que eles de fato exigem de cada um de nós. Mesmo que à noite os medos se acentuem, a verdade é que entender A Lua como um teste à nossa persistência e coragem também ajuda a diminuir o tamanho dos pavores e das preocupações constantes. Por maior que seja o perigo lá fora, podemos experimentar confiar nas circunstâncias. A Lua sempre anuncia um dia ensolarado.

 

Leo Chioda

Leo Chioda

É escritor e tarólogo. Dedica-se a palestras sobre Tarot, pesquisas históricas e prática da leitura das cartas. É também autor do Tarot Direto e Tarot Mensal do Personare.