Rosine Mello
Por Rosine MelloLeia em 4 min.14/10/2019 

Yoga para relacionamentos: asanas para despertar o Amor

Aprenda como seu corpo pode ser uma ferramenta para identificar e desbloquear medos e limites que atrapalham as suas relações

Já pensou em usar o Yoga para relacionamentos? Pois é. Nosso corpo guarda nossas emoções, resoluções e lutas, então tudo se reflete na postura corporal. Com isso, pode ser que a gente se acostume a andar de ombros fechados, coluna lombar quase sem curvatura e cabeça baixa. O corpo fica parecendo uma concha. A postura oposta é arco anterior do peito muito aberto, coluna lombar muito acentuada, queixo apontando para cima, o corpo parece que sempre vai avançar para cima do outro.

A primeira descrição postural demonstra cansaço, apatia, medo, baixa autoestima e fechamento. Na segunda, temos um excesso de altivez, autoestima e de abertura, muita coragem, arrogância. O corpo está pronto para luta. Ambas demonstram desequilíbrios. Na primeira, a vida vai esmagar como um rolo compressor, a segunda a vida vai derrubar com um soco direto no queixo. Acredite: nossa postura interfere nos relacionamentos familiares, amorosos e profissionais.

Uma prática de Yoga para despertar o amor deve dar especial atenção aos alinhamentos corporais no asana. É assim que poderá quebrar o padrão postural corporal e mental. É importante manter um asana para cada chakra objetivando o equilíbrio das emoções e um foco maior, porém de forma equilibrada, principalmente nos asanas para o anahata chakra (chakra cardíaco). Isso porque se você trabalha muito o fogo, que são os asanas de extensão, precisará equilibrar com água, que são asanas de flexão anterior, swadistana chakra (chakra dos relacionamentos).

Chakras em desequílibrio

Em um passeio pelos chakras podemos ver os efeitos se bloqueados ou muito energizados.

Chakra muladhaha – básico: em desequilíbrio, apresenta apatia ou agitação exacerbada.
Chakra swadistana – umbilical: em desequilíbrio, mostra isolamento ou excesso de interações.
Chakra manipura – plexo solar: em desequilíbrio, indica baixa autoestima ou muito elevada.
Chakra anahata – cardíaco: em desequilíbrio, aparenta muita amorosidade ou frieza.
Chakra vishuda – laríngeo: em desequilíbrio, não consegue se expressar ou agressividade ao se expressar.
Chakra ajna – entre os olhos: em desequilíbrio, sonhador ou extremamente realista.
Chakra sahasrara – topo da cabeça: apego à matéria ou desapego total à matéria.

E você sabe qual é o chakra que equilibra a nossa vida? É o Anahata. Ele equilibra a nossa vida material com a vida espiritual.

Yoga para os relacionamentos e para despertar o amor

Ouça essa prática guiada e veja as imagens.

Rosine Mello

Rosine Mello

Formada em Educação Física, é praticante de Hatha Yoga desde 1998. Atua como professora desde 2005, certificada pelo Simplesmente Yoga.