Gabi Squizato
Por Gabi SquizatoLeia em 3 min.22/06/2015 

Receitas caseiras para pele e cabelo no inverno

Azeite e óleo de coco combatem ressecamento, opacidade e mais

Apesar de no Brasil o inverno ser moderado, algumas cidades apresentam temperaturas muito baixas durante a estação, e o clima afeta a nossa pele do corpo, do rosto e também os cabelos. Há quem ame o resultado do tempo mais frio e menos úmido, como por exemplo as pessoas de cabelos e peles oleosos, já que esta é uma época em que os fatores externos (calor e umidade) não estão incentivando a produção de sebo, o que melhora o aspecto de oleosidade. Entretanto, quem possui pele e fios normais ou secos precisa intensificar as atenções no inverno.

O cuidado com a pele não deve ser algo a ser considerado somente em necessidades extremas, como no caso do inverno, quando a pele tende a rachar, coçar ou ficar acinzentada – apesar de todos os truques que serão ensinados nesse texto funcionarem também para esses casos. Todo clima e estação do ano exigem cuidados específicos, por isso precisamos realizar um tratamento contínuo, que traz resultados duradouros e faz um carinho também na autoestima.

Veja abaixo, então, alguns incômodos comuns no inverno e seus possíveis tratamentos caseiros e naturais.

CUTÍCULAS SECAS E UNHAS FRACAS

No inverno costumamos diminuir a quantidade de folhas e vegetais crus nas refeições, pois aumentamos a ingestão de alimentos quentes e, em alguns casos, mais gordurosos. As unhas sentem falta dos nutrientes e ficam mais fracas. Além disso, a pele ao redor (cutículas) fica mais seca pelo clima frio e excesso de água quente nos banhos. Se isso acontece com você, experimente deixar, de cinco a dez minutos, os dedos de molho dentro de um potinho de azeite extravirgem, que é um inibidor natural de radicais livres, por conta da sua composição rica em vitaminas A, D, K e E, o que ajuda a hidratar a pele das cutículas e fortalecer suas unhas. Esse ritual é tão simples que dá para ser feito enquanto lê, assiste seu seriado preferido ou algum vídeo na internet!

Minha sugestão é usar um pote bem pequeno, apenas para caber seus dedos. O azeite pode ser trocado uma vez por semana, assim você evita o desperdício. Quando retirar as unhas do pote, seque o excesso com um papel toalha e massageie o resto pelas suas mãos. Fique tranquilo que o cheiro não permanecerá depois de lavá-las, por isso recomendo que você deixe o azeite agir o máximo que puder. Quanto mais tempo deixá-lo já massageado e absorvido nas unhas, mais perceptível será a mudança na hidratação e beleza das mãos.

PELE DO CORPO ACINZENTADA, RESSECADA OU RACHADA

Muitas pessoas relatam que não usam hidratante por preguiça de passar no corpo todo, por falta de tempo, porque os cremes grudam na roupa, ou ainda porque são gelados. Mas nem mesmo todos esses motivos devem ser suficientes para você negligenciar os cuidados com sua pele, deixando-a com um aspecto descuidado, principalmente no inverno. Há alguns anos eu descobri os poderes do óleo de coco e nunca mais deixei de usá-lo. Ao contrário da maioria dos óleos, ele é bem absorvido pela pele, deixa poucos vestígios, fazendo com que fique muito macia e tratada. Além diso, é prático, pois quando exposto a baixas temperaturas (como é o caso do inverno), mantém seu formato sólido, então basta colocar um pouco do produto nas mãos e espalhar pelo corpo após o banho, com a pele ainda úmida, pois a água dilui o óleo, facilitando a sua absorção pela pele.

CABELOS SECOS E SEM VIDA/BRILHO

Além de fazer bem para a pele, o óleo de coco também é muito benéfico para os cabelos, desde que seja usado por meio de um truque especial. Ele funciona como uma máscara, em um procedimento chamado “umectação”. Esta técnica é realizada com os cabelos secos. Basta colocar um pouco de óleo de coco na palma das mãos para aquecê-lo e deixá-lo mais fluído. Depois, aplique o produto do meio para as pontas dos cabelos, como se fosse uma máscara de hidratação. É indicado deixar o óleo o máximo de tempo que você puder. Experimente, por exemplo, aplicar nos fios antes de dormir e deixar agindo a noite toda, lavando pela manhã. Se preferir, pode usar por um período mais curto de tempo, enquanto lê um livro, assiste um filme ou organiza o escritório. Após o tempo de ação, é só lavar normalmente o cabelo com shampoo e condicionador. O óleo de coco deixa os fios macios, hidratados, com menos “frizz” e muito mais brilho, de uma maneira natural.

Gabi Squizato

Gabi Squizato

Terapeuta, facilitadora e empreendedora holística. Acredita que você é a chave para sua transformação positiva.