Vitor Avanti
  • Por Vitor Avanti
  • Leia em 5 min.
  • 24/10/2014
  • Atualizado em 02/05/2018 às 15:53

Previna o envelhecimento precoce dos fios

Fatores externos e químicas deixam cabelos envelhecidos

Previna o envelhecimento precoce dos fios

O cabelo grisalho é caracterizado pela ausência de cor nos fios. No âmbito mais comum, está associado ao envelhecimento humano, principalmente a partir dos 40 anos de idade. No entanto, é importante ressaltar que fatores como químicas, ferramentas de calor e exposição extrema dos cabelos ao tempo podem acelerar o processo de envelhecimento, deixando os fios com aparência desgastada e fragilizada.

é importante ressaltar que fatores como químicas, ferramentas de calor e exposição extrema dos cabelos ao tempo podem acelerar o processo de envelhecimento, deixando os fios com aparência desgastada e fragilizada.

As madeixas não envelhecem tanto – ou com tanta rapidez – em seu estado natural, podendo ficar intactas durante séculos. Prova disso são as múmias que já foram descobertas com seus fios de cabelos perfeitos.

A mudança de coloração dos cabelos ocorre naturalmente com o envelhecimento, de forma usualmente gradativa: inicialmente surgem os primeiros fios brancos, que vão dando a coloração grisalha em quem tem cabelos de tons escuros; com o avanço da idade, mais fios de cabelo vão se tornando brancos, podendo afetar toda a cabeça. Aos 40 anos de idade, aproximadamente, 40% das pessoas possuem cabelos brancos. Essa característica do envelhecimento é chamada de acromotriquia e também é observada em outros animais, tais como equinos, cães e gatos. Nos albinos, os cabelos são brancos desde o nascimento. Algumas doenças como o vitiligo também podem ocasionar a perda da coloração do cabelo prematuramente.

Mas para saber como evitar o envelhecimento precoce dos fios, é preciso entender como funciona a estrutura capilar.

Cutícula capilar não deve sofrer agressões

Camada externa do fio de cabelo que se divide de 5 a 12 camadas que, sobrepostas, protegem as estruturas. Por serem transparentes, nos permitem ver a cor do fio do cabelo. A cutícula sofre agressões externas (sol, chuva, poluição, etc.) por ação mecânica (escovar, pentear etc.) e transformações químicas (relaxamento, permanente, colorações, reflexos etc.). As cutículas são parcialmente sobrepostas, podendo formar de cinco a dez camadas de placas. Essas placas, por sua vez, oferecem excelente proteção ao córtex.

Fatores que deformam o córtex capilar

Região intermediária na qual transformamos, de todas as formas, a estrutura do cabelo. Nesta região encontramos as seguintes ligações químicas:

  • ligação salina: no simples ato de molhar o cabelo a sua extensão é aumentada.
  • ligação de hidrogênio: sua deformação acontece quando transformamos temporariamente o cabelo.
  • ligação de enxofre (também conhecido como Ponte de Dissulfeto): só é rompida através de ação química (como amônia, por exemplo) e sua transformação é permanente naquele fio, ou física (aquecimento), quando a transformação é temporária.

Dicas para testar saúde dos fios e prevenir o envelhecimento

Curiosidade

Há em média 3 milhões e meio de fios capilares em uma pessoa adulta, que crescem cerca de 1 cm por mês. Os cabelos diferenciam-se dos pelos comuns pela sua elevadíssima concentração por área de pele e pelo desenvolvimento em comprimento. Podem ser lisos, crespos, ondulados e de muitas cores. Os cabelos não servem só como um aliado estético (dando forma e valorizando o rosto). Também podem ser um indicativo de diversas doenças que se manifestam, alterando sua estrutura.

Para testar a fragilidade do seu cabelo, basta pegar um fio e esticá-lo levemente. A ideia é que ele estique e volte sem dificuldades ao seu estado normal, o que sinaliza que seu cabelo está saudável. Caso o fio fique meio ondulado, esticado ou não volte ao seu estado normal, significa que está extremamente frágil e precisa de tratamento.

Para que o cabelo fique saudável e longe do envelhecimento precoce, recomenda-se sempre tratamentos, hidratação e nutrição, que podem ser feitos semanalmente ou mensalmente. Os tratamentos à base de umectação, proteínas, queratina, vitamina B e aminoácidos são os mais indicados principalmente depois de uma química e a cada 20 dias, para manutenção e saúde dos fios.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Vitor Avanti

Vitor Avanti

Vitor Avanti é especializado em tendências de corte e cor, pelas academias europeias Toni&Guy e Vidal Sassoon, e viaja de duas a quatro vezes por ano para se atualizar sobre tendências na área. Saiba mais