Praticar a empatia traz mais prosperidade

Enfrentar medo de ceder e entender ponto de vista do outro são caminhos para o ganha-ganha

Praticar a empatia traz mais prosperidade

A empatia é um dos fatores chave para o alcance da prosperidade, acompanhados de integridade e perseverança. Empatia vem do grego empatheia, que podemos traduzir como “sentir juntos”, “entrar na emoção”, ou seja, sentir o que o outro está sentindo.

Sem empatia, somos incapazes de prosperar em nossas vidas. Se não nos dedicarmos a compreender e auxiliar o outro, estaremos olhando apenas para o nosso próprio umbigo, o que se tornaria egoísmo e não prosperidade.

Egoísmo é ganância e narcisismo que leva em conta apenas o que eu quero, negligenciando as opiniões dos outros. É um movimento ganha-perde. Já a prosperidade preza pelo altruísmo, que significa considerar tanto a si mesmo quanto aos outros, ou seja, torna nossas atitudes ganha-ganha.

A empatia é então a essência da prosperidade. Para eu compreender o que é melhor para o contexto e para o todo, para eu ter atitudes ganha-ganha ao invés de ganha-perde e para eu me tornar uma pessoa altruísta ao invés de egoísta, preciso compreender tanto os meus sentimentos quanto os sentimentos dos outros envolvidos em cada situação.

Por que é tão difícil praticar a empatia no dia a dia?

Para sentir o que o outro está sentindo verdadeiramente temos que abrir mão de querer que tudo saia do nosso jeito, de querer estar certo acima de tudo e enfrentar o medo de ceder ao outro e sair de nossa zona de conforto.

Nossa própria fisiologia corrobora com atos egoístas diariamente. A área do cérebro que tem o maior peso em nossas tomadas de decisões é chamada de amígdala cerebelosa e tem a função de nos fazer sobreviver. Esta área do cérebro é traduzida pelo medo da perda das recompensas de curto prazo já conquistadas que garantem o nosso conforto e sobrevivência física e social. 

Para complicar ainda mais, temos uma outra área do cérebro chamada região límbica, que busca se apegar e viciar em prazeres de curto prazo para aumentar sua zona de conforto e de segurança. Ou seja, ações e resultados previsíveis que trazem satisfação rápida e com o menor risco possível. Os cinco maiores prazeres da mente animal e humana são: comida, sexo, drogas (lícitas, ilícitas e remédios), informação e certeza/controle.

Durante a maior parte do nosso dia procuramos evitar as ameaças que podem nos fazer perder terreno e aproveitar as oportunidades que podem nos fazer ganhá-lo sobre esses cinco elementos (e suas vias diretas e indiretas para eles, como por exemplo dinheiro, aceitação social, rumores, etc). Assim, vivemos constantemente sendo alimentados por impulsos de medo e desejos constantes.

Devido a isso, se não estivermos atentos em nosso dia a dia para observar esses constantes impulsos de medos e desejos de sobrevivência, acabamos agindo de maneira insensível, egoísta e reativa, o que nos faz entrar em um processo de ganância e uma percepção de escassez e miséria, o inverso da empatia e da prosperidade.

Como a empatia pode ajudar a mudar meu comportamento?

Quando eu pratico a empatia e busco compreender o outro, esta se torna a melhor ferramenta para encontrar minhas próprias limitações e autossabotagens. Só condenamos no outro o que escondemos dentro de nós. Os impulsos, pensamentos, falas e ações que julgamos feios e são dolorosos demais para enxergarmos dentro de nós, projetamos no outro.

Isso acontece para que possamos continuar ignorando as “falhas de caráter” em nós mesmos. Funciona como um efeito espelho.

A partir deste conceito, podemos então buscar entender a essência do que levou o outro a pensar, falar ou agir daquela forma que julgamos ser inadequada. Se formos verdadeiramente sinceros, somos capazes de investigar em nós mesmos emoções e sensações reprimidas que nos incomodam e formam nossos pensamentos, falas e atitudes impulsivas e inconscientes, que nos machucam e também as pessoas ao nosso redor. Portanto, entender o outro é entender a nós mesmos!

Os impulsos, pensamentos, falas e ações que julgamos feios e são dolorosos demais para enxergarmos dentro de nós, projetamos no outro

Um exemplo disso é quando vemos uma injustiça social muito grande e sentimos vontade de matar, esganar ou fazer picadinho da pessoa envolvida. Ou seja, estamos condenando e nos indignando com aquele ato , pois temos impulsos de violência. Não nas mesmas proporções e formas, mas é a mesma essência. Uma boa reflexão para este caso seria: “quando meus pensamentos, falas e ações são violentos com outras pessoas?” ou “em quais situações acabo sendo insensível e agressivo nos pensamentos, falas e ações nas relações com a minha família, no trabalho ou no trânsito?”.

Desta forma, passo a diminuir a condenação sobre os outros e começo a compreender padrões através das minhas próprias experiências, aprendendo a lidar e me comunicar melhor, além de encontrar em mim emoções nocivas que estavam escondidas. E é devido a isso que praticar a empatia traz mais prosperidade!

A partir do momento em que encontro em mim algo que estava reprimido, ganho o poder de escolha. Ter a chance de escolher não continuar seguindo aquele impulso ou padrão inconsciente! Portanto, posso optar por mudar o meu comportamento e sair do sistema binário “medo e desejo” e passar para uma atitude de coragem, altruísmo e construtivismo, que levam à prosperidade de si mesmo e de tudo ao seu redor.

Como podemos praticar a empatia no dia a dia e aumentar nossa prosperidade?

É necessário antes de tudo querer realmente e se dedicar a isso como um propósito de vida! Pois não há um local a ser alcançado, apenas atitudes constantes e contínuas a serem trabalhadas em nosso cotidiano.

Na Pandora Treinamentos trabalhamos cinco premissas básicas para praticar a Empatia e a Prosperidade em seu dia a dia:

  • Integridade – Escolha uma âncora moral que irá guiar suas interações com seus pensamentos, fala e ações no dia a dia. Essa âncora irá trazer-lhe de volta para o seu centro todas as vezes que sua mente buscar lhe afastar dele. Escolha um princípio e dê o seu melhor a cada segundo para aplicá-lo na prática de seu cotidiano . Veja exemplos abaixo: Honestidade, Amor, Harmonia, Bondade, Generosidade, Paz, Desapego, Não-Julgamento, Não-resistência, Misericórdia, Verdade. A sua capacidade de perseverar em um desses princípios sobre as adversidades é o que aprofundará sua empatia e trará sua prosperidade.
  • Autodesafios – A cada semana se autodesafie a mudar pelo menos 1 pequeno padrão seu. Acorde um pouco mais cedo, alimente-se de forma diferente, mude a forma como lida com o outro, encare uma adversidade, decida resolver um conflito, e assim por diante. A prática de se autodesafiar constantemente é a garantia de que você está transformando conhecimento mental em sabedoria prática. Resultados não vêm de conhecer, mas sim de colocar o conhecimento em prática! Teste!
  • Observação – Cada teste que fizer, costume observar, refletir, assumir as responsabilidades e corrigir o percurso de acordo com os acertos e erros, e baseado no seu princípio moral escolhido. Esta capacidade de autocorreção é o que determina sua liberdade para ser cada vez mais quem você é e se libertar daquilo que te prende, limita e faz sofrer.
  • Modelagem – Os seres humanos conquistam uma nova habilidade através da combinação de dois fatores primordiais: (1) se modelar em alguém que domina aquele assunto e (2) praticar aquilo que aprendeu em seu dia a dia. Portanto, busque compreender cada vez mais sobre empatia e prosperidade através de especialistas de sua preferência.
  • Perseverança – Não importa quantas vezes você saia do centro, o que importa é quantas vezes você volta para ele! Portanto, não se culpe, não desanime e não desista, apenas assuma a responsabilidade de sua vida, corrija o percurso e continue em frente, não importa o que aconteça!

Com essas cinco condutas você irá aumentar constantemente sua capacidade de empatia e rumará para a prosperidade. Lembre-se: Querer e dedicar-se são pré-requisitos. Nada pode te impedir, a não ser você mesmo(a).

E-BOOK DO AUTOR

Caso tenha gostado deste artigo, você pode adquirir o livro “O Poder da Empatia”, onde aprofundo este tema através de ferramentas práticas, conceitos importantes para a manutenção da empatia em nosso cotidiano, compartilhamentos de experiências de minha vida e de pessoas que passaram pelos treinamentos da Pandora e uma lista com diversos autodesafios que nos ajudam a mudar nossos padrões inconscientes no dia a dia.

Sobre o autor

Vitor Esprega – É Trainer de Alta Performance da Pandora – Evolução Consciente. Estudioso dos caminhos espirituais, é formado em Coaching com Psicologia Positiva. Clique aqui para acessar seu blog ou aqui para o Canal do Youtube.

Pandora

Pandora

É uma empresa de Treinamentos que inspira as pessoas a encontrarem a sua essência e despertarem o máximo de seu potencial.