Gustavo Cunha
  • Por Gustavo Cunha
  • Leia em 3 min.
  • 27/04/2012
  • Atualizado em 25/06/2018 às 20:11

Por um mundo com mais paz e harmonia

Entenda importância de cultivar bons valores

Por um mundo com mais paz e harmonia

A minha busca diária consiste, fundamentalmente, numa coisa: ser feliz. Outras pessoas, seres mais inteligentes, visam alargar esse círculo de felicidade aos seus parentes, amigos e conhecidos. Outros ainda – realmente os mais realizados – esquecem de si mesmo e levam felicidade, empatia e compaixão a todos, sem nenhum tipo de rejeição ou discriminação. Nesse grupo de seres evoluídos encontram-se, geralmente, os mestres e os líderes espirituais. São pessoas que trouxeram palavras de harmonia entre os povos, de amor e de carinho para com o próximo, independentemente da religião, credo ou fé que professem.

Valores como paz, devoção e altruísmo puderam ser vistos em figuras como Buda, Krishna, Maomé, Guru Nanak, Zaratustra, Confúcio, Lao Tsé, entre outros. São encarados como exemplos de vida, fontes de inspiração e de elevação espiritual ou, muitas vezes, como a própria origem da benevolência e da aceitação.

Parece razoável que seja um objetivo humano ser pacífico e transmitir energia positiva ao redor, enchendo os corações de todos. Aproximar-se dessa vibração positiva repara as mágoas, nutre o espírito e protege até a alma. Inclusive, muitos animais possuem em si essa característica intrínseca. Afinal, quem não se sente positivamente alterado, preenchido e pleno, no convívio com o seu bicho preferido?

Então, se até os animais possuem essa propriedade, como poderia faltar esse poder para nós, seres humanos, dotados de grande intelecto e engenhosidade?

É na paz que reside a sabedoria

Nosso coração tem um ilimitado espaço, capaz de acolher todos os seres e um supremo poder de acomodação e divino amor. Descobrir isso modifica todas as técnicas de meditação, de yoga e de evolução pessoal numa ferramenta de serviço a todos os seres para um crescimento comum e alargado ao máximo possível. É na não-violência, na paz e na harmonia que reside a pérola da sabedoria: a paz é o mais elevado valor, o mais valioso de todos os frutos que temos em nosso interior. E a ação pacificadora é o reflexo externo disso.

Em Sânscrito, diz a prece: “Lokah samasta sukhino bhavantu”, que significa: “que todos os seres, em todos os lugares, sejam felizes”. Faço votos para que assim seja.

Feliz dia para si!

Olá, essa matéria foi útil para você?
Gustavo Cunha

Gustavo Cunha

Ensina Yoga e estuda Sânscrito e Vedanta. Dirige um centro de Yoga em Portugal e leciona no Centro de Yoga Vaidika (Maia) e no Solverde (Granja). Ministra palestras regularmente e faz traduções de textos milenares e manuais de Yoga para Português. Saiba mais