Logo Personare vertical
Pesquisar
Loading...
Pedra jaspe: significado e como usar a pedra

Pedra jaspe: significado e como usar a pedra

Com forte relação com Gaia, a mãe Terra, transmite sabedoria, a força elementar, a criatividade, diversidade e acolhimento. Saiba mais sobre a pedra jaspe e seus usos no dia a dia.

A pedra jaspe oferece apoio e força em períodos estressantes. Considerada uma pedra nutriz – que nutre, cura e unifica as áreas da vida, traz estabilidade e equilíbrio. Alivia a desarmonia de pessoas e ambiente, e emana forte energia do elemento terra.

É uma variedade semicristalina de agregado de quartzo opaco. Ajuda na limpeza do organismo e fortalecimento do sistema imunológico. Traz estabilidade e equilíbrio. Estimula a consciência ecológica e de diversidade.

Pedra jaspe: significado

O nome Jaspe vem do grego e significa pedra pontilhada ou manchada. Pela sua constituição, ela é porosa e isso facilita a intervenção com outros elementos.

E estas intervenções ou mescla com outros elementos, que são chamadas de “impurezas” pelos meios tradicionais, são as que produzem a maior qualidade da pedra jaspe, tornando cada pedra única e muito diferente, pois geram cores, combinações e padrões muito variados. Por isso a grande variedade de jaspes que temos.

Antigamente, a pedra jaspe era chamada de “a mãe de todas as pedras” pela relação com a Gaia, a mãe Terra, transmitindo sabedoria, força elementar, criatividade, diversidade e acolhimento. Emana energia vital protegendo, purificando, vivenciando o momento.

Jaspe vermelho: cores da pedra

A jaspe é uma pedra de cores diversas e aspectos muito variados: manchado regular ou irregular, e com ou sem camadas, sendo a cor mais comum encontrada a vermelha, que pode ser também de várias tonalidades: do vermelho ao castanho.

pedra jaspeOs nomes dados depois de jaspe são relacionados à cor ou ao padrão que se forma ou que percebemos, como: jaspe deserto, leopardo, madeira, floresta, zebra, oceano e até picasso. Entre as cores, já estão catalogadas as seguintes nomenclaturas: jaspe verde, jaspe marrom, jaspe vermelha, jaspe amarelo, jaspe cristalina, jaspe rosa, jaspe negra.

Pedra jaspe: benefícios e como usar

Com essa diversidade de tipos de jaspe, podemos associar a cor ou o padrão formado com suas características principais e então temos os mais diversos benefícios.

Como benefícios gerais podemos citar a energização física, auxiliando na aceitação do corpo físico e da sexualidade, limpeza, fortalecimento, estabilidade e equilíbrio, além do estimulo da consciência com sabedoria, diversidade e acolhimento. Lida com as culpas relacionadas ao corpo físico e estimula a autoestima e autoaceitação.

Aplicação da técnica

A jaspe tijolo, ou jaspe vermelha, pode ser usada na técnica “Pedra dos Problemas”. A jaspe vermelho-tijolo, com sua cor de terra vermelha, é nutriente e fértil, intensa e acolhedora. Pode ser usada para absorver e resguardar-nos dos excessos de funções e responsabilidades e, assim como a Terra, perceber os ciclos mais propícios a cada tarefa.

Como seria bom deixar os problemas de lado para poder respirar um pouco, se recompor… Não significa fugir, porque fugir dos problemas não ajuda em nada. Para lidar com as dificuldades quando estamos fragilizados, cansados e sobrecarregados demais para perceber e aceitar nossos limites e tempo de recuperação, uma boa alternativa é usar uma Jaspe Vermelha na técnica conhecida como Pedra dos Problemas.

Lógico que não elimina as dificuldades, mas as guarda para que você volte a elas em um momento mais propício.

Recomendado para deixar os problemas no trabalho e ir para casa e vice-versa. Ou seja, a ideia é deixar cada situação em seu lugar, de modo que um aspecto da vida não se sobreponha ao outro. Também é indicada para situações de crise. Quando estamos sobrecarregados, podemos usá-la para focar em uma coisa de cada vez.

Imagine a sua Pedra dos Problemas como se fosse um pen-drive. Ele não resolve nada, não muda nada, mas armazena e guarda seus arquivos para quando você estiver pronto ou precisando utilizá-los. Esses arquivos podem ser prazos, conflitos no trabalho, problemas com clientes e fornecedores, desafios financeiros, dificuldades com filhos, arrumação e organização da casa, etc. Você intenciona, mentaliza ou imagina depositar esses arquivos na pedra, guardando-os para o momento mais propício para serem revistos e resolvidos no tempo certo.

Colocando em prática

A técnica em si é simples, mas precisa de treinamento. Quanto mais fazemos, mais fácil e rápido fica o processo todo. Você segura uma pedra enquanto medita e visualiza que está transferindo seus problemas para ela. Pode ser um jaspe vermelho, que tem essa característica. Mas lembre-se: só não vale fugir dos problemas, ao invés de resolvê-los.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Simone Kobayashi

Simone Kobayashi

Terapeuta Holística atuante em São Paulo e OnLine. Dedica sua vida profissional à junção de técnicas terapêuticas como o Reiki, Florais, Acupuntura, Análise Energética, Limpeza Energética, Harmonização, Barras de Access e Cura quântica. Saiba mais