Óleo essencial e depressão: entenda os benefícios

Como usar óleos essenciais para amenizar os sintomas da depressão no isolamento social

Óleo essencial e depressão: entenda os benefícios

Na Aromaterapia, é possível associar óleo essencial e depressão. A palavra depressão deriva do verbo latino deprimo, que significa “reprimir”. É um termo que define um quadro sintomático que vai desde a perda da motivação de viver até a apatia absoluta.

Os sintomas da depressão, em geral, são falta de ânimo e energia, oscilações de humor e irritabilidade. E há, ainda, sintomas físicos como cansaço, distúrbios de sono, dores de cabeça, falta de apetite, taquicardia, dores no corpo e até distúrbios menstruais nas mulheres.

Nos meus atendimentos, principalmente durante a pandemia, o que mais escuto das pessoas é que tem sido muito difícil viver sem contato social e longe dos amigos e, mais ainda, que a convivência com a própria família dentro de casa tem sido complicada.

Nesse período de isolamento social por causa da pandemia do coronavírus, muitas das pessoas que já apresentavam queixas de estados depressivos tem relatado estarem mais vulneráveis. Até quem não tinha esse tipo queixas, diz estar sentindo alguns sintomas de depressão.

Afinal de contas, são tantos meses em que “a vida parou” para algumas pessoas. 

Há quem teve aumento da carga de trabalho, porque além de trabalhar, tem que cuidar da casa, dos filhos, da relação e olhar para si, tudo dentro de casa e convivendo com as pessoas o tempo todo.

E tem gente que se encontra só, porque já morava sozinho (a) e continua isolado (a) e também se sente assim, com sintomas de depressão.

Situações e problemas diferentes, mas as queixas são as mesmas. A falta de contato social tem contribuído para isso acontecer.

O quanto nocivo para nossa saúde emocional está sendo tudo isso que estamos vivendo, não é? O nosso emocional é o que mais está sofrendo com tudo isso e, consequentemente, isso afeta diretamente nosso sistema imune, deixando-o mais suscetível as doenças. Difícil né?

Aromaterapia, óleo essencial e depressão

A pessoa depressiva se sente culpada e vive se reprimindo por algo que deixou de fazer. Em geral, sentem que  “eu não tenho forças, não consigo, é mais forte que eu.”

A depressão também traz o medo muito presente no dia a dia das pessoas, ele acaba caminhando lado a lado com ela, no dia a dia de quem sofre com ela.

Nas práticas integrativas temos várias técnicas que podem nos ajudar a amenizar alguns sintomas. Lembrando aqui que sempre que necessário é importante buscar ajuda médica e de um psicólogo(a) para acompanhamento, o trabalho multidisciplinar da equipe médica e dos terapeutas integrativos faz toda a diferença.

Lembrando que existem vários tipos de depressão e as causas são as mais diversas, então aqui o intuito é olhar o ser humano de forma holística e entender onde tudo começou.

Vamos falar um pouco da Aromaterapia

A Aromaterapia que se utiliza dos óleos essenciais, que são extraídos das plantas, flores, frutas e são 100% naturais, podem amenizar os efeitos colaterais das medicações (quando está se faz necessário), além de trazer alguns benefícios terapêuticos para esses quadros.

Benefícios terapêuticos dos Óleos essenciais

Gerânio: alivia quadros de angústia e medos, trabalha a apatia, dá energia, aroma bem marcante, pode ser usado junto com um cítrico ou amadeirado, usar sempre em baixa concentração.

Frase que codifica o gerânio: “Sinto que não vou conseguir, não tenho coragem, me falta energia”.

Rosas: é um dos melhores óleos para tratar a depressão, esse óleo trabalha nosso chakra cardíaco, ajuda nos sentimentos de tristeza e apatia, principalmente na depressão causada por perda de entes queridos e na depressão pós-parto.

Frase que codifica a rosa: “Me sinto triste e angustiado, meu peito dói e não mereço nada nessa vida”.

Palmarosa: acalma a mente e nos ajuda a ser mais flexível, ajuda na criatividade mental. A palmarosa traz paz interior e sensação de leveza.

Frase que codifica a palmarosa: “Não encontro paz, nada está bom, me cobro demais, não consigo produzir nada”

Mandarina: ajuda a quem sofre de insônia nos quadros de depressão, acalma a mente, ajudando a ter uma noite de sono reparadora e também controla a irritabilidade.

Frase que codifica a mandarina: “Não relaxo e não consigo dormir, penso demais, tudo me irrita no dia a dia.”

Litsea Cubeba (May Chang): tem ação calmante, traz equilíbrio, ajuda em estados de angústia, depressão e irritação nervosa.

Frase que codifica a litsea cubeba: “Fico irritado o dia todo, preciso de mais energia e foco para minhas atividades diárias”

É um óleo muito forte, usar sempre em baixa concentração e com cuidado.

Observação: pela alta concentração de citral não pode ser usado por homens com problemas de próstata e por quem tem glaucoma.

A forma de uso deve ser sempre prescrita pelo aromaterapeuta, pois ele vai saber o que é melhor para cada um, geralmente colares aromáticos ou difusores pessoais, elétricos, ou ainda creme para uso externo na sola dos pés, como disse vai depender de cada caso e da aceitação do tratamento pelo cliente.

Uma questão muito importante, não é porque são naturais que não tem contra indicações, então para uso dos óleos é necessário sempre consultar um aromaterapeuta que é o  profissional qualificado para orientar você no uso correto e seguro dos óleos, nunca utilizar sem orientação, nunca passar puro sobre a pele e muito mesmo praticar a ingestão de óleos essenciais de forma indiscriminada.

Em caso de dúvidas sempre busque orientação e informação.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Solange Lima

Solange Lima

Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo. Saiba mais