Equipe Personare

Manual rápido de proteção solar

Tire suas dúvidas sobre o uso de protetor e curta os dias com saúde

Manual rápido de proteção solar

Para aproveitar os dias de sol sem prejudicar sua saúde, é importante reforçar os cuidados com a exposição solar. De acordo com a dermatologista Selma Cernea, a produção de melanina pelo corpo, responsável pelo efeito bronzeado, é uma forma de defesa do organismo contra as radiações solares. “Para deixar a pele livre dos efeitos do sol, o protetor solar ainda é o melhor aliado. Esse tipo de produto evita queimaduras, que pode gerar vermelhidão ou, em um nível mais grave, bolhas no corpo. Além disso, o protetor deixa a pele sem manchas, prolonga o bronzeado, retarda o envelhecimento e reduz as chances de câncer de pele”, explica Selma, que é coordenadora nacional da campanha contra o câncer de pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Existem dois tipos de radiação solar: a ultravioleta A (UVA) e B (UVB). A primeira penetra profundamente na pele e é a principal responsável pelo fotoenvelhecimento, ou seja, o envelhecimento causado pela exposição à radiação ultravioleta. “Nesse tipo de caso a pele pode ficar mais espessa, com rugas profundas e muitas manchas”, alerta a especialista. Já os raios UVB são os responsáveis pelas queimaduras solares e mudam de intensidade conforme a estação, especialmente no horário entre as 10h e 16h. “O UVB pode causar câncer de pele, principalmente nas áreas do corpo que ficam mais expostas ao sol”, esclarece.

No entanto, a luz solar também pode trazer uma série de benefícios, desde que a exposição seja feita de forma consciente. “O sol ajuda o organismo a absorver a vitamina D, que é indispensável para a formação e manutenção dos ossos, evitando seu enfraquecimento e doenças como a osteoporose, por exemplo. Para isso, trinta minutos de exposição diária é suficiente, em especial nos horários antes das 10h e depois das 16h”, avalia a dermatologista da clínica Brooklin, Kátia Luft.

Se você é fã de praia, também pode colher os benefícios dos dias quentes. Basta aplicar o protetor solar adequado ao seu tipo de pele, além de não esquecer de usar boné, chapéu e óculos escuros. “O protetor consegue filtrar os raios UVA e UVB. Na hora de comprar o produto, escolha o Fator Mínimo de Proteção (FPS) 30, independente de seu tom de pele”, aconselha Selma.

Como usar o protetor

Para saber a melhor forma de usar o protetor, fique atento a algumas dicas:

  • A quantidade ideal para uso de protetor nos membros inferiores, tórax e costas é de uma colher de chá para cada um. No caso do rosto, pescoço e braços, meia colher de chá é suficiente para cada.
  • O protetor solar deve ser aplicado a cada 2h ou todas as vezes que a pessoa sair da água. Além disso, quem transpira muito deve repassar o produto com mais frequência.

Dicas

  • Essa dica é para as mulheres: a maquiagem está liberada para acompanhar você à praia. Primeiro passe o filtro solar e depois aplique a base, o batom ou o pó facial de sua preferência.
  • Já quem tem manchas no rosto, deve tomar cuidado redobrado com a exposição ao sol. “A radiação pode acentuar o aspecto das marcas faciais. Além disso, a luz emitida pelas lâmpadas também pode ser prejudicial. A melhor solução para atenuar o efeito é não esquecer de passar o filtro solar nessa região”, alerta Selma Cernea.
  • Quem mora em países ensolarados, como o Brasil, deve usar filtro solar diariamente. Nesses casos, a pessoa pode aplicar o produto duas vezes ao dia, no rosto e nas regiões que ficarem expostas.
  • Não esqueça da hidratação. “Como o sol resseca a pele, é importante usar hidrantes diariamente para devolver o brilho e reduz a opacidade do corpo”, explica a dermatologista.
  • Depois disso, você estará pronto para o sol sem culpas e com a saúde em dia. Aproveite!
Olá, essa matéria foi útil para você?
Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais