Thaise Titon

Mães e a essência feminina

Aprenda uma interiorização para se conectar à sua energia feminina

Aprenda uma interiorização para se conectar à sua energia feminina

Mães e a essência feminina

A Terra está diretamente ligada à essência feminina e sabe-se que há um bom tempo a mulher está em busca do seu equilíbrio perfeito, que podemos chamar aqui “o sagrado feminino”. Por isso, faço questão de comemorar o mês fazendo esta analogia entre a Terra e as mães que a habitam. É preciso que cada mulher mãe passe a refletir sobre seu mundo interior, pensamentos, sentimentos e emoções e perceba o quanto estamos intimamente ligadas às manifestações emocionais da Terra.

Imagine a Terra sendo contemplada pela sua beleza natural, respeitada por ser a fonte de vida de todos os seres. A Terra está passando por uma transição, assim como todas nós, mães e mulheres temos passado, desde que iniciamos o resgate da nossa força e identidade nesta sociedade. De certa forma estamos carentes do respeito profundo de “nós mesmas”. Na minha concepção a essência feminina ficou esquecida e o carinho maternal também se tornou latente em vez de manifesto. Por isso, aproveito este mês especial para incitar as mamães a se conectarem com sua a essência feminina e deixar o amor materno se perpetuar na Terra e entre todos os seres.

Aqui está um passo-a-passo para uma interiorização:

  1. Abra seu coração para receber toda a celebração oferecida a você! Tire uns minutinhos para ficar em silêncio e contemplar a sua energia feminina. Tome um banho com mais consciência e observe a energia da água em contato com seu corpo. A água é o elemento que representa as emoções, então permita que ela purifique seu corpo, sentimentos e traga mais tranquilidade a mente.
  2. Após o banho coloque uma roupa confortável e descalça faça uma caminhada consciente, colocando toda a atenção na sola dos pés que tocam a Terra. Respire profundamente e procure observar como seus pés se conectam com o chão e como você reage à sensação de estar descalça.
  3. Em seguida você pode optar em se manter em pé ou sentar em uma postura confortável. Visualize o ar percorrendo todo o seu corpo. Imagine que em cada inspiração a energia da Terra sobe pela sola dos seus pés, até chegar à cabeça. Em cada expiração a energia desce do alto da cabeça passando pela coluna vertebral até os pés (repita 3 vezes). Captando e doando força, vitalidade e consciência.
  4. Permita que esta nova percepção tome conta do seu corpo, principalmente do seu ventre, coração e olhos.
  5. Observe seu corpo, sua forma de respirar e deixe que o movimento respiratório leve suas pernas e pés a entrar ainda mais em contato com o chão, até senti-los ancorados na Terra. Leve a atenção ao seu ventre, sinta a expansão e contração de acordo com cada respiração. Com as mãos no ventre agradeça a oportunidade de ter gerado seu(s) filhos(s) ou simplesmente de ser mulher. Desfrute da força do seu ventre e sintonize-se com a força do centro da Terra que nos liga a ela.
  6. Leve a consciência para o centro do peito e deixe a energia suave do amor cuidar do seu coração. Ao expirar imagine que a emana para o Universo. Mais uma vez pise firmemente na Terra e direcione a sua atenção no rosto e no alto da cabeça, permitindo que a força do seu ventre e amor maternal se transforme em sabedoria divina e que desperte a consciência de que a Terra é a Grande Mãe. Permita que através de você ela pulse nesta mesma vibração de amor maternal.

Namastê!

Olá, essa matéria foi útil para você?
Thaise Titon

Thaise Titon

Psicóloga, com especialização em Psicologia Corporal – Análise Bioenergética e em Biopsicologia. Atua como professora de Yoga no Rio de Janeiro. Saiba mais