Kombucha: o que é e como fazer

Kombucha protege e trata o intestino de doenças ao colonizar o órgão com bactérias do bem e ainda fortalece a imunidade

Kombucha: o que é e como fazer

De sabor marcante e levemente gaseificado, que lembra uma cidra, a kombucha é uma bebida fermentada por uma comunidade de microorganismos a partir de chá verde ou preto com açúcar.

A cultura dos microorganismos se chama scoby ou cultura Mãe, tem formato de um disco e fica sob a superfície do líquido durante o processo de fermentação.

Assim como o kefir, a kombucha é uma bebida que fortalece a imunidade porque ajuda a colonizar o intestino com bactérias do bem, tratando doenças relacionadas a esse órgão e protegendo a importante barreira de absorção do meio externo para o meio interno do corpo.

A indústria farmacêutica e a FDA (Food and Drug Administration) ressalta sobre a importância dos cuidados com a higiene no preparo da bebida em casa.

De fato, como qualquer preparação caseira, a limpeza do ambiente deve ser atenciosa, evitando contaminações cruzadas e crescimento microbiológico exacerbado.

Afinal, o que é kombucha?

Quando os microorganismos fermentam o açúcar do chá, liberam gases e álcool em pequenas quantidades e o produto dessa fermentação é o que chamamos de kombucha!

A bebida ganhou muita atenção nos últimos tempos devido ao foco da saúde intestinal e modulação da imunidade. A kombucha traz inúmeros benefícios para o intestino, aumentando a comunidade de bactérias que vivem ali e fortalecendo a proteção da barreira absortiva da mucosa.

As bactérias vivem em simbiose com nosso organismo, produzindo vitaminas importantes, como a vitamina K, essencial para a coagulação e fixação de cálcio nos ossos.

Assim como o kefir, a kombucha é uma bebida que fortalece a imunidade porque ajuda a colonizar o intestino com bactérias do bem, tratando doenças relacionadas a esse órgão e protegendo a importante barreira de absorção do meio externo para o meio interno do corpo.

Cultivada a milênios, a kombucha tem linhagem histórica que manteve essa técnica acesa através das gerações.

A prática do kombucha é ancestral e acredita-se que tenha iniciado na China, com o intuito de explorar o potencial medicinal. Hoje em dia, é vendido nos mercados como uma opção saborosa e alternativa aos refrigerantes convencionais.

Para produzir em casa, é preciso receber uma doação da cultura – que pode ocorrer através de comunidades online ou de conhecidos, ter todos os cuidados com a higiene doméstica e organização para não se perder ao longo do processo.

Como a kombucha é composta de organismos vivos, é interessante colocar uma intenção nela quando for prepará-la e cuidar com o máximo de carinho.

Como preparar kombucha

Para fazer um litro de kombucha, você vai precisar de chá preto, açúcar mascavo e, principalmente, um scoby. Essa cultura viva, de aspecto gelatinoso, se “alimenta” do açúcar e dá origem à bebida – e ao sabor doce, ácido e gaseificado. Veja a receita de kombucha:

  • 2 colheres de sopa bem cheias de chá preto
  • 2 colher de sopa de açúcar mascavo
  • Em uma panela, esquente 1 litro de água até quase o ponto de fervura.
  • Desligue o fogo e adicione o chá e o açúcar. Misture para dissolver.

Tampe e deixe esfriar. Quando esfriar, adicione a mãe kombucha (o scoby) em um recipiente que não pode ser vedado, mas que pode ser protegido por um pano.

Deixe fermentar no escuro, em local arejado, por mais ou menos uma semana, no inverno. Lá pelo quarto dia você já pode provar. O ideal é que esteja um pouco doce e um pouco azedinha!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Personare (@personareoficial) em

Kombucha pega gás na segunda fermentação

Depois disso, começa a segunda fermentação, que é quando a bebida vai pegar gás. Esse segundo passo é opcional, mas dá um toque especial à bebida.

Retire 80% do kombucha. 20% você pode reservar para misturar a sua próxima bebida. O restante, a maior parte do líquido, você deve coar e envasar.

Nesse momento, você pode misturar ervas, frutas e sucos que quiser, dando novo sabor à sua bebida. Deixe fora da geladeira, agora em um recipiente bem vedado, por dois ou três dias. É nesse momento que a bebida vai acumular gás!

Experimente e aproveite!

Benefícios da Kombucha e como tomar

Não existe uma dosagem recomendada ou limite estipulado de como e quanto tomar kombucha.

É interessante que você avalie individualmente como o seu corpo se comporta e seu intestino vai funcionar, evitando desequilíbrios por conta de ingestão excessiva.

Se você tem um ritmo saudável de hábitos, com uma evacuação por dia, sem desconfortos, sintomas ou histórico de doença, 300 ml de kombucha por dia te ajudará na manutenção.

Os horários mais adequados são na parte da manhã ou cedo da tarde, pois os chás utilizados têm compostos termogênicos que podem gerar insônia.

Kombucha emagrece

O Kombuchá pode te auxiliar no processo de emagrecimento! Os chás utilizados para preparar a kombucha são antioxidantes, diuréticos e estimulam a circulação sanguínea e, por isso, proporcionam desinchaço e, como consequência, podem ajudar a reduzir as medidas do corpo.

O efeito termogênico da kombucha gera ânimo, estimula na intensidade das atividades físicas e, também como consequência, ajuda a reduzir o tecido gorduroso.

Por regularizar o trânsito intestinal e estimular a evacuação, a kombucha também gera desinchaço e redução do peso corporal.

Todos os benefícios listados do kombuchá trazem sensação de bem estar, plenitude e, a longo prazo, a bebida atua como um coadjuvante do processo de reeducação alimentar. Experimente!

Kombucha contra a gripe

Adicionar duas colheres de sopa de cúrcuma, gengibre ou alho ralado e pimenta do reino em pó pode ajudar a tonificar a bebida, trazendo propriedades anti-inflamatórias à sua bebida.

Além disso, os ingredientes extras ainda tornam sua kombucha um ótimo remédio contra gripe.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Catarina Goldani

Catarina Goldani

Nutricionista vegetariana especializada em Fitoterapia Clínica pela UFRJ e educadora de Alimentação Viva pelo projeto Terrapia na Fiocruz. Saiba mais

Vida Liberta

Vida Liberta

O movimento Vida Liberta foi criado pelos irmãos Gustavo Goldani e Catarina Goldani. Eles buscam unir a prática da alimentação saudável, a consciência ecológica, a consciência corporal e o autoconhecimento, para abrir portas dentro do nosso Ser. Saiba mais