Ligia Dias Andrade
Por Ligia Dias AndradeLeia em 3 min.17/05/2019 

Formas de estimular a inteligência durante o sono

Especialista em medicina do sono e mestre em neurociências, dá dicas para aumentar desempenho intelectual.

“Dormir é para os fracos”. Muitas pessoas já devem ter ouvido essa frase alguma vez na vida. Mas, de acordo com dr. Pablo Vinicius, médico, especialista em psiquiatria, em medicina do sono e mestre em neurociências, esse conceito é totalmente equivocado. Há dez anos, ele dedica-se ao estudo da inteligência humana, desenvolvendo o Programa de Alto Rendimento Cognitivo – PARC. Um método capaz de otimizar o aprendizado e o desempenho intelectual, de estimular a inteligência durante o sono.

“Isso é desconhecimento científico. Para uma pessoa que precisa de sua inteligência, dormir pouco significa menos inteligência. Há também inúmeros descuidos que prejudicam a qualidade do sono, que reduzem as suas fases importantes.

Uma noite mal dormida pode reduzir em 30% o seu rendimento cognitivo no dia seguinte.

A memória e a sua formação acontecem nas fases profundas do sono. Algumas pessoas não têm essa fase, então vão se esforçar durante o dia, mas não vão ter o registro dessas informações à noite. Por isso que um estudo da qualidade do sono é fundamental”, explica Pablo Vinicius.

Sono para estimular a inteligência

Afinal, como o sono interfere em sua inteligência? Muito! Ou melhor: metade – ou até mais – de sua inteligência está relacionada ao sono. Pablo Vinicius destaca ainda que três aspectos do sono são fundamentais: a quantidade, a qualidade e a cronotipo.

“A quantidade do sono é você dormir o tempo certo para que tenha a reparação do seu cérebro e a restauração de seu organismo. Hoje, vivemos uma epidemia no mundo chamada de privação do sono. As pessoas estão dormindo menos do que necessitam. Já o cronotipo é um conceito revolucionário, significa que seu cérebro tem horários melhores de funcionamento – é individual”

O segredo do desempenho cognitivo

As pessoas podem ter o cronotipo matutino, vespertino ou intermediário. O grande segredo do desempenho cognitivo é concentrar as suas atividades intelectuais nos seus melhores horários de performance. Isso significa que, com menos esforço, você vai ter mais resultado.

“Por exemplo, se você pegar alguém noturno e o colocar para acordar às 5h30 é disfuncional. Ele biologicamente não está determinado para funcionar de manhã.

O seu cronotipo pode ser diferente do seu irmão, por exemplo”, atenta Vinicius, dizendo ainda que inteligência é simplesmente a capacidade que você tem em atingir a sua meta, ou seja, um conjunto de ferramentas para levá-lo ao sucesso.

  • Cronotipo matutino: horário de sono entre as 22h e 6h da manhã. São pessoas mais ativas na parte da manhã.
  • Cronotipo vespertino: horário de sono entre as 3h e 11h da manhã. São pessoas que rendem mais à noite.
  • Cronotipo intermediário: horário de sono entre meia-noite e 8h da manhã.

O neurocientista fala com conhecimento de causa. A cada descoberta Programa de Alto Rendimento Cognitivo, ele colocava em prática. Resultado? Viu a sua qualidade de vida mudar radicalmente.

“Foi simplesmente uma revolução. Uma das coisas que mais mudou foi a questão do sono e da dieta. Costumava me achar noturno, tinha dificuldade em acordar cedo. Cerca de 10 dias depois que comecei a mudança de hábitos, despertei às 7h da manhã – até estranhei. Passei acordar nesse horário todos os dias, cheio de energia. Foi como se clareasse tudo na minha mente, vi que o programa realmente funciona. De lá para cá, ajudou inúmeras pessoas a melhorar o seu desempenho.”

Dr. Pablo Vinicius é médico, formado pela Universidade Federal de Uberlândia. Possui os títulos de especialista em Psiquiatria e em Medicina do Sono. Mestre em Neurociências pela Universidade de Brasília, com experiência internacional na Universidade de Columbia – NY – EUA, onde realizou fellow em Modulação Cerebral. Além de escritor e palestrante, é professor e coordenador da cadeira de Saúde Mental, do curso de medicina, do Centro Universitário do Planalto Central. Há mais de 10 anos, dedica-se ao estudo da inteligência humana, e, como fruto dessa dedicação, desenvolveu o Programa de Alto Rendimento Cognitivo – PARC. Um método capaz de otimizar o aprendizado e o desempenho intelectual.

 

Ligia Dias Andrade

Ligia Dias Andrade

Lifecoach e Terapeuta Holística (Barras de Access, Thetahealing, Facelift e Reiki). Estudante de Astrologia e Constelação Familiar.