Denise Gurgel

Dicas para o bebê dormir melhor

4 orientações auxiliam pais na tarefa de colocar os pequenos na cama

Dicas para o bebê dormir melhor

“Dormir nos braços de Morfeu”, como se diz popularmente, com certeza é o desejo de muitos pais de primeira, segunda e várias viagens! E para essas pessoas isso significa ter um bebê que dorme uma noite inteira. Como uma consultora de sono prestes a terminar sua formação, posso afirmar que esse é o desejo que mais escuto dos pais.

é preciso entender melhor como funciona o sono dos bebês e crianças para diminuir as expectativas e torná-las reais

Nas crianças, a privação do sono prejudica o desenvolvimento dos pequenos, pois quando estamos dormindo nosso cérebro continua trabalhando, preparando-nos para o dia seguinte. A falta de sono também não é fácil para os pais que não conseguem repor a energia gasta ao cuidar dos pequenos. Porém, é preciso entender melhor como funciona o sono dos bebês e crianças para diminuir as expectativas e torná-las reais.

De fato um recém-nascido, se comparado a nós, pode parecer dormir muito, por volta de 16 a 18 horas por dia. Já nós, adultos, dormimos em média cerca de 8 horas por dia – pelo menos a maioria das pessoas. A grande questão é que o sono do bebê é irregular, pois o seu ritmo biológico não é circadiano como o do adulto, ou seja, que reconhece o dia e a noite. E nós podemos ajudar o bebê nesse processo de maturação. Veja abaixo algumas dicas.

Bebês devem aprender diferença entre o dia e a noite

Quando o bebê estiver acordado durante o dia, exponha-o à luminosidade. Dê uma voltinha na varanda de casa ou no quintal, para que aos poucos o seu organismo possa entender a diferença de luz entre o dia e a noite. Esse simples ato já ajudará nesse ajuste e evitará que os pequenos troquem o dia pela noite.

Outra questão importante são as horas de sono. Muitos pais acham que se o pequeno dormir durante o dia, o sono da noite será ruim. Mas isso não é verdade. Nesse caso, vale a máxima de quanto mais, melhor. Sim, quanto mais tranquilidade e bem-estar o bebê e as crianças em geral tiverem, mais hormônios ligados a este estado de espírito eles liberarão, como a melatonina – hormônio do sono que nos faz dormir. Claro que cada faixa etária possui a sua média total de horas de sono e para saber se o seu pequeno está atingindo esta marca, observe o seu comportamento.

Respeite as sonecas diurnas do bebê

Nas sonecas diurnas, por exemplo, o bebê tende a entrar mais num tipo de sono conhecido como REM, que é extremamente importante, por ser o sono mais profundo, aquele em que mais acontecem liberações hormonais fundamentais para o bom funcionamento orgânico e o desenvolvimento do bebê.

Por isso, fique atento aos sinais de sono dos pequenos. Sim, as crianças nos avisam quando estão cansadas. Ao observar a mínima reação de sono, comece a rotina da soneca. Não sabe reconhecer esses sinais? Aprenda alguns: bocejo, agitação corporal, falta de coordenação nos movimentos, esfregar ou ficar com os olhos paralisados, mexer nas orelhas, esconder o rosto, perda de interesse pelos brinquedos.

Mas lembre-se: muitas vezes esperamos que os pequenos deem muitos sinais de sono. Não é preciso somar: coçar os olhos + olhar parado + irritação. Ao observar uma única reação do sono de imediato, retire os estímulos do ambiente e inicie a rotina da soneca. Se não percebermos os sinais de sono e a criança pular a hora de dormir, a irritação tomará conta do seu corpinho e ela terá ainda mais dificuldade para descansar.

Crie uma rotina para o sono da criança

Para que o sono se organize, é preciso que a família tenha uma rotina. A organização das atividades com o bebê oferece uma segurança ímpar para os pequenos e permite que eles saibam o que vai acontecer. Isso aciona um sistema interno que os deixa seguros e, com isso, não ficarão perdidos e saberão exatamente qual resposta dar em cada momento. Sendo assim, organize para sua criança um horário para tomar sol, fazer brincadeiras com o corpo, passear, tomar banho e dormir.

organize para sua criança um horário para tomar sol, fazer brincadeiras com o corpo, passear, tomar banho e dormir

Já reparou que os adultos possuem hábitos antes de dormir? Eu, por exemplo, costumo tomar banho e ler na cama por alguns minutos. Essa é a minha rotina do sono. Você já pensou qual é a sua? Sendo assim, se tiver um bebê, comece já no início da noite a desligar a TV para que a luminosidade não atrapalhe a liberação do hormônio do sono e diminua a agitação do pequeno. Você poderá fazer uma massagem, como a Shantala, por exemplo. Finalize com o banho e depois cama. Esse, por exemplo, já pode ser um ritual do sono. Se o seu filhote for maior, você poderá incluir nesse ritual a leitura de um livro antes de dormir.

Siga as orientações

Algumas dicas simples podem tornar a hora de dormir mais fácil e prazerosa para toda a família. Digo para você que funciona e termino este artigo com a última orientação: insista em todas as dicas e experimente colocá-las em prática todos os dias.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Denise Gurgel

Denise Gurgel

Fisioterapeuta materno infantil, especialista em Shantala, consultora do sono e de desenvolvimento motor dos pequenos. Atende em São Paulo e no Rio de Janeiro. Saiba mais