Pesquisar
Loading...

Tudo sobre Mesa Radiônica e Psiônica

Entenda o que são Mesas Radiônicas e Psiônicas, para que servem e como funciona a terapia com elas

Cada vez mais populares, as Mesas Radiônicas são ferramentas para conexão com frequências além do físico, visando a reprogramação energética de pessoas e ambientes. Preparamos um guia com tudo sobre Mesa Radiônica e Psiônica.

As Mesas Radiônicas surgiram há aproximadamente 30 anos no Brasil, e hoje podemos encontrar diferentes modelos, com as mais variadas configurações e usos. Mais recentemente, o termo Mesa Radiônica vem sendo substituído pelo termo Mesa Psiônica.

Neste artigo, falaremos sobre o que são Mesas Radiônicas e Psiônicas, para que servem e como funciona a terapia com elas.

O que é Radiestesia, Radiônica e Psiônica

Radiestesia e Radiônica são duas técnicas com nomes parecidos e objetivos também semelhantes, por isso são frequentemente confundidas. Mas há diferenças importantes que devem ser compreendidas.

O que é Radiestesia

O termo Radiestesia significa “sensibilidade às radiações”. Essa ciência se origina de uma prática com longa tradição na Europa, que consiste no uso de ferramentas como pêndulos, varetas duplas (dual rod) ou forquilhas, entre outros instrumentos, para identificar elementos de desequilíbrio provenientes do subsolo.

A Radiestesia era utilizada por povos antigos na tarefa de encontrar o ponto mais abundante de água subterrânea para cavar um poço.

Atualmente, a Radiestesia é muito utilizada em processos terapêuticos, tanto para diagnóstico energético por meio de tabelas para pesquisa, quanto para tratamento por meio de gráficos emissores de frequências e preparação de remédios vibracionais.

O que é Radiônica

Desenvolvida concomitantemente à Radiestesia contemporânea, a Radiônica consiste no uso de aparelhos eletroeletrônicos ou mecânicos para facilitar a sintonização e potencializar a emissão de frequências.

É um equívoco o conceito amplamente difundido de que a Radiestesia serve para medição e a Radiônica para emissão. Ambos os sistemas são dotados de recursos para diagnóstico e tratamento, e podem ser usados de forma independente um do outro.

O que é Psiônica

Usado inicialmente no campo da parapsicologia, Psiônica é um termo que abrange uma ampla gama de fenômenos derivados do uso do poder mental para emissão de frequências e obtenção de efeitos físicos ou além do físico.

As Mesas Radiônicas foram concebidas no Brasil unindo conceitos dessas três áreas de conhecimento: Radiestesia, Radiônica e Psiônica.

O que são Mesas Radiônicas e Psiônicas?

Mesas Radiônicas ou Psiônicas
Foto: Aline Mendes

Mesas Radiônicas ou Psiônicas funcionam como um mapa visual e energético, direcionando o foco mental do terapeuta para as frequências necessárias à harmonização do cliente.

Comandos verbais são usados para ativar e direcionar estas informações para o campo energético do cliente ou do imóvel que está sendo tratado.

Embora seja chamada de mesa, essa ferramenta é, na verdade, uma prancha composta por várias formas geométricas e símbolos.

Podemos encontrar mesas radiônicas impressas em plástico rígido (pvc), flexível (tipo banner) ou mesmo em papel plastificado. O uso desses materiais serve para trazer mais durabilidade ao instrumento, não acrescentando efeito terapêutico à Mesa Radiônica.

Como funciona a Mesa Radiônica

Cada elemento visual que compõe uma Mesa Radiônica afeta sua sintonia vibratória e as emissões promovidas por ela. Diferentes combinações de cores, formas, símbolos e palavras geram diferentes campos vibratórios associados a uma determinada Mesa Radiônica.

Foto: Aline Mendes

A maioria das Mesas Radiônicas é usada com o auxílio de um pêndulo (na imagem ao lado), que tem a função de apontar as ferramentas de reprogramação mais adequadas em cada momento da sessão.

O pêndulo também é usado na Mesa Radiônica para pesquisar frequências e desequilíbrios que deverão ser harmonizados.

Caso sejam utilizados pêndulos emissores – como o modelo egípcio ou thoth -, o giro do pêndulo sobre a Mesa Radiônica aumentará o potencial de emissão das frequências selecionadas.

Qual a diferença entre Mesa Radiônica e Mesa Psiônica?

Embora o termo Mesa Radiônica seja bastante popular entre terapeutas e o público, ele não reflete adequadamente o funcionamento e os princípios dessa ferramenta facilitadora da reprogramação energética de pessoas e ambientes.

As Mesas Radiônicas não contam com máquinas ou aparelhos eletrônicos para sintonização ou emissão de frequências, por isso não podem ser corretamente chamadas de Radiônicas.

Nessa terapia, a sintonização e a emissão dependem essencialmente do poder mental do terapeuta, sendo por isso mais adequadamente chamada de Mesa Psiônica.

A substituição do termo Radiônica por Psiônica para se referir às Mesas foi proposta por mim, Aline Mendes, no final do ano de 2019 e imediatamente adotada por Régia Prado, uma das precursoras no uso de Mesas Radiônicas no Brasil e que já usava a palavra “psiônico” em seus cursos e palestras.

Desde então, algumas pessoas passaram a acreditar que se tratava de uma nova ferramenta ou nova técnica, e criaram explicações para supostas diferenças entre Mesas Radiônicas e Mesas Psiônicas.

É importante ressaltar que a alteração afetou somente o nome da ferramenta, e não sua concepção ou forma de uso, que sempre foi primordialmente psiônica. Se alguém afirmar que há diferença entre Mesas Radiônicas e Mesas Psiônicas, essa pessoa está mal informada. Fica a dica!

Como funciona uma Mesa Radiônica

A Mesa Radiônica ou Psiônica atua basicamente como um acelerador e dinamizador de mudanças na vida do cliente ou em seu ambiente. Ela não promove milagres nem isenta o cliente de agir para alcançar o que deseja e de responsabilizar-se pelos acontecimentos em sua vida.

O que a Mesa Radiônica faz é auxiliar a desprogramar memórias, crenças e frequências estagnadas que trazem dificuldades à vida do cliente e o impedem de alcançar o que deseja. Veja aqui como a Mesa Radiônica desprograma memórias e energias negativas.

Além disso, a Mesa Radiônica, através de seus comandos, reprograma as frequências do campo sutil, para que estejam alinhadas aos objetivos do cliente.

Enquanto a Radiestesia e a Radiônica tradicionais atuam no nível energético mais vinculado ao físico, as Mesas Psiônicas acrescentam ao trabalho a interação com egrégoras (seres além do físico) e o acesso à consciência em outras dimensões frequenciais.

Essa forma de interação com os campos sutis não possui, no entanto, qualquer conotação ou vínculo religioso.

Veja no vídeo a seguir como funciona uma sessão de Reprogramação Energética de Ambientes:

Quais são efeitos da Mesa Radiônica

Alguns efeitos do tratamento com a Mesa Radiônica ou Psiônica podem parecer milagres, como a recuperação de um grave problema de saúde, por exemplo.

Mas esse tipo de cura ocorre porque o realinhamento frequencial promovido pela Mesa Radiônica permitiu ao cliente remover bloqueios psíquicos e padrões vibratórios que o mantinham sintonizado à frequência da doença.

Trata-se de um facilitador para a autocura, e não de uma força física ou espiritual atuando de fora para dentro da pessoa.

Ao passar por uma sessão de reprogramação energética com a Mesa Radiônica, você pode experimentar mais facilidade e fluidez no processo de tomada de decisões, e suas ações geram resultados mais rápidos e intensos.

O ambiente ao seu redor e as pessoas com as quais você convive podem parecer diferentes, mas isso simplesmente reflete a sua vibração que mudou, afetando sua interação com o exterior.

Questões travadas podem ser resolvidas rapidamente, ao serem removidos os padrões estagnados que as alimentavam na sua realidade.

Para que serve a Mesa Radiônica em questões pessoais

Quando usada para pessoas, a Mesa Radiônica promove liberação de memórias pessoais, ancestrais, crenças, programações, e através dessa desprogramação, também ocorrem limpezas energéticas e como consequência mudanças até no corpo físico.

Aqui no Personare, você pode fazer consulta à distância para limpar medos com uso de Radiestesia e a Radiônica, combinadas a outras técnicas holísticas.

O ideal é que se realize a sessão de Mesa Radiônica com um objetivo específico em mente. Caso alguém resolva trabalhar em uma mesma sessão sobre aspectos financeiros, afetivos, profissionais, familiares e de saúde, por exemplo, o efeito será genérico e talvez não muito perceptível.

Já quando se opta por trabalhar sobre uma questão específica, o resultado é mais intenso e rápido naquela área.

Se você tem várias questões que precisam ser trabalhadas em sua vida, comece por aquela que mais te incomoda e aguarde algumas semanas, enquanto observa os resultados.

Em geral, a mudança em um aspecto da vida reverbera em outros campos relacionados. Após esse tempo de maturação, escolha o tema para uma nova sessão. Em geral, o próprio terapeuta define o tempo entre sessões, com o auxílio do pêndulo.

Para que serve a Mesa Radiônica em ambientes

Quando aplicada à reprogramação energética de ambientes, a Mesa Radiônica ajuda a limpar memórias de antigos moradores, remover padrões nocivos impregnados nos ambientes, e até mesmo limpar nossas próprias programações, quando não mais se alinham a nosso momento de vida.

Foto: Aline Mendes

Com a Mesa Radiônica também são implantadas novas frequências, que visam transformar o ambiente de sabotador em impulsionador dos bons aspectos da vida de seus ocupantes.

É sempre útil realizar uma reprogramação energética quando você se muda para um novo imóvel, seja ele alugado ou comprado, e mesmo que você seja o primeiro morador de um imóvel recém-construído.

Uma casa ou prédio pode guardar memórias das pessoas que trabalharam em sua construção e fatos ocorridos no local, bem como memórias do terreno sobre o qual o imóvel foi construído.

Também é interessante realizar uma sessão com a Mesa Radiônica para o ambiente quando algum dos moradores se muda, nasce ou morre, para alinhar o ambiente à nova configuração familiar.

A reprogramação energética de ambientes em empresas pode melhorar o relacionamento entre os membros da equipe e com os clientes, e também reduzir as questões de saúde entre os funcionários. Sem mencionar os possíveis efeitos benéficos sobre o lucro e sucesso da empresa.

Envio de energia ou de informação?

O trabalho com a Mesa Psiônica não implica em envio direto de energia ou fluidos, como no Reiki ou num trabalho de bioenergética. A atuação da reprogramação energética é puramente frequencial, seguindo o conceito dos campos informacionais da física contemporânea.

O foco mental do terapeuta e seu potencial psiônico enviam ao cliente ou ao ambiente, por intermédio de sua consciência superior, a informação da frequência específica que deve ser ativada no campo vibratório do receptor.

O campo vibratório do cliente ou do ambiente então, ao receber aquela informação, a utiliza para modular a frequência de sua própria energia. Por essa razão, não há necessidade de contato físico nesse tipo de terapia.

Atuação presencial ou à distância

As reprogramações energéticas feitas com uma Mesa Radiônica podem ser realizadas presencialmente ou à distância, sem que isso afete o resultado.

No caso de sessões para pessoas, elas podem ser realizadas pelo terapeuta em seu consultório, na presença ou não do cliente.

A sessão à distância pode ser realizada online, com cliente e terapeuta em uma videochamada, por exemplo, ou a sessão pode ser gravada pelo terapeuta e enviada posteriormente ao cliente.

No caso de reprogramações energéticas para ambientes, a prática demonstrou ser mais eficaz a realização do trabalho à distância.

Isso porque ao realizar a sessão estando em seu próprio ambiente, previamente organizado e programado energeticamente, o terapeuta alcança um melhor potencial psiônico do que estando em um ambiente carregado de memórias e vibrações dissonantes.

Nesse caso, como no anterior, a sessão à distância com a Mesa Psiônica pode ser realizada ao vivo ou de modo assíncrono.

O que ocorre depois da sessão com a Mesa Psiônica

Tanto em pessoas quanto em ambientes, podem ser indicadas ações complementares após a sessão. Esses complementos podem incluir, por exemplo, o uso de cristais, mantras ou mesmo outras terapias, como acupuntura para pessoas e feng shui para os ambientes.

Estas medidas visam ancorar as novas vibrações, tornando-as mais duradouras e eficazes, evitando dispersões e recaídas.

Como escolher uma Mesa Radiônica e um terapeuta

Sabendo que a base do trabalho com a Mesa Radiônica reside no potencial psiônico do terapeuta, percebemos a importância de selecionar um bom profissional.

Avalie a formação do terapeuta, pesquise quem foram seus professores. Observe se suas explicações são claras, de fácil compreensão e livres de mistificações ou conceitos religiosos. Para trabalhar com uma Mesa Psiônica, é preciso ter a mente lúcida e focada.

Se você não consegue compreender bem as explicações de um profissional antes do atendimento, grandes são as chances de que você também não compreenda o processo e os efeitos do trabalho posteriormente.

A sintonia vibratória também representa um papel importante no trabalho com a Mesa Radiônica. Talvez a terapeuta que sua amiga adorou não tenha sintonia vibratória com você.

Avalie como você se sente ao encontrar ou falar com o profissional escolhido. Não se sinta errado ou incomodado caso perceba não se afinizar com um terapeuta de Mesa Radiônica. Procure conversar com outros profissionais e compare as impressões antes de escolher.

As Mesas Radiônicas são ferramentas poderosas e, como tal, exigem responsabilidade e comprometimento do terapeuta com o bem estar de seus clientes.

Cuidado com aqueles que prometem milagres ou afirmam que a Mesa Radiônica é capaz de resolver qualquer tipo de problema sozinha. Muitas vezes, são necessárias técnicas complementares combinadas, para alcançar as mudanças desejadas.

Com a popularização das Mesas Radiônicas, observamos o fenômeno, comum a outras terapias “da moda”, de surgimento de profissionais sem o preparo adequado.

Não basta unir vários símbolos ou formas geométricas em uma prancha para que automaticamente seja criada uma Mesa Radiônica, nem que se estruture uma egrégora de apoio àquele trabalho.

Se o terapeuta com quem você está em contato criou a própria Mesa Radiônica com a qual trabalha, é importante pesquisar qual a sua formação e experiência na área. É desejável ter um conhecimento sólido de Radiestesia e do uso de gráficos e ondas de forma, antes de criar uma Mesa Radiônica.

Se o terapeuta usa uma Mesa Radiônica criada por outra pessoa, busque conhecer o trabalho do criador daquela ferramenta.

Estes alertas não tem a intenção de assustá-lo, e sim de prepará-lo para selecionar, da melhor maneira possível, o terapeuta para realizar o trabalho com esta fantástica ferramenta que é a Mesa Psiônica.

Respeite sempre suas sensações e, quando encontrar um terapeuta com quem sentir sintonia, entregue-se ao processo com leveza e confiança nos bons resultados!

Quer saber mais sobre o tema?

Se você se interessou e quer estudar o tema, inscreva-se aqui no meu curso online de Reprogramação Energética de Ambientes Pessoas com o Portal Psiônico Cristalino, o modelo de Mesa Radiônica que criei em 2016.

Além disso, tenho uma playlist no meu canal do YouTube só sobre Mesa Radiônica, acesse aqui.

Aline Mendes

Aline Mendes

É arquiteta e consultora de Feng Shui e Geobiologia, autora do livro "Feng Shui - Terapia de Ambientes" e representante oficial do Feng Shui Research Center no Brasil.

Saiba mais sobre mim