Pesquisar
Loading...

O amor explícito no Tarot Smith Waite

Todo e qualquer baralho de Tarot é perfeito para interpretar questões de cunho amoroso. Sabemos que tudo depende de um bom profissional para a leitura das cartas. No entanto, se comparado com outros decks, o Tarot Smith Waite nos traz sensações mais próximas ao clima romântico dos encontros apaixonados.

Neste texto, você saberá mais sobre Pamela Colman-Smith, responsável por transformar as cartas de tarot em obras de arte através da ilustração. Além disso, irá conhecer uma campanha de financiamento coletivo que busca divulgar a história dessa mulher que é uma inspiração para artistas, feministas e místicas.

A artista que ilustrou o Tarot Smith Waite

Ninguém ilustrou tão bem as artes de Eros no Tarot quanto Miss Pamela Colman-Smith (1878-1951), no começo do século XX. Ambientada na Inglaterra, Pamela foi influenciada pelo teatro shakespeariano, pelo movimento Art Nouveau, pela linguagem das flores, pelos contos de fadas e mitos celtas.

A artista trouxe às suas imagens uma aura indubitavelmente romântica, no sentido amplo do termo. A delicadeza das suas aquarelas, desenho e composição, convivem com a originalidade estilística de suas imagens.

Não é à toa que o baralho de Tarot Smith Waite inaugura uma tradição: é o mais famoso e copiado de todos os tempos.

O Tarot de Pamela Smith é perfeito quando se trata de traçar um enredo. Podemos olhar cada cena como quadros fixos de uma história em quadrinhos. Cabe ao cartomante armar o roteiro e traduzir em linguagem verbal a linguagem gráfica. 

Mas, ao contrário de um quadrinho isolado de uma HQ, as imagens arquetípicas se renovam infinitamente a cada momento em que são vistas e que entram em contato com as outras cartas, com a disposição do consulente e também do intérprete.

Tarot: Olhe para o futuro e mude

Tarot Smith Waite e as cartas de amor

Dentre os Arcanos Maiores, a carta intitulada Os Amantes é a mais explícita das cartas de amor. Em um primeiro plano de interpretação, ela tira a ambiguidade herdada pela tradição francesa. 

Nela, vemos um dia ensolarado e sob o sol paira um anjo que protege duas pessoas nuas, homem e mulher. Entre eles, ao longe, desponta um vulcão. 

Se observarmos que atrás da mulher há uma serpente enrolada numa árvore e atrás do homem está a Árvore da Vida, podemos concluir que a cena retrata Adão e Eva no Paraíso – o casal inicial.

Cartas de amor nos Arcanos Menores

Nos Arcanos Menores, o naipe de Copas responde ao plano emocional, aos estados “aquáticos” da alma. Dentre elas, o Ás de Copas trata da síntese e também da gênese do sentimento amoroso num estado ainda indiferenciado, a fonte de onde jorra todo o Amor. No baralho de Pamela, vemos a taça que contém a magia das futuras transformações e que pode ser associada ao Graal dos mitos arturianos.

O Dois de Copas é a personificação do romance, o sentimento amoroso compartilhado por duas pessoas que se desejam. Seu título é “Amor” e traz à memória a história de Romeu e Julieta. No fundo da carta de Tarot Smith Waite se vê uma pequena casinha.

Já o Três de Copas fala daquilo que é gerado através do encontro de amor. Envolve um terceiro elemento. Trata dos nascimentos e das alegrias compartilhadas – e do brinde que os celebram.

No entanto, também pode ser um indício de um triângulo, dependendo do contexto. Triângulo amoroso que pode se mostrar muito doloroso, como é visto no Três de Espadas.

O Dez de Copas mostra um casal e duas crianças brincando alegres. Corre um rio ao lado da mesma pequena casa que vemos no Dois de Copas.  Um arco-íris formado por taças enfeita o céu. A carta transborda felicidade.

O Cinco de Copas trata de uma decepção. O Seis, de um possível reencontro. Já o Sete, da imaginação romântica e de fantasias. O Oito, do abandono ou de questões que parecem muito importantes agora, mas que logo cairão no esquecimento.

Esteja disponível para encontrar um amor

Um novo baralho de Tarot

Mountain Lovers (1902).

Para celebrar o Tarot Smith Waite e a incrível artista que lhe deu vida, a editora independente Oficina Palimpsestus criou uma campanha para financiar a edição de dois livros e um novo baralho.

O primeiro livro é a biografia de Pamela Colman-Smith e sua vida de artista no cenário instigante da virada dos séculos XIX e XX na Inglaterra. O segundo reúne a sua obra e também ensaios produzidos por autores brasileiros e estrangeiros especialmente para essa edição. 

Para coroar o projeto, será realizada a publicação de um novo baralho de Tarot baseado na obra de Pamela, produzido pelas artistas Elisa Riemer e Paula Mariá, autoras do Tarot feminista Nosotras.

Você pode conhecer mais sobre o projeto, que está belíssimo, na página da campanha no Catarse (catarse.me/pamela). Já antecipo que as recompensas oferecidas são tentadoras! Se você é um entusiasta do Tarot e sua história, não perca a oportunidade de participar dessa iniciativa.

Você conhece o Tarot Direto do Personare?

Tarot e Romance! Não à toa falei sobre cartas de amor neste texto. Oráculos e questões amorosas caminham juntos desde que o mundo é mundo. 

“A pessoa que amo voltará a me procurar?”. “Existe um rival, há traição?”. “Onde devo buscar o amor verdadeiro?”. “Devo investir nesse relacionamento amoroso?”. Dentre tantas, essas são algumas perguntas das vítimas do Cupido, um deus que, mesmo errando, sempre acerta o alvo.      

Pertencem ao território da paixão uma gama de sensações nunca sentidas. Cores cambiantes, perfumes raros, o coração batendo forte, borboletas no estômago. Lindo, mas parece que estamos soltos no ar ou pisando em terreno pantanoso. 

O mistério faz parte do jogo amoroso. Por isso, identificar as pedras no caminho e enxergar o que o futuro nos reserva torna-se crucial. Afinal, relações afetivas mexem demais com a estrutura das nossas vidas.

É por isso que o Personare oferece o Tarot Direto, um produto de consulta rápida para perguntas mais específicas do seu dia a dia. Nele, você sorteia uma carta e lê um conselho objetivo para a sua questão, que ajuda a encontrar o melhor caminho para a sua pergunta.

Tudo online, rápido e prático para impedir que a ansiedade da dúvida atrapalhe sua rotina. Não parece uma boa ideia?

Então, não perca tempo e acesse aqui o Tarot Direto Personare.

Zoe de Camaris

Zoe de Camaris

Taróloga. Pós-graduada em Linguística. Incluiu o Tarot nos seus estudos de especialização no intuito de revalidá-lo como um sistema de linguagem visual interdisciplinar. Autora do Tarot Direto Personare.

Saiba mais sobre mim