Pesquisar
Loading...

Como fazer Vaporização do Útero, técnica de ginecologia natural

Desvende os segredos da prática ancestral e aprenda o passo a passo de como fazer Vaporização do Útero e conecte-se com seu poder interior

Atualizado em

A Vaporização Uterina é uma técnica de ginecologia natural, que trabalha problemas ginecológicos e emocionais. Mas como fazer Vaporização do Útero? Este método é simples e fácil e proporciona muitos benefícios. 

A Vaporização pode, por exemplo, ajudar a amenizar cólicas, reduzir sintomas da TPM e menopausa, aumentar fertilidade, melhora o prazer vaginal, ajudar a saúde íntima e até mesmo oferecer clareza mental. 

Abaixo, você aprende o passo a passo para aprender como fazer Vaporização do Útero e incluir esta técnica poderosa em sua rotina de cuidados. 

Materiais necessários para fazer a Vaporização Uterina 

  • Ervas de sua preferência: Você pode usar até sete ervas diferentes em cada Vaporização. 
  • 1 balde, penico, bacia ou banco próprio para Vaporização: Existem algumas cadeiras confeccionadas especialmente para Vaporização, que você encontra na internet ou pode mandar um marceneiro fazer. Mas, a forma mais simples, é encaixar um penico dentro do vaso sanitário, ou improvisar com um balde, uma bacia de plástico ou de barro. A dica é que tenha um buraco para subir o vapor, onde você encaixa sua vulva. 
  • Água fervente 

Como usar as ervas na Vaporização

Se você escolher fazer a Vaporização com raízes, ervas mais grossas ou caule, como, por exemplo, barbatimão e anis estrelado, você ferverá essas partes junto com a água, por 5 ou 10 minutos, para soltar bem suas propriedades.  

Caso sejam ervas frescas ou secas, você pode jogar as ervas no recipiente que vai fazer a Vaporização e, só depois, jogar a água já fervida sobre elas. 

Dicas vaporização

+ Veja aqui quais ervas usar para a Vaporização do Útero 

Passo a passo sobre como fazer Vaporização do Útero 

  • Despeje no recipiente que vai fazer a Vaporização as ervas escolhidas por você. 
  • Lembre-se de que, se você optou por utilizar raízes, ervas mais grossas ou caule, você já ferveu essas partes com a água. 
  • Neste caso, jogue toda a mistura de uma vez no recipiente. 
  • Jogue a água fervente por cima das ervas. Dê uma mexida e tampe ou abafe o recipiente com um pano ou toalha, por uns 2 minutos. 
  • Se conseguir adaptar o “assento” do recipiente, de modo que consiga ficar sentada nele, é ainda melhor, pois facilita a chegada direta do vapor até a vulva. 
  • A água não deve encostar na vagina, você só aproveitará o vapor. 
  • Se não conseguir ficar sentada, mantenha-se em pé mesmo. 
  • Você pode usar uma saia longa, sem calcinha, ou se enrolar com um cobertor, para garantir que o vapor fique concentrado e suba até sua vulva. 
  • Lembre-se que você deve estar nua da cintura para baixo ou sem calcinha. 
  • Quando o vapor parar de subir é sinal de que a terapia já foi realizada. Mas, em média, você deve permanecer ali por cerca de 20 a 30 minutos, ou, ainda, enquanto for confortável para você. 
  • Eu já cheguei ficar duas horas fazendo a Vaporização, ia colocando um pouco mais de água quente para manter o vapor. Quando faço, entro em deliciosos processos meditativos e fico ali por mais tempo do que o estimado, afinal, é o meu momento de amor-próprio, de autocura, de silenciar a mente e aguentar a rotina da minha vida.