Pesquisar
Loading...

O que significa quando saem cartas invertidas no Tarot?

Entenda o que são as cartas invertidas no Tarot, sua origem e as diferentes interpretações possíveis

Atualizado em

Você já jogou Tarot e saiu uma carta do Diabo invertida? Ou a carta do Sol invertida, a carta O Mundo invertida ou qualquer ouro arcano? Se sim, você pode ter se questionado ou até ficado apreensivo sobre o significado de quando sai carta invertida no Tarot.

Neste artigo, você aprende o que são as cartas invertidas no Tarot, sua origem e as diferentes interpretações possíveis.

O que são Cartas Invertidas no Tarot?

Como o próprio nome sugere, as cartas invertidas são aquelas que aparecem de cabeça para baixo durante um jogo de Tarot. 

cartas invertidas no Tarot

Normalmente, elas surgem quando o consultante escolhe embaralhar as cartas no deck, o que possibilita que as cartas sejam misturadas e que uma ou mais saiam de maneira invertida.

Num jogo de Tarot online, isso não vai acontecer.

Origem das Cartas Invertidas

A carta invertida foi uma produção do século XVIII com um dos grandes pais do Tarot, o francês Etteilla. Ele ficou conhecido por fazer leituras com o Tarot depois de mudar a estrutura das cartas e colocar alguns atributos astrológicos e místicos. 

Além disso, Etteilla criou a proposta de inversão, que acabou ganhando muita aderência dos ocultistas do século XIX. Este foi um momento histórico importante do Tarot, mas não é a única fonte de referência para essa prática.

+ Aqui no Tarot Direto vai além do Sim ou Não e traz uma resposta rápida e específica e um conselho prático para sua pergunta.

O que significam as Cartas Invertidas no Tarot?

Há muitas formas de fazer a interpretação das cartas invertidas em um jogo de Tarot. Entretanto, esse tipo de leitura não é um consenso entre todos os tarólogos. Alguns usam em suas interpretações, outros, como eu, não.

Se uma carta aparecer de maneira invertida, é possível virá-la e continuar a leitura. No entanto, se optar por interpretar a carta invertida, saiba que seu significado não tem, necessariamente, uma conotação negativa. Tudo depende do contexto da leitura.

No meu entendimento, não há necessidade de considerar a posição da carta, esteja ela invertida ou não. Isso porque um arcano pode ter um comportamento mais confortável em uma situação e menos confortável em outra. 

O Imperador, por exemplo, como representa poder e hierarquia, numa questão afetiva, pode indicar mais controle e dificuldade de expressar afeto. Já na parte material, pode significar concretização e manutenção do que se constrói. 

Assim, a inversão só complicaria mais as coisas, não sendo necessária, no meu ponto de vista. Enquanto a posição da carta (área afetiva ou financeira, por exemplo), a depender do método de Tarot utilizado, já traz todas as possíveis nuances que a inversão das cartas buscaria. 

Invertida ou não, considere onde está a carta no jogo

Cada arcano tem uma manifestação diferente em cada contexto. O mais importante, considerando ou não as cartas invertidas, é a posição em que a carta aparece em cada método de leitura

Voltando ao exemplo do Imperador, acredito que o verdadeiro significado da carta vai depender da posição que a carta saiu em um jogo de Tarot e o Amor.

Nesse serviço do Personare, são sorteadas sete cartas, que são dispostas num formato de cruz. Dependendo da posição do Imperador no seu jogo, ela pode indicar diferentes significados e conselhos para a sua vida amorosa.

+ Jogue aqui o Tarot e o Amor: tire suas sete cartas e receba orientações com os melhores caminhos para o seu coração.

Você escolhe!

As cartas invertidas no Tarot são um elemento que traz uma camada adicional de complexidade à leitura. Sua origem histórica com Etteilla mostra que essa prática tem raízes profundas. 

No entanto, a necessidade e a interpretação das cartas invertidas variam de tarólogo para tarólogo. Enquanto alguns veem valor na inversão, outros, como eu, preferem considerar o contexto e a posição das cartas no método de leitura, evitando complicações desnecessárias.

Seja qual for a sua preferência, o mais importante é que a leitura do Tarot seja uma ferramenta eficaz para obter tendências e orientação.

Alexsander Lepletier

Alexsander Lepletier

Alexsander Lepletier é formado em jornalismo e ativista de direitos humanos. Iniciou sua carreira de cartomante e tarólogo, em Portugal. Em Portugal, realiza anualmente o Encontro Internacional de Cartomancia. Atualmente, reside na cidade do Rio de Janeiro onde dá cursos e consultas online.

Saiba mais sobre mim