Andrea Leandro
Por Andrea LeandroLeia em 3 min.15/02/2019 

Como organizar a casa gastando pouco? Dicas para cada cômodo

Desapego, criatividade e organização ajudam a dar novas utilidades para objetos em desuso e dar outro aspecto à casa sem gastar muito

Como organizar a casa gastando pouco? Repensando os objetos que você tem em casa,é possível repaginar o lar mesmo sem recursos financeiros. Basta um olhar diferente para reorganizar o ambiente e descobrir tesouros escondidos dentro de casa.

Início de ano sempre traz a esperança e os sonhos de projetos a serem concretizados. Em geral, a casa está entre eles. Seja para reformar, redecorar ou adquirir uma nova. Infelizmente, muitas vezes a barreira financeira impede que mudanças aconteçam. Por isso, convido você para lançar um novo olhar para o seu lar. Num mexe aqui, remexe ali, sua casa pode se transformar.

Para essa transformação, você vai precisar de um toque de organização, boa vontade, desapego, criatividade e imaginação. E irá ganhar em economia e satisfação em ver o seu lar repaginado.

Como organizar a casa?

Mexer e remexer nos ambientes vai exigir de você organização para realocar os objetos e móveis. Uma dica preciosa é buscar a funcionalidade do ambiente e sua vocação. Cada cômodo tem uma função. Claro que dependendo do tamanho da casa, determinados ambientes podem acumular tarefas, mas o ideal é que sejam bem administradas e não causem transtornos.

Analisando cada uma, você já vai verificar se a sua casa está dentro de padrões que podem tornar o seu dia a dia mais feliz e agradável.

Sala

A sala é um local de receber os amigos e de descontração. O que tem na sua? Está confortável? Você gosta do que vê? Tem excesso de bibelôs ou almofadas, fazendo você tropeçar numa coisa aqui e outra ali? É fácil de circular?

Quarto

O quarto é um local para descanso. Sua cama está bem posicionada? Isto é, você consegue enxergar a porta e a janela? Essa visão evoca uma sensação de segurança? Sente-se confortável? Você tem privacidade?

Cozinha

A Cozinha, além do lugar de preparar os alimentos, pode ser um espaço de convívio. Se não tiver um local apropriado para estudos ou para as tarefas escolares das crianças, a mesa da cozinha pode se transformar e virar temporariamente um mini escritório ou área de estudos. Nesse caso, o ambiente possui uma funcionalidade principal, cozinhar, e uma segunda funcionalidade, local de estudos.

Banheiro

O banheiro é um espaço para o autocuidado. Ter um espelho que você possa se observar bem é essencial e tudo ao redor deve estar limpo e funcional.

Ao especificar a funcionalidade do ambiente fica mais fácil determinar o que fica e sai deste espaço.

Boa vontade e desapego

Evitar desperdício e ver o quanto um objeto pode ser reaproveitado pode dar um toque especial ao seu ambiente. Ao remexer no espaço, você pode encontrar tesouros escondidos. Seja uma foto antiga da família, um equipamento velho de fotografia ou aquele vaso que pertencia a sua vó. São relíquias que o olhar certo pode transformar numa atração à parte na sua casa.

Você também pode verificar que tem muitos excessos, seja de roupas, eletroeletrônicos, móveis e objetos. Poderia doar, vender ou trocar com amigos e parentes por outros que sejam mais úteis para você. O conhecido escambo.

Praticando o desapego, você abre espaço para o novo no seu lar. Tudo fica mais visível. Deixe no ambiente aquilo que para você faz toda a diferença. Não acumule excessos e coisas que você não gosta, não servem mais ou não são mais úteis na sua vida.

Criatividade e imaginação

Você costuma reaproveitar materiais e dar novos usos para eles? Assim, não precisa gastar ao criar novas utilidades para materiais que estavam obsoletos ou em desuso em casa. Uma jarra pode virar um lindo vaso. Potes de sorvetes podem se transformar em organizadores dentro dos armários. Copos de personagens das crianças podem virar porta canetas, lápis, tesouras organizando de forma divertida a escrivaninha de estudos da família.

Aqueles copos de recordação de festas e formaturas em formato tubular podem ser colados juntos e virar porta objetos de cozinha. Reunindo lembranças. O famoso unir o útil ao agradável.

Repense os espaços. Quem sabe um corredor se torne a área de artes da casa e todos podem escrever nas paredes e desenhar. Radical demais? Tente então montar um quadro mural. Reaproveite porta-retratos velhos. E coloque fundos lisos e com canetas de quadro branco, assim, cada um tem seu espaço de arte para desenhar ou deixar recados. Cada semana você pode trocar os desenhos ou frases. O ambiente fica mais lúdico, instigando a curiosidade e integração da família.

 

Andrea Leandro

Andrea Leandro

Profissional certificada pelo Selo Casa Saudável, administradora e consultora em Harmonização de Espaços. Utiliza em seu trabalho técnicas como Geobiologia, Feng Shui, Reiki, Lótus Sagrada e Florais.