Regina Restelli
Por Regina RestelliLeia em 2 min.30/01/2019 

Como desenvolver amor-próprio e diminuir a autocrítica?

Terceiro episódio da websérie ‘Respira’ mostra a relação entre amor-próprio, autoestima e as críticas que fazemos a nós mesmos

Você costuma ser duro demais com você mesmo(a)? No terceiro episódio da websérie Respira, vamos entender a relação entre amor-próprio e autoestima. Aprender ferramentas que podem facilitar o caminho para se amar, respeitando e aceitando as suas características, ajuda a diminuir as duras críticas que fazemos a nós mesmos.

Episódio novo toda quarta-feira

Toda quarta-feira, no canal do Personare no Youtube, será lançado um episódio novo que vai abordar questões emocionais e espirituais do público.

Neste terceiro episódio, respondemos a questão de Adriana R., sobre falta de autoestima e autocrítica. “Estou com dificuldades na carreira, nos estudos e não gosto nada da minha aparência. Diante disso, não consigo ficar um minuto sem me criticar. Me ajudem?”. Assista ao episódio completo sobre autoestima e amor-próprio no vídeo abaixo:

Quando a gente acha que o lado de fora é superior ao que está dentro de nós, ao que nós somos, fica realmente muito difícil.

Você já parou para observar se algo dentro de você busca a aprovação do outro? E se você não se sente notado e aprovado pelo outro, sente-se mal, certo? Essa necessidade, na verdade, é uma grande ilusão. Precisamos aprender a amar nossa unicidade. Não existe ninguém igual a você. O seu ser, o que você é de verdade, é só seu.

Que tal começar a se olhar de forma mais amena, menos exigente e parar de endeusar o que está do lado de fora?

O que está fora não é você. Você só vai poder ser feliz sendo você mesmo(a), abraçando todas as suas características, tanto as que você entende como boas ou ruins.

Mas nem sempre esse processo é fácil. Então vamos começar pela gratidão?

Desperte a gratidão em você

O que tem de bacana na sua vida? Pode ser algo bem simples: ‘Hoje o céu está lindo, que bom que eu tenho um dia lindo”. Com uma pequena atitude mental positiva você já começa a se transformar. Isso passa a gerar uma série de mudanças no seu campo energético, que aos poucos vai te ajudando a lidar com a baixa autoestima. Aos poucos, você percebe que se criticar é uma armadilha que só te joga para baixo.

Ria mais

Para sair desse vício de autocríticas, é preciso quebrar essa ramificação neural que está tão ativada em você. E como fazer isso? Muito fácil: comece a rir. Dá certo.

A flexibilidade e o bom-humor são ferramentas que ajudam a “quebrar” o padrão mental, abrindo espaço para a autoestima e o amor-próprio. Entre em contato com você e, caso sinta e algo que não está legal, ria, sorria. Mais humor e menos críticas para começar a ver as características boas que existem dentro de você. Assim, quando se deparar com algo que não esteja gostando, vai ver que existem possibilidades de ajustar, reorganizar e mudar, porque a vida é isso – impermanência. Mas depende de nós.

Você tem vontade de mudar? De sair desse lugar? Se você tem vontade, você pode tudo.

Como você está se sentindo? Tem alguma questão que não te agrada ou alguma situação que você não consegue resolver? Fique à vontade para fazer suas perguntas nos comentários do episódio. O Respira é uma troca nossa, para gerar reflexões que possam melhorar o dia a dia.

Se inscreva no canal do Personare no Youtube para acompanhar os próximos. Até lá e não se esqueça: Respira!

Regina Restelli

Regina Restelli

Criadora da Terapia dos Chakras, que promove autoconhecimento e expansão da consciência amorosa. Faz atendimentos online no Personare. Suas consultas limpam as crenças no campo energético, trazendo bem-estar e energia para autotransformação.