Cris Ventura
Por Cris VenturaLeia em 2 min.19/10/2018 

Como controlar a ansiedade e o estresse com o Feng Shui

Transforme sua casa num lugar acolhedor para se refugiar e viver em harmonia

Em tempos de vida contemporânea – imediata e aparentemente frágil, onde tudo parece descartável, somos continuamente influenciados por diversos fatores: medo de perder experiências, necessidade de conexão, exigência de respostas imediatas, além do desejo de conquistas em quantidades exorbitantes. Relações estão se tornando distantes, enquanto a ansiedade, tristeza,  depressão, solidão, cansaço e confusão mental tornam-se cada vez mais intensos e constantes. Portadores desses sintomas, principalmente quem deseja aprender como controlar a ansiedade e o estresse podem encontrar apoio também no Feng Shui, que trabalha com a energia vital, conhecida como “chi”, presente nos seres vivos e nas casas.

Observar o fluxo da energia vital ajuda a perceber o que pode ser mudado ou ajustado, a fim de harmonizar e reequilibrar a energia da casa e, consequentemente, do corpo. O Feng Shui sugere, ainda, a aproximação com a natureza por meio de cores, formas, materiais e imagens. A presença de plantas nos espaços em que vivemos permite criar um atmosfera serena que abraça e acolhe.

Para que o Feng Shui te ajude a harmonizar o seu espaço, confira as sugestões a seguir:

Feng Shui e cores para alegria e inspiração

A falta de cores em uma casa pode influenciar o ambiente e as pessoas. Por exemplo: um ambiente monocromático leva à monotonia e à preguiça. Já um lugar claro demais ou totalmente branco gera ansiedade.

Num outro extremo, um espaço com tons muito escuros pode se tornar opressor e depressivo. Viver com cor traz mais alegria, inspiração e uma visão diferente da casa. Para mudar, vale incluir quadros, imagens, objetos ou móveis coloridos em ambientes monocromáticos ou brancos. E nos ambientes escuros é preciso mudar para uma cor suave e clara e incluir uma boa iluminação.

Feng Shui e plantas para renovar as energias

No Feng Shui, há uma forte ligação com elementos da natureza e, por isso, existe a recomendação de plantas naturais na decoração de interiores. As plantas têm a função de renovar a energia e purificar o ar. Ameniza efeitos de produtos químicos, como tintas e produtos de limpeza, e de ondas eletromagnéticas dos aparelhos eletrônicos, roteadores, computadores e celulares.

A ausência de plantas deixa os ambientes muito urbanizados e sem vida. Plantas como Lírio da Paz, Zamioculca, Dracena Massangeana, Dracena Janet Craig, Árvore da Felicidade e Ráfia são indicadas para melhorar a qualidade do ar dentro dos ambientes.

Feng Shui e móveis para fluir a energia vital

A disposição dos móveis deve favorecer a circulação livre, sem obstáculos, criando um caminho que deixe a energia vital fluir desde a entrada e por todos os cômodos da casa.

Um dos móveis mais importantes é a cama, que deve ter cabeceira inteiriça para transmitir segurança e proteção. A cama não deve encostar na parede do banheiro ou ficar embaixo de uma janela, pois essas posições podem desencadear ansiedade, insônia e, assim sendo, estresse.

Manutenção da eletricidade para equilibrar emoções

Simbolicamente, o sistema nervoso está relacionado com a energia elétrica de uma casa. Falta de esperança, cansaço, confusão mental, nervos à flor da pele e estresse podem ser amenizado com a manutenção da eletricidade em geral da casa. Verifique se as luzes andam queimando com frequência, se todas as tomadas funcionam, se a fiação está em ordem ou se precisa ser trocada.

Já a água está ligada às emoções e finanças. Desequilíbrio nessas áreas não são nada saudáveis. Vazamentos, entupimentos, sujeiras em qualquer tipo de encanamento e em qualquer área de uma casa deve ser contido e consertado imediatamente.

Bagunça afeta energia do imóvel e dos moradores

A desordem é uma das principais causas da confusão mental. O acúmulo de itens sem uso, quebrados, danificados geram uma energia estagnada e causam estresse quando é preciso encontrar algo realmente importante, sem falar na perda de tempo. O quarto da bagunça não deveria sequer existir, ao invés disso, devia ser o quarto da organização com prateleiras, caixas, armários e fácil acesso para encontrar objetos.

A desordem em um único cômodo da casa afeta a energia de todo o imóvel e de todos os moradores. Portanto, encare o desafio da organização e comece com uma gaveta, um armário, uma prateleira, um cômodo até arrumar tudo. Doe, recicle, conserte e abra espaço para novas oportunidades trazendo clareza mental e equilíbrio para sua vida.

Cris Ventura

Cris Ventura

Encantou-se com o Feng Shui a partir das aplicações da arte milenar em sua casa e dos resultados em sua vida. Ministra palestras e presta consultorias para residências e empresas.