Como a Ayurveda pode participar do dia a dia de mulheres e seus filhos?

Sistema de saúde nos ensina que, para ter saúde, é preciso que o ser humano viva totalmente integrado com a natureza

Como a Ayurveda pode participar do dia a dia de mulheres e seus filhos?

A Ayurveda é um sistema tradicional de saúde, reconhecido pela OMS. Literalmente, “Ayur” em sânscrito quer dizer “vida” e “Veda” significa “ciência, conhecimento, verdade”. Ayurveda  significa então a ciência da vida.

Esse sistema de saúde nos ensina que, para ter saúde, é preciso que o ser humano viva totalmente integrado com a natureza e conectado com seus ritmos naturais.

De acordo com a Ayurveda a saúde e o bem-estar de um bebê ou de uma criança está diretamente vinculada à saúde física e mental de sua mãe, especialmente no momento da concepção, da gestação e dos primeiros anos de vida.

Por isso, a Ayurveda oferece um extenso protocolo de cuidados que apoia a dupla mãe-bebê desde a pré-concepção, passando pela gestação, parto, pós-parto e todos os anos da infância.

Esses cuidados contemplam alimentação e estilo de vida ideias para uma maternidade e infância com mais saúde e felicidade.

Como lidamos com a nossa energia feminina, entre homens e mulheres?

O grande poder interior das mulheres é a sua força emocional. Nós somos muito emocionais e se utilizarmos essa nossa característica deforma apropriada, ela pode ser a nossa grande força.

Somos sensíveis e sensitivas.

Percebemos o que está além das palavras. Além disso, a capacidade de cuidar é inata à nós, mulheres, sejamos mães ou não. Outra característica comum a todas nós é a nossa natureza cíclica. A natureza nos fez assim.

Vivemos mensalmente o ciclo menstrual quenos faz apresentar diferentes facetas de nós mesmas ao longo do mês.

E isso é lindo. Ao longo dos anos essas características intrínsecas às mulheres foram desvalorizadas inclusive por nós mulheres e começamos a buscar ser iguais aos homens em quase todos os aspectos.

Isso nos levou aos hormônios sintéticos que bloqueiam os ciclos menstruais para que sejamos lineares e produtivas o mês inteiro, e a querermos esconder o nosso lado emotivo e maternal.

Se nos deixarmos embarcar nisso, nossa energia feminina não consegue se expressar e deixamos de ser a grande força que nós somos.

O resultado se mostra de diferentes formas: seja nas crescentes taxas de incidência de problemas ginecológicos como endometriose e infertilidade ou no aumento das taxas de depressão e ansiedade entre mulheres.

Homens e mulheres são diferentes. Celebrar a diferença não é se diminuir. Pelo contrário, é ver e valorizar a força, o poder e a beleza que cada uma de nós tem.

Como podemos nos conectar com nossa energia feminina?

O primeiro passo é aceitar e abraçar o seu ciclo menstrual. A natureza se organiza com base em ciclos – o ciclo do dia e da noite, o ciclo das estações do ano, as fases da lua.

E o ciclo menstrual é o que mais nos conecta à essa característica cíclica da natureza. O ciclo menstrual é a própria natureza manifestada em nós.

É ele que dá a nós, mulheres, a nossa natureza cíclica. Mudamos ao longo do mês em função das diferentes fases do ciclo menstrual. Foi assim que a natureza nos fez.

Aceitar esse funcionamento da fisiologia feminina é aceitar ser mulher. É ser grata por esse corpo feminino.

Também é essencial que voltemos a valorizar o nosso lado mais emocional e maternal. Somos naturalmente cuidadoras, cuidamos das pessoas que estão ao nosso redor, sejam nossos filhos ou não.

O cuidar é inato à todas as mulheres.

Quanto mais nos abrirmos para as características que nos fazem mulheres, mais conectadas estaremos com a nossa energia feminina.

Saúde da mulher

Dada a nossa característica mais intrínseca que é a qualidade do cuidar, temos uma tendência inata de querer cuidar da nossa saúde e da saúde da nossa família.

Mas vejo que ainda conhecemos muito pouco sobre os nossos próprios corpos. Nessa busca por sermos iguais aos homens, nos perdemos de nós mesmas.

E a verdade é que só o conhecimento pode nos dar poder. Poder sobre os nossos corpos e sobre as nossas escolhas.

Como tomar decisões conscientes sobre a nossa saúde sem conhecimento? Por isso o trabalho do Mama Amma é centralizado em compartilhar muito conhecimento gratuito de altíssima qualidade, alinhando os ensinamentos da Ayurveda com o que há de melhor na ciência moderna e levar, assim, autonomia e saúde para todas as mulheres, especialmente as mães.

As mulheres são a base de qualquer sociedade porque todo ser humano chega a esse Planeta através de um corpo feminino.

Mulheres saudáveis geram e criam filhos saudáveis. E essa é a maior contribuição que podemos dar para a sociedade: seres humanos livres de doenças físicas, mentais e emocionais que possam contribuir para construir uma sociedade harmoniosa e pacífica.

O Mulheres que Inspiram 2020 será uma oportunidade incrível para mergulhar no universo do autocuidado e da saúde integral, principalmente para as novas mamães.

Mais sobre o tema

 

Olá, essa matéria foi útil para você?
Bia Carneiro

Bia Carneiro

Educadora Perinatal, Escritora e Palestrante, formada em Ayurveda com especialização em saúde da mulher e da criança pelo Sri Sri College of Ayurvedic Science and Research Hospital e também pelo International Academy of Ayurved, ambos na Índia. É fundadora do Mama Amma e mãe do Vicente. Saiba mais